Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Cava, Cerejas e Amizade

por Moira, em 09.07.10

É fantástica a relação que se cria entre blogs e blogueiros, então no que toca aos blogs de culinária podemos dizer que não existem fronteiras e que na generalidade existe uma relação saudável e até de cumplicidade entre alguns deles, nunca me imaginei a comentar ou a visitar blogs estrangeiros com a frequência com que o faço hoje em dia, e muito menos a participar em desafios propostos por esses mesmos blogs, mas na realidade dou comigo a melhorar o meu francês, a relembrar o inglês e o alemão e até a aprender italiano e castelhano para poder acompanhar e fazer receitas que vejo por esse mundo fora.

As receitas que vos trago hoje foram pensadas especialmente para participar num desafio  proposto pelo Futuro Bloguero do Lazy Blog, um blog espanhol que acompanho há algum tempo e que nos brinda com receitas de abrir o apetite até ao mais esquisitinho.

O que ele nos pediu foi tão simplesmente uma receita feita com cerejas, mas teria de ser com "Cerezas del Jerte", acontece que por aqui não se encontram dessas cerejas e também por uma questão de promover a economia nacional, decidi-me então pelas não menos famosas Cerejas do Fundão, não sei exactamente qual a variedade que usei mas eram escuras, doces e carnudas como uma cereja deve ser.

A escolha da receita é que foi mais difícil, não queria cair na tentação de escolher um doce, e para mim as melhores cerejas comem-se ao natural e se forem apanhadas directamente da árvore ainda melhor.

Fiz então duas coisas, para começar uma Sangria de Cava Morangos e Cerejas que o tempo está quente e apetece algo refrescante.

Como prato principal Bifes de Perú com Molho de Cereja e Vinho do Porto e com estas duas propostas não me consegui decidir por qual escolher para enviar resolvi mandar as duas.

E agora, missão cumprida posso ir de férias sossegada. Até breve!

Sangria de Cava com Cerejas e Morangos

Ingredientes:

  • 12 morangos pequenos
  • 20 cerejas
  • 40 g de açúcar
  • 10 cl de Triple Sec ou Cointreau
  • 1 garrafa de cava (usei Freixenet Reserva, Carta Nevada)
  • folhas de hortelã q.b.
  • Cubos de Gelo a gosto

Preparação:

Lavar e cortar os morangos às rodelas.

Lavar, descaroçar e cortar as cerejas às rodelas.

Colocar a fruta num jarro, polvilhar com o açúcar e regar com o Triple Sec, colocar no frio.

Na hora de servir adicionar-lhe o cava bem gelado, o gelo e as folhas de hortelã.

Notas: Pode substituir o cava por espumante ou mesmo por vinho branco embora o resultado final seja diferente.

Esta é uma bebida forte, se preferir um teor de álcool mais fraco pode adicionar água tónica ou gasosa.

 

 

Passemos então ao prato principal.

Eu sei que sou suspeita mas quer eu, quer o meu marido adoramos o resultado agri-doce da combinação do molho com os bifes, que faz de alguma forma lembrar a gastronomia medieval da península ibérica.

Quanto ao acompanhamento as nossas opiniões já foram divergentes e se fosse agora provavelmente teria optado por umas batatas fritas.

Bifes de Perú com molho de Cerejas e Vinho do Porto

Ingredientes:

  • 2 bifes de perú
  • sumo e raspa de 1 laranja
  • 1 colher de chá de tomilho
  • 1 ramo de salsa picada
  • sal e pimenta q.b.
  • 1 fio de azeite

Para o Molho de Cerejas e Vinho do Porto

  • 6 colheres de Vinho do Porto
  • sumo e raspa de 1 laranja
  • 4 colheres de sopa de açúcar
  • 12 cerejas

Preparação:

Temperar os bifes com o sal, a pimenta, o tomilho, a salsa, 2 colheres de sopa de azeite e o sumo de laranja. Deixar a carne repousar no frigorifico durante uma hora.

