Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



convidei para jantar - personagens de filmes

por Moira, em 14.02.12

Quando a Ana lançou o desafio, não tive dúvidas que iria participar e na altura tinha toda a certeza de quem seria o meu convidado, no entanto os dias foram passando e as minhas certezas transformaram-se em dúvidas, fui lendo as participações de outros blogues e pela minha cabeça foram desfilando personagens, apenas um ia permanecendo, quase suplicando para se sentar à minha mesa.

E, apesar de não ser a minha primeira escolha, não consegui resistir àquele olhar humilde de gente simples e convidei-o para jantar.

O meu convidado é Renato Nonato, também conhecido por Alecrim, personagem principal do filme "Estômago" de Marcos Jorge.

Nonato é um imigrante nordestino que vai para a cidade grande em busca de uma vida melhor. Sabe cozinhar algumas coisas e aprende a fazer pastel de carne no boteco do "seu Zulmiro", rapidamente se distingue pelos seus cozinhados e é convidado a trabalhar num restaurante italiano, mas a vida dá muitas voltas e é na prisão que os seus dotes para a culinária o fazem brilhar.

A cozinha é afinal o fio condutor da trama deste filme, um filme sobre comida e poder, mais especificamente, a comida como meio de obter poder. Passem pelo site, vejam os trailers e aproveitem para fazer o download do livro de receitas que vale a pena.

Para o jantar resolvi fazer pastel de carne,  os mesmos que ele fazia lá pro boteco, coisa simples eu sei, mas como diria o Alecrim é "bão demais".


Pastel de Carne

Ingredientes:

Para a massa:

  • 500 g de farinha
  • 2 ovos
  • 2 colheres de sopa de azeite
  • 1 colher de sopa de aguardente
  • água fria (entre 150 e 200 ml)
  • sal

Para o recheio:

  • 250 g de carne moída
  • 2 colheres de sopa de azeite
  • 1 dente de alho picado
  • 1 colher de sopa de salsa picada
  • 1 folhas de louro
  • 1 pitada de noz moscada
  • sal e pimenta q.b.

Preparação:

Misturar a farinha, o sal, os ovos, o azeite e a aguardente e ir adicionando água até obter uma massa moldável e que não se cole às mãos. Deixar a massa em repouso durante uma hora antes de a estender para a rechear.

Entretanto preparar o recheio, colocar o azeite numa frigideira, juntar o alho picado e a carne moída, temperar com sal, pimenta, louro e noz moscada, deixar cozinhar e juntar a salsa picada, deixar arrefecer antes de rechear os papéis.

Estender a massa bem fina, colocar montinhos de de recheio, fechar e cortar os pastéis com a carretilha de cortar massas e aperte cada pastel junto ao corte.

Fritar 2 ou 3 pastéis de cada vez em óleo quente até ficarem dourados, escorrer em papel absorvente.

Fica bom com uma cervejinha gelada, mas também pode acompanhar com uma salada verde.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:34


WOOK - www.wook.pt


51 comentários

De Tania a 15.02.2012 às 17:02

Hmm, e esses pasteis de carne que são de deixar água na boca.. muito bom! Beijinho *

De Moira a 15.02.2012 às 17:16

De facto só de olhar, apetece comer um, não é?
Beijinho

De Tania a 16.02.2012 às 10:07

Sim, é que apetece mesmo! :D

De joão - flavors and senses a 15.02.2012 às 16:30

olá moira,
fez-me soltar umas gargalhadas quando vi o convidado, adorei o filme =)...
beijos
joão

De Moira a 15.02.2012 às 17:16

Este de facto é um personagem mais interessante que o Jacinto de A Cidade e as Serras de Eça de Queirós, o personagem que tive em mente desde o início.
Também gostei muito deste filme, que acabei por ver uma segunda vez à conta do desafio.
Bj

De Cristina a 15.02.2012 às 15:12

Olá.... como eu dava uma trinca num pastelinho destes.
Bj
Cristina

De Moira a 15.02.2012 às 17:13

Bem, eu a esta hora também já comia mais um :)

De Pedro Neves a 15.02.2012 às 11:24

Moira,

Mais uma vez, uma brilhante escolha! :)

Gostei imenso deste filme. Fiquei cheio de água na boca ao vê-lo e agora a ver as fotografias do pastel... desde que vi o filme, fiquei fã do pastel de carne e da "coxinha" do Frutalmeidas.

