Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Na natureza, nada se cria, nada se perde...

por Moira, em 15.06.09

Sem muitas palavras porque a minha inspiração anda em baixa, mas fazendo jus às palavras de Lavoisier, segundo as quais "na natureza nada se cria, nada se perde, tudo se transforma", aqui pela minha cozinha estamos mais ou menos na mesma, criações novas "népia", deitar comida fora, nem pensar, mas transformei um resto de frango guisado com bacon e cogumelos, que não mereceu relato, nem fotos, num arroz de frango no forno que satisfez o nosso apetite no jantar de ontem á noite.

Arroz de Frango no Forno

Ingredientes:

  • Sobras de frango guisado ou estufado
  • 1 lata pequena de cogumelos
  • 1 cebola pequena
  • 1 dente de alho
  • 1 chávena de arroz

Preparação:

Faz-se um refogado com cebola e alho picado, acrescentam-se os cogumelos picadinhos, um pouco do molho do frango e água suficiente para fazer o arroz. Geralmente para uma chávena de arroz, utilizam-se duas chávenas de água.

Enquanto o arroz coze desfia-se o frango, retirando peles e ossos.

Depois do arroz feito, coloca-se metade num prato de ir ao forno, por cima coloca-se o frango desfiado e a outra metade do arroz, pode-se colocar umas tirinhas de bacon ou chouriço por cima e vai ao forno quente por uns dez minutos.

 

Esta é uma boa forma de aproveitar sobras de frango, num prato que costuma ser do agrado de todos.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:17


WOOK - www.wook.pt


23 comentários

De Fabi a 17.06.2009 às 23:06

Muito bem montado o prato e muito colorido,nossa sem palavras, perfeito.

De mallory elise a 17.06.2009 às 14:30

eu posso ler muito muito melhor agora. ahk ahk ahk ahk. adoro seu arroz!!

so i had a very crazy episode of 4 women in a kitchen yelling at me in portuguese...i was making biscotti...and well i understand Portuguese, but i cant speak very well, and these women didnt understand me AT ALL and well....you will laugh when you read. MUITO!! eheh.

beijinhos!

De joba a 16.06.2009 às 14:17

Hum. Aí está uma maneira de surpreender a minha mulher mais logo com os restos de frango de ontem. Obrigado.

De Ana a 16.06.2009 às 13:23

Que lindo blogue! Estou apaixonada :) parabéns.

De leonor a 16.06.2009 às 12:50

Olá Manuela!!

Eu vim de uma casa onde não se repetem refeições. A minha mãe não aproveita quase nada e isso sempre me fez confusão.
Desde que vivo com o Miguel que tenho um imenso cuidado em fazer quantidades certas de comida ou em aproveitar o que sobra... a minha consiência persegue-me se tenho que desperdiçar comida...

Se tudo se transforma, melhor ainda quando se transforma bem e ainda nos proporciona um jantar apetitoso!:)
O arroz ganha outro sabor na taça de barro e não posso resistir a essa crostinha que fica por cima...


Beijinhos!

De Margarida a 16.06.2009 às 12:24

Ora nem mais! Do velho se faz novo, mais que não seja ao paladar!
Estou de volta! Vou dar uma espreitadela no breadbakingday. Se tiver alguma dúvida procuro-te. : )
beijocas

De colher de pau a 16.06.2009 às 11:17

Curioso!
Cá em casa essa é também uma das máximas! Aplica-se na cozinha e em diversas outras coisas.
Excelente sugestão para aproveitar os restinhos de frango numa refeição nova.
Beijo!

De argas a 16.06.2009 às 09:32

E assim se faz uma bela refeição! :) excelente aspecto, como sempre! bjinho

De Susana a 16.06.2009 às 09:26

É mesmo uma bela forma de aproveitar restos :)

De Ameixinha a 15.06.2009 às 22:54

Isto é que é excelência. O prato principal não mereceu fotos mas as sobras e a transformação é o que se vê :)
Magnífico!

Comentar post


Pág. 1/2



Fotos no Flickr




Tradutor





Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D