Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Pavlova ou Suspiro de Frutos Silvestres

por Moira, em 08.09.08

A lista de doces era extensa, mas também éramos muitos e depois há que agradar a todos, uns não gostam de natas, outros não gostam de chocolate, por isso há sempre um bocadinho de tudo. Um dos doces mais solicitados em minha casa ultimamente é este Suspiro de Frutos Silvestres, vulgarmente conhecido por Pavlova.

É relativamente fácil de confeccionar embora tenha que haver alguma paciência com o tempo de forno (2 horas em forno muito brando 100º)

Para quem tenha o dom da paciência é uma receita que resulta se quiserem fazer pequenos ninhos para servir em doses individuais.

Desta vez a sobremesa ficou com o aspecto de um vulcão, mas a culpa foi minha que resolvi pôr-me a inventar, gosto mais do formato de ninho redondo.

Pavlova ou Suspiro de frutos silvestres

Suspiro de Frutos Silvestres

 

Preparação:

Forrar o tabuleiro do forno com uma folha de papel vegetal, desenhar um círculo de 24 cm de diâmetro  untar a folha com margarina.

Entretanto bater 4 claras em castelo com uma pitada de sal, adicionar aos poucos 175 g de açúcar, à parte adicionar 1 colher de chá de maizena com 160 g de açúcar, mexer bem e adicionar lentamente ao preparado das claras, por fim adicionar uma colher de chá de vinagre (utilizei vinagre de framboesas).

Deitar colheradas de massa sobre o círculo do papel vegetal para formar um ninho (atenção que a massa cresce).

Levar ao forno durante 2 horas a 100º. Ao fim desse tempo desligar o forno e deixar arrefecer dentro do forno. Retirar o papel vegetal, pôr num prato e decorar com fruta a gosto, acompanhar com natas batidas.

Eu servi com frutos silvestres, dos que se vendem congelados nas grandes superfícies, deixei descongelar com 3 ou 4 colheres de sopa de açúcar. O contraste do doce do suspiro com a acidez dos frutos silvestres é muito agradável.

 

Nota: Comam, mas não abusem, que isto é altamente calórico.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:27

Cheese-Cake com Frutos Silvestres

por Moira, em 06.04.08

Aqui fica a outra sobremesa realizada no fim de semana para a festa de aniversário do L. que fez 64 aninhos.

A minha mãe aprendeu a fazer este doce quando trabalhou num Hotel de Lisboa, na altura faziam a cobertura com fruta (morango, pêssego, ananás) que depois era coberta com gelatina colorida de sabores, ficando com aspecto de semi-frio. Confesso que apesar de dar mais beleza ao doce era uma trabalheira, pois a gelatina tinha que ser posta em camadas pequenas para solidificar antes de pôr outra camada, caso contrário os frutos saiam do sítio e ficavam a boiar na gelatina antes desta solidificar completamente. Foi assim que comecei a utilizar os frutos silvestres com o doce de amora ou framboesa.

 

Cheese-Cake com Frutos Silvestres

 

Ingredientes:

 

Para a Base:

  • 1 pacote de Bolacha Maria (usei Maria Integral comprada no LIDL cada pacote tem 220 gr )
  • 5 colheres de sopa de margarina

Para o Doce

  • 2 queijos frescos médios (+/- 180 gr cada)
  • 1 iogurte de baunilha (150 g)
  • 2 pacotes de natas pequenos (creio que têm 2 dl cada)
  • 4 folhas de gelatina incolor
  • 4 ou 5 colheres de sopa de açúcar
  • raspa de 1 limão

Para a Cobertura

  • Meia embalagem de frutos silvestres congelados
  • 2 ou 3 colheres de açúcar
  • Doce de Amora ou Framboesa

Preparação:

Para a Base: Comece por esmagar a bolacha e misture-a com a manteiga previamente derretida cerca de meio minuto no micro-ondas . Forre uma forma de mola com este preparado calcando bem o fundo para que fique uniforme. Ponha no frigorifico enquanto faz o doce.

Nota: A minha amiga F ., que me esteve a ajudar, mete as bolachas dentro de um pano da loiça e esmaga-as como se estivesse a esfregar o pano para o lavar.

Para o doce: Esmague com um garfo o queijo fresco, junte o açúcar e a raspa de limão.

Entretanto, ponha de molho em água fria as 4 folhas de gelatina .

Junte as natas, que podem ser batidas ou não, e o iogurte ao preparado do queijo.

Escorra a gelatina e dissolva-a em três colheres de sopa de água quente, junte ao preparado anterior e deite tudo sobre a base de bolacha, leve ao frio para solidificar até ao dia seguinte.

Para o molho: Descongele os frutos silvestres e polvilhe com o açúcar , misture os frutos com umas cinco colheres de sopa de doce de amora ou framboesa.

 

Desemforme o doce, abrindo a mola da forma e coloque-o com a base num prato de servir, ponha por cima os frutos silvestres e sirva frio.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:38


WOOK - www.wook.pt


Fotos no Flickr




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Tradutor



Também estamos aqui

Facebook

Tertúlia de Sabores da Moira

Divulga também a tua página


Instagram

Instagram


Pinterest

Pinterest


Networked Blogs


Eventos na Blogosfera

World Bread Day

World Bread Day 2016 (October 16) World Bread Day 2015 (October 16)


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D