Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Era uma vez...

por Moira, em 20.11.07

Sou conhecida por Moira na blogosfera, mas o meu verdadeiro nome, como muitos já sabem é Manuela.

Nasci na Figueira da Foz, distrito de Coimbra em 1962, mas nunca lá vivi.

Sou Secretária de profissão, trabalhando na área do cinema e o gosto pela cozinha é antigo e herdado da minha mãe, a quem devo a maioria dos meus conhecimentos, do meu pai herdei o gosto pela leitura e pelos bons vinhos.

A maior parte do meu tempo passo-o entre Lisboa e Sendim, terra transmontana que adoro e que fica junto às arribas do Douro.

Passei parte da minha infância em Angola e visitei S. Tomé e Príncipe, países de que guardo imagens, aromas e sabores na minha memória.

Já viajei por grande parte da Europa, e a cada viagem tento reproduzir e guardar o que de melhor saboreei por essas paragens.

Como a maioria das pessoas que gosta de cozinhar, tenho uma mania terrível de coleccionar receitas e livros de culinária, que na maioria das vezes me servem apenas como fonte de inspiração, até porque quase nunca sigo uma receita à risca, acabando por criar algo que é fruto da minha inspiração no momento.

Gosto muito de utensílios de cozinha antigos e guardo muitos que foram da minha avó.

Colecciono colheres de pau, porque lhes acho graça e já tenho algumas de países tão distantes como a Ucrânia ou a Malásia entre outras.

Um dos objectos mas curiosos na minha cozinha é o meu baú dos condimentos, uma velha lata de Lebkuchen (bolos alemães da zona de Nuremberga), reaproveitada para guardar todos os frasquinhos de condimentos, e acreditem, são muitos!

O objecto que eu mais adorava ter na minha cozinha, mas que ainda não consegui encontrar era uma velha frigideira de ferro, daquelas que tinham as nossas avós.

Gosto de ler, de música, de cinema, de fotografia e de uma boa conversa, sendo essa a razão principal do nome Tertúlia de Sabores, conversas à volta da comida e dos amigos com quem adoro partilhar todos os sabores que passam pelo Blog.

Praticamente todas as fotos do Blog são tiradas por mim, sendo que de início foi muito difícil fazê-lo, os meus conhecimentos de fotografia eram escassos e quase todas as fotos são tiradas à noite numa cozinha pequena e sem condições de luz para fotografar, razão pela qual muitas vezes me levantei mais cedo para tirar fotos que de outra maneira eram impossíveis de realizar. Com o tempo fui lendo e aprendendo cada vez mais sobre fotografia de alimentos, quer no Flickr, quer em outros blogs que visito diariamente. Hoje em dia a maioria das fotos continuam a ser tiradas à noite mas com recurso a um precioso flash e um candeeiro de tecto que serve de reflector de luz.

Receitas favoritas tenho muitas, apesar de gostar de experimentar sabores de outras paragens e também de inovar, as minhas receitas favoritas são sempre as mais simples e tradicionais.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:50


WOOK - www.wook.pt


2 comentários

De Jose Abuín a 26.09.2011 às 12:34

Soy un enamorado de Portugal país que visito amenudo y donde tengo muy buenos amigos.
En primer lugar perdón por no escribir en portugués, aunque lo hablo dicen que bastante bien, escribirlo me es más dificil al mezclarlo con el gallego.
Soy un enamorado de la gastronomía portuguesa de ahi que visite amenudo su blog con recetas.
La cuestión es que he visto su "polvo a la gallega" y es ahi donde quiero hacerle algunas matizaciones pues no es asi como se elabora dicho plato.
En primer lugar no se llama "polvo a gallega" sino "polvo á feira" o dicho en español "pulpo a la feria".
El pulpo debe de ser preferentemente de más de 2 kgr. de peso y se debe de cocer en una pota más alta que ancha en abundante agua. Primero se debe de sumergir y sacar el pulpo del agua hirviendo unas 3 veces, eso se hace para evitar que luego pierda la piel. Se deja hervir unos 35-50 minutos dependiendo del groso y es conveniente también dejarlo reposar unos 10 minutos.
Luego y siempre en este orden, se corta en bocados y se coloca en un plato de madera, a continuación se le echa sal gruesa por encima, luego pimentón picante mezclado con dulce al gusto y por último un buen aceite de oliva...........y a comer.......la costumbre es comerlo con palillos (palitos) y un buen pan de hogaza ( que tenga miga ) por ejemplo un pan alentejano, que se va mojando también en el aceite que hay en el plato.
Un saludo.
José Abuín

De Moira a 27.09.2011 às 20:42

Hola José,
Bienvenido a mi rincón y muchas gracias por los esclarecimientos y por la receta de pupo a la feria. Ahora quedé con ganas de hacerla.
Saludos

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.



Fotos no Flickr




Tradutor





Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D