Num tacho colocar o Vinho do Porto, o açúcar, o sumo e a raspa de 1 laranja e levar ao lume até levantar fervura, entretanto lavar e descaroçar 12 cerejas e adicioná-las ao molho. Deixar ferver até ficar com a consistência de uma compota e reservar.

Fazer um arroz branco a que se adicionou um raminho de salsa picada.

Fritar os bifes no restante azeite, até estarem dourados de um lado e do outro.

Servir os bifes com o molho de Vinho do Porto e Cerejas por cima com uma forma de arroz e verduras cozidas ou se preferir uma salada.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:08

Meu Querido Mês de Agosto

por Moira, em 17.08.09

Este mês de Agosto tem sido para mim um prolongamento das férias, apesar de muito trabalho durante a semana, os fins de semana têm sido passados entre amigos nos mais diversos pontos do país, desta vez fomos para perto da Castanheira de Pera, para uma casa perdida no meio da serra, numa paisagem linda, que nos fez respirar paz e tranquilidade em muito boa companhia e ainda com direito a uma típica festa de aldeia, em Sapateira, com baile e cantigas que fazem as delícias de miúdos e graúdos, e mesmo quando não se gosta do género musical é impossível resistir sem bater o pé a compasso.

Obrigada S. por nos teres convidado, Obrigada C. por nos teres recebido.

Foi assim mais um fim de semana de petiscos, uns que já passaram por estas páginas, outros que foram devorados sem direito a fotografia, sinal que os ares do campo abrem o apetite, ou simplesmente porque estavam bons. Excepção feita a um patê de sardinha improvisado, resultando numa experiência infeliz, que deu azo a muita risota e boa disposição. Desconfio que nem os gatos da casa gostaram da dita cuja.

Registada ficou apenas uma sangria de espumante engalanada com umas amoras silvestres que me valeram alguns arranhões nos braços, mas que mesmo assim valeu a pena.

Sangria de Espumante e Amoras Silvestres

Ingredientes:

  • 2 garrafas de espumante, cava ou champanhe (usei meio-seco)
  • 1 garrafa de gasosa de litro e meio
  • 4 laranjas pequenas
  • 4 nectarinas ou pêssegos
  • 1 tigela de amoras silvestres
  • 4 colheres de sopa de açúcar
  • 1 pau de canela
  • gelo q.b.

Preparação:

Lave as laranjas e corte-as em rodelas finas e polvilhe-as com 2 colheres de sopa de açúcar.

Lave os pêssegos, corte-os ao meio e retire o caroço, corte-os em gomos e polvilhe com mais 2 colheres de sopa de açúcar.

Adicione o pau de canela e verter sobre a fruta, o espumante e a gasosa, mexa com uma colher de pau, rectifique o açúcar se necessário e adicione gelo a gosto.

Uma bebida não muito forte mas bastante refrescante para os dias quentes que se têm sucedido.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:55

Viva o Verão !

por Moira, em 22.06.09

Duas das receitas mais pesquisadas neste blog são o Bolo de Maçã em primeiro lugar, cuja receita não é minha, mas quem provou diz que é o melhor bolo de maçã de sempre, e como fazer sangria em segundo lugar mas a caminho de destronar o bolo.

Hoje não há fotos mas há mais uma receita de sangria, apenas porque está muito calor e sabe tão bem...

 

Sangria de Pêssego e Espumante

Ingredientes:

  • 4 a 6 pêssegos maduros
  • 2 laranjas
  • 2 garrafas de espumante bem geladas (usei moscato da Gancia, mas pode ser champanhe ou cava)
  • 1 garrafa de gasosa (de litro e meio) bem gelada
  • 2 colheres de sopa de açúcar
  • 3 ou 4 folhas de hortelã (facultativo, eu não costumo pôr porque não aprecio o sabor)

Preparação:

Descascar os pêssegos e cortá-los aos pedaços.

