Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


A Amizade é Inspiradora

por Moira, em 01.06.16

De quando em vez os jantares com os amigos têm temáticas, já viajámos pelo mundo, já viajámos no tempo, desta vez o tema era simplesmente: Conservas.

Juntámos umas quantas variedades de conservas portuguesas, alguns acompanhamentos e tivémos um jantar recheado de sabor, simplicidade e muita risota como é de costume entre amigos.

A mim coube-me fazer a entrada que vos trago hoje. Ainda está por aí alguém com fome?

Escabeche de Legumes - IMG_8167

Escabeche de Legumes com Filetes de Cavala (para 6 Pessoas)

Ingredientes:

  • 2 cenouras
  • 1 cebola média
  • 1 courgete pequena
  • 1 alho francês pequeno
  • 1 fio de azeite
  • 1 folha de louro 
  • 1 colher de sobemesa mal cheia de colorau
  • sal e pimenta q.b.
  • 3 ou 4 colheres de sopa de vinagre com pouca acidez (ou a gosto)
  • 2 a 3 latas de filetes de cavala de boa qualidade
  • Pão finamente fatiado

Preparação:

Corte os legumes em palitos bem finos. Numa frigideira grande coloque o azeite leve ao lume e adicione a cebola, o louro, o alho francês e a cenoura, deixe estufar lentamente. Se começar a querer pegar ao tacho adicione uma ou duas colheres de sopa de água. Quando a cenoura estiver cozinhada junte a courgete, mexa, tempere com o sal, a pimenta e o colorau e deixe cozinhar até a cougete estar macia, mas não demasiado cozida. Borrife com o vinagre, mexa para incorporar os sabores, rectifique os temperos e deixe cozinhar por mais 2 ou 3 minutos.

Sirva, quente, morno ou frio sobre fatias finas de pão, fresco ou torrado e coloque por cima um pedaço de filete de cavala.

Notas: A escolha das conservas fica ao vosso critério, existem muitas marcas e a maioria das conservas portuguesas é de boa qualidade. Se alguém quiser saber saber a marca da conserva que está na foto é só mandar mensagem que terei todo o gosto em responder.

O escabeche pode ser feito de véspera e guardado no frio.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:23

É da lota. É de confiança.

por Moira, em 06.02.16

A Junta de Freguesia de Arroios, em parceria com a Câmara Municipal de Lisboa e a Doca Pesca, realizou, hoje, uma aula de culinária, no Mercado 31 de Janeiro

O intuito deste evento é levar pessoas ao mercado, bem como promover o consumo de cavala e carapau portugueses, provenientes da nossa costa. 

A aula esteve a cargo da Chef Maria João Fernandes e de alguns alunos da Escola de Hotelaria e Turismo de Lisboa.

Quando recebi o convite, não pensei duas vezes, inscrevi-me logo e fiquei a imaginar se seria desta que eu iria aprender a filetar peixe. Eles leram-me os pensamentos e fizeram-me a vontade. Estejam atentos à página do facebook do Mercado (link acima), parece que vão haver mais aulas destas num futuro próximo e não é preciso ser bloguer para se increver, estes eventos estão abertos à comunidade.

A aula foi muito agradável, e a Chef Maria João Fernandes, para além de ser muito boa a ensinar, esteve sempre atenta para nos ajudar a realizar a tarefa e ao mesmo tempo disponível para responder a todas as questões colocadas.

Cavala - IMG_9613

Filetes de Cavala com Couscous e Legumes Salteados

Ingredientes:

  • 2 cavalas
  • 2 cenouras aos cubinhos, préviamente cozidas
  • 1 courgete
  • 1 raminho de bróculos, (cortar raminhos pequenos e passá-los por água a ferver)
  • 2 dentes de alho
  • Umas folhinhas de tomilho
  • sal e pimenta q.b.
  • azeite q.b.
  • 125 g de couscous
  • sumo de meio limão

Preparação:

Começe por cortar o peixe em filetes (se não sabe ou não se sente à vontade para o fazer, peça à peixeira para os cortar.) Tempere-os com sal, pimenta, 1 dente de alho picado e sumo de meio limão.

