Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Vamos ao Cinema ?

por Moira, em 03.04.09

Sem Reservas, em inglês "No Reservations" é um filme divertido que também trata de cozinha, o enredo começa com um dos personagens a falar sobre codornizes, de que vos deixo uma pequena transcrição:

"Alguns Chefs chamam-lhe "Lovebirds". Um prato romântico para aquela ocasião especial. Bem confeccionadas, são tão macias como manteiga.

Podem ser assadas, recheadas, com arroz selvagem, ou cozidas...   ...ou pode-se grelhá-las, escaldá-las, fazer no churrasco e até fritá-las.

Mas não há maior pecado que cozinhar demais uma codorniz. Para ser perfeita, deve ter um toque rosado no peito.

Mas deve-se ter a codorniz certa. Tem de ser carnuda ou secará rapidamente.

Prefiro servi-las assadas. Dá-lhes um sabor mais encorpado e suculento. E guarnecidas com raviolis de trufas e cogumelos selvagens, são deliciosas.

Claro que, também podemos cozinhá-las em bexiga de porco embebidas numa mistura de Madeira e Conhaque..."

Esta descrição encantou-me e mais uma vez estou de volta às codornizes, não serão servidas com raviolis de trufas e cogumelos selvagens, que o tempo é de crise e eu nem saberia como tratar tão preciosos elementos.

Por isso optei por recheá-las com cogumelos vulgares e servi-las com arroz de açafrão, passas e pinhões.

Codornizes Recheadas com Cogumelos

Ingredientes:

  • 4 codornizes
  • 10 cogumelos frescos picados
  • 12 cebolinhas
  • 1 cálice de Carcavelos Doce (pode ser substituido por Porto ou Moscatel, mas se não tiver nenhum destes um simples vinho branco faz bem o efeito)
  • um fio de azeite
  • sal e pimenta

Preparação:

Limpar as codornizes e recheá-las com os cogumelos picados temperados com uma pitada de sal e pimenta.

Alourar as codornizes no azeite, adicionar as cebolinhas e deixar alourar também, temperar com sal e pimenta moída no momento, regar com o vinho e deixar estufar tapado, em lume brando, durante 10  minutos. Levar ao forno quente por uns 5 a 10 minutos só para tostar a pele.

 

Arroz de Açafrão com Passas e Pinhões

Ingredientes:

  • 1 chávena pequena de arroz (usei basmati)
  • 2 chávenas de água (a mesma chávena usada para medir o arroz)
  • 1 colher de sopa de azeite
  • 1 colher de sopa de pinhões
  • 1 colher de sopa de passas de uva
  • 1/2 colher de café de açafrão das índias em pó
  • 1/2 caldo knorr de galinha

Preparação:

Passar os pinhões e o arroz no azeite por uns minutinhos sem deixar dourar, adicionar as passas, o caldo knorr e a água (cuidado ao pôr a água para não se queimar com o vapor que se vai soltar). Deixar cozer até evaporar toda a água. Servir quente.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:10

Arroz de Moelas e Corações

por Moira, em 05.12.08

Este é um arroz que eu faço muitas vezes cá em casa e por casualidade vinha este mês na Revista Saberes e Sabores de Natal, assim que o vi não resisti e fi-lo para o jantar, na receita da revista levava amêndoas lascadas, eu pus-me a inventar e deitei-lhe uns pinhões tostados.

É óptimo para comer simples ou como acompanhamento de aves assadas no forno como o perú ou o capão assado.

Arroz de Moelas e Corações

Ingredientes:

  • 350 g de moelas e corações de galinha
  • 1 fígado de galinha (facultativo porque eu não gosto mas o marido gosta)
  • 1 colher de sopa de pinhões tostados
  • 2 cravinhos
  • 1 folha de louro
  • Sal e pimenta q.b.
  • 1 chávena de arroz
  • 2 a 3 medidas do caldo de cozer as moelas
  • 1 cebola picada
  • 1 dente de alho picado
  • 1 colher de sopa de salsa picada

Preparação:

Cozem-se os miúdos em água temperada com sal, pimenta a folha de louro e o cravinho.

Picam-se os miúdos em pedacinhos, quem gostar de fígado pica-o também.

Num tacho põe-se um fio de azeite, deita-se a cebola e o alho picados e deixa-se alourar um pouco, põe-se o arroz, acrescenta-se a água de cozer os miúdos coada, juntam-se os miúdos picados e deixa-se cozer em lume brando.

No final juntam-se os pinhões tostados e um pouco de salsa picadinha, serve-se de imediato.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:54

Arroz Português

por Moira, em 21.10.08

Estas fotos estavam tiradas há algum tempo, quando numa viagem de regresso a casa passámos pelos campos de arroz que crescem na Carrasqueira e na zona de Alcácer do Sal, arroz genuínamente português e que felizmente ainda se consegue encontrar em pequenos supermercados de bairro.

O Arroz Carolino, fica tão bem em tantos pratos de arroz, principalmente os caldosos, já estou a imaginar um belo arroz de polvo, ou um arroz de bacalhau, ou até mesmo um simples arroz de feijão, bom mas isso terá que ficar para outro dia... hoje o arroz vai ser outro.

O Arroz é o terceiro cereal mais cultivado em todo o mundo e alimenta mais de metade da população mundial.

Hoje o arroz vestiu-se de amarelo, juntou-se ao seu primo selvagem da América do Norte e fez companhia a umas sobras de carne assada.

Simples mas colorido, foi o rei da mesa.

Arroz de Açafrão

Arroz com Roupagem de Açafrão das Índias

Ingredientes:

  • 1 chávena de Arroz
  • 2 chávenas de Água
  • 1/2 colher de café de açafrão em pó
  • sal q.b.

Preparação:

Leve a água ao lume, quando estiver a ferver deite o arroz, o sal e o açafrão, mexa com uma colher, tape o tacho e deixe cozer até ficar sem água.

Acompanhe com o que quiser ou use para colorir uma salada.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:30


WOOK - www.wook.pt


Fotos no Flickr




Tradutor





Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2011
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2010
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2009
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2008
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2007
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D