De resto, acho engraçado o site do filme disponibilizar o "livro de receitas". Muito bom!

De Moira a 15.02.2012 às 12:45

Obrigada Pedro!
Este é dos poucos filmes brasileiros que vi e me satisfez em pleno, é simplesmente genial, e não é só pela comida.
O site do filme é convidativo a explorar todos os cantinhos e o livro teve a participação de diversos bloguers brasileiros e está escrito à maneira do Alecrim o que o torna divertido.
Foi todo o conjunto, personagem, argumento e livro que me levaram à escolha do Renato Nonato.

De Mónica Silva a 15.02.2012 às 10:42

Moira o convidado não podia ser melhor depois de algumas duvidas acertaste em cheio :)
Estes pasteis de carne estão divinos, creio que não o vais desiludir com o jantar :)

Beijinho

De Moira a 15.02.2012 às 12:57

Obrigada Mónica!

De anasbageri a 15.02.2012 às 10:14

Moira,
Obrigada por participares!
Estou absolutamente encantada com o teu convidado, vou ver se encontro o filme legendado para poder ver com o viking. Adorei a página, como é que este filme me escapou?
E os "pasteuzinho" que lindos! Fizeram-me lembrar os pastéis de massa tenra da minha farmor, com a sua massa cheia de bolinhas, imagino que tenham ficado uma delícia.
(Trocaste a fotografia do post? Será que já ando a sonhar os pastelinhos e a ver coisas?)

Um abraço e até breve.

De Moira a 15.02.2012 às 12:38

Não Ana, não andas a sonhar, eu não gostei da foto que fiz ontem e como sobraram pastéis hoje de manhã voltei a fotografá-los.
A receita da massa é muito parecida com uma receita de massa tenra que a avó do meu marido fazia, já o recheio tem que ser alterado mais para o meu gosto.
Quanto ao filme, se conseguisses arranjar seria óptimo, é um filme interessante, por vezes hilariante e com um final intenso e inesperado.
Ah! Já agora o meu convidado, desde o início, era para ser o Jacinto da Cidade e as Serras de Eça de Queirós, mas ele ainda vive no 202 dos Champs-Élysées onde tudo é entediante, estou à espero que ele se mude para Tormes e aí teremos jantar ;)
Beijinho e até breve

De Mané a 15.02.2012 às 09:08

A massa ficou muito boa, qdo for grande quer fazer uma massa assim :)

De Moira a 15.02.2012 às 13:01

ahahahahah esta é uma versão de massa tenra, não tem nada que saber, até o Alecrim a faz :)
Espreita aqui: é logo no início, creio que aos 16 minutos.

De Mané a 15.02.2012 às 13:38

Agora ainda me deixaste pior!
Dizes "espreita aqui" e eu não vejo nada para espreitar...ok, estou KO eu sei mas...
snif snif snif (estou mesmo (KO)2 :(

De Moira a 15.02.2012 às 14:14

Mané,
Não ligues sou eu que já estou biruta, esqueci-me de deixar o link: http://www.youtube.com/watch?v=SvFiuX5H41U

De Noêmia Martins a 15.02.2012 às 08:10

Ai, meu gizuis!!!!
Como boa paulistana eu te digo, Moira:
"Prá mim dois pastel de carne e um chops, por favor!!!"
Pastel é um dos ícones "supremos" da minha cidade!
Adorei seu post, já vi o filme mais de três vezes e "a cara desse pastel", hummmm...
:o)

De Moira a 15.02.2012 às 13:05

Nô,
Esta massa é muito boa, é quase a massa tenra que a avó do meu marido fazia. Já o recheio decepcionou-me um pouco, achei seco, será que é assim mesmo? Apesar de só fazer meia dose, u segui a receita tal e qual. Você que já provou os verdadeiros, dá uma olhada nos ingredientes do recheio e me diz, é mesmo assim?
Agora tenho qyue experimentar as coxinhas ;)