Entretanto prepare os legumes, coloque um pouco de azeite na frigideira, deixe aquecer um pouco e adicione o alho picado, a cenoura, a courgete e deixe cozinhar, quando a courgete estiver macia, adicione os bróculos e o tomilho, rectifique o sal e deixe cozinhar até os legumes estarem ao seu gosto. (Eu gosto deles al dente).

Para preparar o couscous coloque-o num tacho com uma pitada de sal  e adicione igual volume de água a ferver, tape e deixe repousar por 5 minutos.

No final desse tempo, mexa com um garfo para soltar os grãos e junte aos legumes salteados.

Numa frigideira antiaderente, coloque duas colheres de sopa de azeite e deixe aquecer. Quando estiver quente coloque um filete de cada vez com a pele virada para baixo, fazendo uma ligeira pressão com a mão para que não se enrole. Deixe cozinhar apenas alguns minutos e vire o peixe para cozinhar do outro lado.

Coloque o couscous num prato, ponha por cima os filetes, regue com uma emulsão de azeite e sumo de limão e sirva de imediato.

Nota: A emulsão prepara-se, misturando muito bem 3 partes de azeite para uma parte de sumo de limão.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:44

Fava - a leguminosa mal-amada

por Moira, em 07.05.14

Elas estão aí de novo, ainda pequeninas e mal cheias mas plenas de sabor. A leguminosa mal amada, como costumo chamar-lhe, já que mais de metade das pessoas que conheço não gosta delas, nem tão pouco do cheiro, pelo que devo concluir que, mais uma vez eu faço parte das minorias.

Não resisti a comprá-las, mesmo sabendo que provavelmente metade do peso seriam cascas condenadas a ir para o lixo, no entanto, e tal como tantas outras cascas, estas também são comestíveis e têm um sabor bastante agradável.

Foi a primeira vez que cozinhei cascas de fava e o resultado surpreendeu-me, pelo que teremos novas experiências com cascas para breve.

Para este arroz convém escolher favas novas cuja casca seja tenra e sem qualquer mancha escura.

Arroz de Cascas de Fava com Bacon

Ingredientes:

  • 100 g de Bacon finamente picado
  • 1 dente de alho picado
  • 1 ou 2 colheres de sopa de azeite
  • 1 chávena de favas descascadas
  • 1 chávena de arroz
  • 2 chávenas de água quente
  • 1 colher de café de colorau
  • 1 colher de sopa de coentros picados
  • sal q.b.

Preparação:

Lavar as favas com casca e retirar as pontas e os fios tal como se faz com o feijão verde.

Fazer um golpe longitudinal na casca, retirar as favas e cortar as vagens em tiras como se fosse feijão verde para a sopa.

Colocar num tacho o azeite, o bacon e o alho picado e deixar alourar, adicionar as cascas de fava e o arroz, mexer e juntar a água quente e as favas. Temperar com uma pitada de sal tendo em atenção que o bacon já tem bastante sal e uma pitada de colorau. Deixar cozinhar o arroz, adicionar os coentros picados e servir de imediato.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:56

Todos temos uma história para partilhar

por Moira, em 09.04.14

Qualquer um pode partilhar a sua história, independentemente do lugar onde vive, por isso vamos lá a partilhar histórias com sabor, pode ser uma receita ou o relato de um momento feliz passado em família em que os sabores se misturam com as memórias.

Por cada história a Margão e a McCormick farão uma doação à United Way para ajudar a alimentar aqueles que mais necessitam.

Em Portugal a ajuda irá para o Banco Alimentar e para participar basta passar pelo site da Margão (link acima) e encontram no canto superior esquerdo o link para partilharem as vossas histórias, entretanto deixo-vos a minha:

A minha primeira sopa foi feita mais ou menos nesta altura do ano, há muitos, muitos anos atrás, eu devia ter os meus 12 ou 13 anos e ainda não dominava a arte dos tachos, mas a curiosidade e a vontade de ajudar levou-me para a cozinha.

