Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Parabéns Dulce!

por Moira, em 11.03.10

Food and Cook é um dos blogs que visito, dia após dia, com um enorme prazer, tanto pelas receitas como pela excelente fotografia, por isso, quando vi esta receita  tive de imediato a certeza de que a iria fazer brevemente.

O único problema era arranjar um pretexto para o fazer, uma vez que os doces só passam pela minha mesa em dias festivos, e eu já tinha feito um montão de doces pelo aniversário do marido, nada que não se resolvesse rapidamente porque a minha colega de gabinete também fez anos hoje e  juntando o útil ao agradável, em vez de um presente ofereci-lhe um bolo de aniversário.

Chama-se Boston Cream Pie, mas nem tem origem em Boston, nem é uma pie (tarte), a receita foi publicada por um jornal de Nova York e talvez por ser cozido em formas de tarte, as únicas utilizadas pelos colonos na época, tenha daí herdado o seu nome. A cobertura original de açúcar foi alterada pelo Chef francês, M. Sanzian do Boston’s Parker House Hotel para uma cobertura de chocolate e assim permaneceu até hoje, sendo um dos doces característicos da região do Massachussets, cuja capital é Boston e justificando assim também o nome de Boston Cream Pie.

A receita original é do livro "How to be a Domestic Goddess" da Nigella Lawson uma senhora de quem muito se fala ultimamente, por razões óbvias: tudo o que ela faz tem um aspecto apetitoso.

Boston Cream Pie

Ingredientes:

Para o Bolo:

  • 225 g manteiga à temperatura ambiente
  • 225 g açúcar
  • 1 colher de café de extracto de baunilha (não adicionei porque não tinha)
  • 4 ovos grandes
  • 200 g de farinha com fermento
  • 25 g de maizena
  • 1 colher de café de fermento em pó
  • 4 colheres de sopa de leite

Para o Recheio:

  • 125 ml de leite
  • 125 ml natas
  • 1 colher de chá de açúcar baunilhado
  • 3 gemas de ovo
  • 50 g de açúcar
  • 15 g de farinha

Para a Cobertura:

  • 150 ml de leite
  • 200 g de chocolate negro
  • 3 colheres de sopa de coco ralado

Preparação:

Bolo:

Numa taça bater o açúcar com a manteiga até estar cremoso, adicionar os ovos um a um, adicionando o seguinte apenas quando o anterior estiver completamente integrado na massa. Juntar depois a farinha, o fermento, a maizena, e por fim o leite.

Levar ao forno em duas formas untadas durante cerca de 20 minutos. Retirar do forno e deixar arrefecer sobre uma grelha.

 

Recheio:

Enquanto o bolo coze, prepara-se um creme de pasteleiro batendo as gemas de oco com o açúcar até dobrar o volume, adicionar-lhe a farinha e um pouquinho de leite e reservar.

Entretanto levar o restante leite com as natas ao lume, quando estiver quente juntar o preparado das gemas, baixar o lume e mexer com uma colher de pau até engrossar, retirando de imediato do lume, continuando a mexer. Tapar com film colocado mesmo por cima do creme para não criar "nata" por cima e deixar arrefecer.

 

Cobertura:

Picar o chocolate, levar o leite ao lume, quando estiver quase a ferver adicionar o chocolate picado e apagar o lume. Mexer com uma vara de arames até o chocolate estar completamente derretido e incorporado no leite e reservar.

Numa frigideira colocar o coco ralado e levar ao lume mexendo sempre até o coco ficar com uma cor dourada.

 

Montagem:

Colocar um bolo sobre o prato, barrar com o creme de pasteleiro, colocar o outro bolo por cima, vazar o chocolate por cima do bolo começando pelo centro e formando círculos para o chocolate escorrer pelo bolo naturalmente e polvilhar com o coco ralado.

 

Notas: A cobertura original do bolo é feita com natas, leva menos quantidade de chocolate  e não leva coco ralado.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:18


44 comentários

De Inês a 28.03.2010 às 15:07

Olá,
queria desde já agradecer o seu excelente trabalho neste blog e fazer-lhe uma pergunta, no recheio posso usar açucar normal? neste momento não tenho essencia de baunilha.

agradeço resposta em breve, obrigada (;

De Moira a 28.03.2010 às 17:44

Olá Inês,
Não tendo açúcar baunilhado, nem baunilha, que habitualmente é muito cara, podes omitir ou aromatizar com rasca da casca de meio limão, fica com um aroma diferente e igualmente bom.
Obrigada pela visita e pelo comentário.

De Moira a 28.03.2010 às 17:44

Queria dizer raspa da casca de limão :)

Comentar post








Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2011
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2010
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2009
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2008
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2007
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D