Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Em busca do equilíbrio

por Moira, em 14.09.10

Depois de três publicações seguidas com doces, está na altura de regressar aos salgados.

Eu sei que vocês gostam mais de doces, mas tem que haver equilíbrio, não se podem comer doces todos os dias, por isso a minha sugestão hoje para além de salgada é diferente pois esta é uma comida que não se vê por aí todos os dias.

Eu não sou muito de comer miudezas, mas gosto de algumas e aprecio muito língua de vitela, por isso trago-vos um prato que me faz regressar à infância, em casa da minha mãe onde habitualmente era confeccionado ao fim de semana devido ao tempo que demora a preparar e a cozinhar e era sempre servido com ervilhas e puré de batata.

Língua de Vitela Estufada com Ervilhas

Ingredientes:

  • 1 língua de vitela
  • 1 cenoura
  • 2 cebolas
  • 2 dentes de alho
  • 2 folhas de louro
  • 1 colher de café de pimenta preta em grão
  • 3 cravinhos
  • 2 chávenas de ervilhas congeladas
  • 3 colheres de sopa de calda de tomate
  • 1 colher de sopa de coentros picados
  • 1 pitada de colorau
  • 1 pitada de sal

Preparação:

Lave a língua e coloque numa panela panela de pressão com água fria, leve ao lume até levantar fervura, sem colocar a tampa.

Assim que ferver, deite fora a água e acrescente água limpa, a cenoura, uma cebola, a pimenta, o cravinho, a folha de louro, um dente de alho e uns talos de coentros ou um pouco de aipo, adicione sal q.b. feche a panela e deixe ferver durante 20 minutos por cada 500g de carne. 

Entretanto faça um refogado com a outra cebola e um dente de alho, acrescente as ervilhas, 1 pitada de colorau e três colheres de sopa de calda de tomate, tempere com sal, acrescente umas colheres do caldo onde está a cozer a língua e deixe cozinhar devagarinho, adicionando os coentros no final.

Quando a língua estiver cozida, retire-a do caldo e passe por água fria, com ajuda de uma faca retire toda a pele à volta da língua e deite fora.

Corte a língua em fatias e misture nas ervilhas deixando apurar um pouco, se necessário acrescente um pouco mais de caldo de carne.

Notas: A cenoura que esteve a cozer com a carne pode ser cortada em rodelas e adicionar à ervilhas.

Também pode acompanhar com uma salada verde e um pouco de puré de batata.

Guarde a 2ª água de cozedura da língua, para quem gosta é óptima para usar numa sopa.

Quando usar a panela de pressão, não esquecer que só se pode abrir a panela quando todo o vapor tenha saído naturalmente, para não correr o risco de queimaduras.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:16

Merendas Transmontanas

por Moira, em 06.12.09

Estou de regresso após uns dias fora, com algum frio, mas muito bem passados entre amigos e quase família, a intenção era apanhar azeitonas, mas havia poucas e assim o tempo deu para muita coisa, passeios, preguiça e muita comidinha boa.

A paisagem é linda, convidativa ao repouso e eu adoro-a seja qual for a estação do ano.

Depois de uma manhã a apanhar azeitona, para os que trabalharam no duro, a merenda é bem merecida, entre os petiscos para além das alheiras e da carne assada nas brasas, temos quase sempre bacalhau frito, polvo frito e língua de vitela frita, tudo acompanhado por um belo naco de pão transmontano, que difere do alentejano apenas no formato e na acidez.

Para qualquer uma das iguarias não há uma receita especial.

O bacalhau, depois de demolhado e seco com papel absorvente, passa-se por farinha e ovo batido com salsa picada e frita-se em óleo quente.

O polvo é previamente cozido, depois passa-se por farinha e ovo batido com salsa picada e frita-se em óleo quente.

A língua de vitela, é previamente cozida em água e sal, deixa-se arrefecer, corta-se em fatias, passa-se por farinha e ovo batido com salsa picada e frita-se em óleo quente.

 

Óbviamente que estas são mais uma das minhas excepções de comer fritos durante o ano, e gosto de qualquer uma das três sugestões.

 

No caminho para casa ainda paramos para apanhar umas azedas para a salada, não são as azedas que conhecemos em Lisboa, mas as azedas transmontanas a que muitos chamam apenas salada, são óptimas com cebola nova cortada aos gomos e temperadas apenas com azeite e vinagre, tudo muito simples e muito bom.

Ao saborear uma salada com ervas que me eram completamente desconhecidas foi impossível não me lembrar da Neide, tenho a certeza que adoraria percorrer os caminhos que percorri para apanhar azeitona à mão como se fazia no tempo dos nossos avós e bisavós.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:36

Regressou a chuva e as Comidinhas de Tacho

por Moira, em 22.10.09

Quando o tempo está farrusco apetecem pratos quentes e aconchegantes, um sofá e uma manta, um livro ou um bom filme e muita moleza.

O Outono chegou, mudou o tempo e também vão mudando os ingredientes.

Apareceram os marmelos, a abóbora, já vi algumas castanhas e a minha cabecinha já está a pensar em quantas coisas diferentes poderá fazer, para além disso os amigos desafiaram para fazer um jantar com ingredientes específicos do Outono, acho que vou ter que meter mãos à obra e depois mostro-vos as novidades mais lá para a frente.

