Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Merendas Transmontanas

por Moira, em 06.12.09

Estou de regresso após uns dias fora, com algum frio, mas muito bem passados entre amigos e quase família, a intenção era apanhar azeitonas, mas havia poucas e assim o tempo deu para muita coisa, passeios, preguiça e muita comidinha boa.

A paisagem é linda, convidativa ao repouso e eu adoro-a seja qual for a estação do ano.

Depois de uma manhã a apanhar azeitona, para os que trabalharam no duro, a merenda é bem merecida, entre os petiscos para além das alheiras e da carne assada nas brasas, temos quase sempre bacalhau frito, polvo frito e língua de vitela frita, tudo acompanhado por um belo naco de pão transmontano, que difere do alentejano apenas no formato e na acidez.

Para qualquer uma das iguarias não há uma receita especial.

O bacalhau, depois de demolhado e seco com papel absorvente, passa-se por farinha e ovo batido com salsa picada e frita-se em óleo quente.

O polvo é previamente cozido, depois passa-se por farinha e ovo batido com salsa picada e frita-se em óleo quente.

A língua de vitela, é previamente cozida em água e sal, deixa-se arrefecer, corta-se em fatias, passa-se por farinha e ovo batido com salsa picada e frita-se em óleo quente.

 

Óbviamente que estas são mais uma das minhas excepções de comer fritos durante o ano, e gosto de qualquer uma das três sugestões.

 

No caminho para casa ainda paramos para apanhar umas azedas para a salada, não são as azedas que conhecemos em Lisboa, mas as azedas transmontanas a que muitos chamam apenas salada, são óptimas com cebola nova cortada aos gomos e temperadas apenas com azeite e vinagre, tudo muito simples e muito bom.

Ao saborear uma salada com ervas que me eram completamente desconhecidas foi impossível não me lembrar da Neide, tenho a certeza que adoraria percorrer os caminhos que percorri para apanhar azeitona à mão como se fazia no tempo dos nossos avós e bisavós.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:36


WOOK - www.wook.pt

Pág. 3/3



Fotos no Flickr




Tradutor





Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2008
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2007
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D