Lavar as laranjas e cortá-las (com a casca) às rodelas não muito grossas e depois em quartos.

Adicionar o açúcar e reservar no frigorifico por umas duas horas.

Na altura de servir adicionar o espumante e a gasosa, se não estiver suficientemente gelado adicionar gelo.

 

Nota: Se quiser uma sangria fraca, tipo refresco, pôr uma garrafa de espumante para uma de gasosa.

Como já expliquei anteriormente, não é necessária uma grande misturada de bebidas alcoólicas para fazer uma boa sangria.

Para outras receitas de sangria neste blog, aceder à Tag sangria, no separador das Tags que está no topo do blog.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:00

Sangria... Faltava a Fotografia

por Moira, em 14.06.08

Sangria de laranja e ananás, aqui fica a receita que fiz hoje.

4 laranjas, 3 rodelas de ananás natural que andavam a estagiar no frigorifico, levou só meia garrafa de vinho tinto, uma de espumante e uma de gasosa de litro e meio, um pau de canela, 60 ml de triple sec e outro tanto de ginjinha, 6 colheres de sopa de açúcar e uns cubos de gelo antes de servir.

Misturei as frutas com o açúcar, o vinho e os licores e guardei no frigorifico, entretanto coloquei a gasosa e o espumante no congelador, quase na hora de servir misturei tudo e deitei-lhe o gelo.

Deu quase 5 litros de sangria, mas não se assustem, eramos muitos, a família é grande e ao final da tarde fazia muito calor!

Sangria de laranja e ananás

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:59

Como fazer uma boa Sangria

por Moira, em 14.06.08

Com o calor a apertar e depois de ter andado pelas ruas de Lisboa na noite de Santo António com o pessoal a beber uma pseudo-sangria mal amanhada, melhor dizendo tirada de dentro de uma qualquer embalagem tetra-pack a que eram adicionados uns pedaços de maçã "ranhosa"... resolvi postar a minha receita de sangria, pois mesmo que não seja a melhor do mundo fica decerto a anos luz daquelas que o pessoal bebeu.

sangria de laranja e ananás

Base para Sangria

4 laranjas de sumo (ou seja das pequenas)

2 limões não muito grandes

Tudo cortado em rodelas de mais ou menos meio centímetro e depois cortadas em quatro.

6 colheres de sopa de açúcar

1 pau de canela

50 ml de ginjinha (eu uso caseira)

50 ml de triple sec

1 garrafa de vinho tinto

1 garrafa de gasosa

Gelo a gosto que é adicionado na altura de servir

Se apreciar uma sangria mais forte não adicione a gasosa toda.

 

Variantes e Notas pessoais:

Pode retirar o limão e substituí-lo por ananás, pêssego ou frutos silvestres congelados, quer o ananás, quer o pêssego maduro conferem um sabor bastante agradável à sangria.

Pode substituir o vinho tinto por vinho branco para a sangria branca, ou por espumante, cava ou champanhe.

No caso de fazer sangria de espumante, cava ou champanhe, reduza a quantidade de gasosa para 1/3 e experimente fazê-lo só com laranja e frutos silvestres, na proporção de um copo de frutos silvestres para uma garrafa de espumante, para além do sabor agradável dá-lhe requinte.

Pode juntar duas ou três folhas de hortelã se gostar do sabor (eu pessoalmente não aprecio)

Não é necessário uma grande misturada de bebidas alcoólicas para fazer uma boa sangria.

Nunca adiciono maçã porque acho que não acrescenta nada ao sabor da sangria.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:38


WOOK - www.wook.pt


Fotos no Flickr




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Tradutor



Também estamos aqui

Facebook

Tertúlia de Sabores da Moira

Divulga também a tua página


Instagram

Instagram


Pinterest

Pinterest


Networked Blogs


Eventos na Blogosfera

World Bread Day

World Bread Day 2016 (October 16) World Bread Day 2015 (October 16)


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D