A minha mãe trabalhava fora, como quase todas as mães deste país e eu na alegria de a poder ajudar resolvi fazer a sopa para adiantar serviço, no entanto, desconhecia que para cozer feijão era necessário deixá-lo de molho por várias horas.

O tacho foi para o lume com a água, o feijão e a folha de louro, e foi fervendo e fervendo sem que se apresentasse cozido, ainda assim resolvi acrescentar os restantes ingredientes, pensando que o tempo levaria a sopa a bom porto, mas claro que o resultado era previsível.

A minha primeira sopa foi um fiasco, os feijões pareciam pequenas pedras que a minha mãe ia pondo à beira do prato enquanto comia o caldo e me dizia que a sopa estava muito saborosa, enquanto eu, triste e cabisbaixa, pensava onde é que estaria o erro, já que tinha feito tudo como via a minha mãe fazer tantas e tantas vezes.

Hoje fazer uma sopa de feijão já não tem segredos e a receita até é bastante simples.

Sopa de Feijão com Couves

Começar por cozer o feijão que deverá ter estado de molho durante cerca de 8 a 10 horas.

Colocar o feijão numa panela de pressão e juntar o dobro da água, uma folha de louro e uma pitada de sal. Fechar a panela e deixar cozer durante cerca de 20 minutos.
Colocar num tacho 3 colheres de sopa de azeite e 1 courgette grande cortada aos pedacinhos, 2 cebolas pequenas picadas, um dente de alho picado, 2 ou 3 cenouras cortadas às rodelas e deixar refogar um pouco. Juntar cerca de 1 litro da água onde cozeu o feijão e deixar cozinhar até a courgette e a cebola estarem praticamente desfeitas. Juntar meia couve coração cortada aos pedacinhos, rectificar o sal, adicionar um pouco de água se necessário e deixar cozinhar até estar macia, adicionar meia chávena de feijão cozido e está pronta a ser servida.

Notas: Para esta sopa pode usar feijão encarnado, feijão catarino ou outro feijão a gosto, excepto o feijão frade que tem um sabor peculiar e não necessita de ser posto de molho. Quanto às couves, nesta sopa usei couve coração mas também fica excelente com couve portuguesa ou repolho. Tudo depende do gosto ou das couves que se têm na horta. Não pesei nada, porque as sopas em minha casa são quase sempre feitas a olho e para esta história apenas repeti o que aprendi ao longo dos anos com a minha mãe, que para mim continua a fazer as melhores sopas do mundo.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:18

Verde Feijão

por Moira, em 06.11.13

A Aida é uma querida porque me fez chegar a casa o melhor feijão verde que comi nos últimos tempos, nascido e criado na horta dela, tão saboroso que só podia ser prato principal.

Entretanto entrámos em Novembro, o mês de aniversário do Tertúlia, estava a pensar em fazer um desafio para comemorar os 6 anos, o que acham?

A ideia é eu escolher um tema, mas em que todos teriam a liberdade de fazer a sua própria receita, parece-vos bem?

Para a semana trago mais novidades.

Feijão Verde com Linguiça

Ingredientes:

Preparação:

Numa frigideira coloque o azeite e a linguiça e deixe fritar ligeiramente, para a linguiça largar a gordura, acrescente o feijão verde cozido, tempere com Segredos Grelhados da Margão e deixe cozinhar 4 ou 5 minutos para o feijão verde absorver os sabores. Sirva simples ou como acompanhamento de carnes. Também fica óptimo à moda de Sendim com ovo mexido junto com o feijão.

Nota: Este post teve o patrocínio da Margão

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:19


WOOK - www.wook.pt


Fotos no Flickr




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Tradutor



Também estamos aqui

Facebook

Tertúlia de Sabores da Moira

Divulga também a tua página


Instagram

Instagram


Pinterest

Pinterest


Networked Blogs


Eventos na Blogosfera

World Bread Day

World Bread Day 2016 (October 16) World Bread Day 2015 (October 16)


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D