Por agora fiquemos com mais um dos meus jantares do dia a dia, são servidos?

Vitela no Tacho

Ingredientes:

  • 500 g vitela para estufar
  • 3 cenouras
  • 1 cebola grande
  • 4 batatas pequenas
  • 1 fio de azeite
  • 1 cerveja
  • sal aromatizado para grelhados picante da Casa do Sal da Figueira da Foz

Preparação:

Numa panela de pressão, alourar a carne num fio de azeite, adicionar a cebola picada grosseiramente e as cenouras cortadas às rodelas grandes, temperar com sal, regar com a cerveja,  fechar a panela e cozinhar por cerca de meia-hora.

Deixar sair o vapor todo antes de abrir a panela, adicionar as batatas e cozinhar por mais cinco minutos, apagar o lume e deixar a panela fechada por mais 10 minutos.

Abrir então a panela e servir quente.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:10

Vitela Estufada com Cogumelos

por Moira, em 07.02.09

Continuo na limpeza do frigorifico... Eu bem disse que ele andava a precisar de uma limpeza.

Tirei um saco do congelador com carne, que pensava ser de porco e estava decidida a fazê-la estufada com laranja, mas saiu-me tudo ao contrário, o porco afinal era vitela e lá se foi a receita. Tive que repensar tudo do zero e foi assim que nasceu esta carne estufada com cogumelos, que deveriam ser frescos mas só tinha dos de lata, enfim nem tudo pode correr bem.

Afinal, hoje  já tinha feito as deliciosas trufas da Leonor Sousa Bastos do Flagrante Delícia que tinham corrido muito bem, mas isso é história para outro post. Fica prometido, só não sei se terá fotos porque elas vão desaparecendo mais rápido do que avança o carregamento da bateria da minha máquina.

Voltemos à carne, que não tem uma história muito longa, nem muito complicada.

 

Vitela Estufada com Cogumelos

Ingredientes:

  • 500 g de vitela
  • 1 cebola
  • 1 lata de cogumelos ou equivalente em cogumelos frescos
  • sal e pimenta acabada de moer
  • 1 copo de vinho branco
  • 1 fio de azeite

Preparação:

Comecei por alourar a carne num fio de azeite, quando estava com um aspecto douradinho e o fundo do tacho se apresentava caramelizado, adicionei uma cebola picada grosseiramente, deixei alourar, adicionei um copo de vinho branco, uma lata de cogumelos e deixei estufar a carne. Na panela de pressão foi cerca de 30 minutos.

 

Mas como ainda não estava satisfeita fiz uma Tarte Tatin de Nabo que não foi inteiramente do meu agrado, mas o D. que detesta nabos gostou muito do resultado, e acabou por ser um acompanhamento diferente. Pessoalmente acho que precisava de mais qualquer coisa.

Tarte Tatin de Nabos

Ingredientes:

  • 3 nabos
  • 1 chávena de caldo de legumes
  • 3 ou 4 filamentos de açafrão (facultativo)
  • sal e pimenta acabada de moer
  • 1 colher de sopa de mel
  • vinagre de Jerez (umas borrifadelas)
  • margarina para untar a forma
  • massa folhada

Preparação:

Cozi três nabos às rodelas finas num pouco de caldo de legumes, com sal, pimenta e o açafrão e deixei arrefecer.

Untei uma forma pequena com margarina, barrei o fundo com mel, borrifei com vinagre de Jerez, coloquei o nabo na forma em rosácea e por cima a massa folhada.

Foi ao forno por cerca de 20 minutos até a massa folhada ficar tostada.

Da próxima vez acho que vou acrescentar umas nozes picadas.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 01:05

Algo diferente...

por Moira, em 16.11.08

Ou se gosta ou se detesta!

Aqui em casa gosta-se. É um prato pouco usual, se os meus sobrinhos vissem isto, torciam logo o nariz, mas de facto eu gosto e o D. também, assim e apesar de diferente resolvi partilhá-lo, porque acredito que outras pessoas possam gostar.

Rabo de Boi Estufado com Batata Cozida

Ingredientes:

  • 1 rabo de boi cortado aos pedaços
  • 1 cebola
  • 1 dente de alho
  • 1 cenoura
  • 1 tomate maduro
  • 1 colher de sopa de calda de tomate
  • 1 pé de salsa picada
  • 1/2 copo de vinho tinto
  • 1 copo de água
  • 1 fio de azeite
  • sal q.b.

Preparação:

Coloque o azeite na panela de pressão e aloure a carne por todos os lados, retire a carne para um prato e deite para o tacho a cebola e o alho picado, a cenoura cortada às rodelas, volte a colocar a carne na panela, refresque com o vinho, pique o tomate e adicione juntamente com a salsa picada e o copo de água. Tape a panela de pressão e deixe cozer em lume brando por cerca de 25 minutos agitando a panela de vez em quando.

Sirva com batata cozida com a casca e bróculos cozidos.

 

Nota: Esta receita pode ser feita com qualquer outro tipo de carne de vaca.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:39


WOOK - www.wook.pt


Fotos no Flickr




Tradutor





Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D