De Co(i)zinhas da Nô a 17.02.2012 às 09:27

Moira, como toda receita "típica" há imensas variações. Geralmente, o pastel de carne que encontramos nas feiras livres (não há uma boa compra nas feiras que não acabe na barraca de pastel!) geralmente tem o recheio assim, sequinho, daqueles que temos de equilibrar o pastel nas mãos para não perder o recheio!
Quando fazíamos em casa, deixávamos a carne refogar, quando ela "soltava" o seu líquido colocávamos uma colher de chá de farinha de trigo, para encorpar e ficar molhadinho. Mas são preferências de cada um.
Já o meu pastel de feira preferido é o de pizza! Recheado de mussarela (me recuso a escrever mussarela com ç), tomates e orégano.
Quando estava na escola, nos últimos anos de Magistério, havia uma feira livre, todas as sextas-feiras em frente à escola. No intervalo, escolhíamos um dos colegas para pular o muro e ir à feira, buscar pastéis para todos nós.
Muitas fases da minha vida estão ligadas aos pastéis!
Quanto às coxinhas, adoro fazê-las! E houve uma fase da minha vida em que elas eram o meu meio de subsistência: vendia por encomenda! Fiz muitas e ainda hoje as faço para matar a vontade!
Tenho uma receita de coxinhas muito especial. Desde que a experimentei nunca mais troquei!
Quase que escrevo um livro aqui!!! Mas isso tudo é para mostrar como gostei do seu post e dos seus pastéis!!!
Um beijo,

:o)

De Moira a 17.02.2012 às 09:46

Oi Nô,
Obrigada pela resposta, da próxima vez que fizer pastel, seguramente vou adicionar farinha ao molho para fazer liga, acho que prefiro. Fiquei curiosa com esse pastel de pizza, deve ser muito bom, mas a massa é igual à deste ou é feita no forno com a massa de pizza? Desculpa tanta pergunta, mas você já vai me conhecendo e sabe que eu sou muito curiosa, principalmente quando uma ideia me agrada e fico com vontade de experimentar :)
Já agora a massa da sua coxinha também leva batata como a receita do livro, é que por cá fazem a coxinha com a mesma massa dos rissóis, que leva apenas farinha água e manteiga.
Beijinho

De Co(i)zinhas da Nô a 17.02.2012 às 09:52

Moira, pode perguntar o que quiser, que adoro essas conversas à beira do fogão!
O pastel de pizza é só uma das variedades do pastel. A massa é a mesma, a que você fez. Mas há inúmeros recheios: carne, queijo, pizza, plamito, bacalhau, frango e sempre com muito Catupiry (queijo cremoso que eu AMO!!!), sem falar no "especial" que é enorme e leva tudo que puder lá dentro, até um ovo cozido!!!
A massa de coxinha que uso não leva batata e leva leite no lugar de água. Coloquei a receita lá na página do Face, pra você ver!
Para mim, o segredo de uma massa de coxinha bem lisinha é sová-la bem! Sempre fiz assim e sempre recebi muito boas impressões, inclusive dos meus antigos clientes!
:o)

De Co(i)zinhas da Nô a 17.02.2012 às 09:57

Moira, dá uma olhadinha nesse site, pra ter ideia de alguns recheios possíveis!

http://www.pasteldafeira.com.br/

De belinhagulosa a 15.02.2012 às 07:53

Adoro esta massa crocante...deve ter ficado mesmo muito bom, parabéns por mais um post maravilhoso...bjs

De Moira a 15.02.2012 às 14:11

Obrigada Belinha!
Não ficaram muito crocantes, mas são bastante bons, mas para a próxima tenho que dar uma volta ao receio, acho que fica um pouco seco.
Bj

De paula marques a 15.02.2012 às 06:49

já levo a receita comigo :)

De Moira a 15.02.2012 às 14:12

Força Paula!
A massa é muito boa, já o recheio achei que ficou um pouco seco, mas é uma questão de gosto.

Comentar post




Fotos no Flickr




Tradutor





Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D