Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Simples e Saboroso

por Moira, em 08.05.13

Numa alimentação saudável o sal tal como o açúcar, devem ser sempre usados com moderação.

Devemos privilegiar o uso de ervas aromáticas e especiarias no tempero dos alimentos, evitar os açúcares refinados, e reduzir o consumo de gorduras. Para completar este quadro o ideal é praticar algum tipo de exercício físico, pelo menos 2 a 3 vezes por semana.

Assim, e no âmbito da colaboração com o substituto de sal Bonsalt, trago-vos mais uma receita simples e relativamente rápida de confeccionar que usa este ingrediente.

Sendo o Bonsalt um sal (cloreto de potássio), também ele deve ser consumido de forma moderada, pelo que o uso do alecrim nesta receita permite diminuir muito a quantidade de sal que se usaria habitualmente.

Apesar de nem todos serem apreciadores, esta é uma das carnes que, quando de boa qualidade, pouco ou nada precisa para ficar saborosa.

Costeletas de Borrego Grelhadas com Alecrim

(Inspirada e adaptada de uma receita do Chef Kerry Simon)

Ingredientes:

  • 6 costeletas de borrego
  • 1 colher de sopa de alecrim fresco (só as folhas)
  • 2 colheres de sopa de azeite
  • Bonsalt q.b.

Acompanhamento:

  • 2 maçãs de preferência que não sejam ácidas
  • 1 colher de café de caril em pó
  • umas gotas de tabasco verde a gosto
  • 1 colher de chá bem cheia de mel
  • 1 colher de sopa de sumo de limão
  • 2 colheres de sopa de azeite
  • 2 colheres de sopa de água

Preparação da Carne:

Pincelar as costeletas com azeite.

Temperar com Bonsalt, polvilhar com o alecrim picado e deixar marinar por cerca de uma hora.

Aquecer a grelha, colocar as costeletas e grelhar de ambos os lados a gosto.

Preparação do acompanhamento:

Descascar as maçãs, fatiá-las e regá-las com o sumo de limão.

Levar uma frigideira anti-aderente ao lume com o azeite, quando estiver quente juntar as maçãs, polvilhar com o caril, adicionar a água e deixar cozinhar por alguns minutos, o tempo de cozedura depende da variedade de maçã que usar. Regar com um fio de mel, juntar umas gostas de tabasco verde, mexer para envolver e servir junto com as costeletas e uma salada de agrião.

Nota:

O substituto de sal Bonsalt usa-se da mesma forma que o sal marinho, no entanto por ser um sal à base de potássio não deve ser consumido por pessoas com problemas renais ou doentes cardíacos de longa data, pelo que deve consultar sempre o seu médico antes de usar, este ou qualquer outro produto.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:10

Natal Tradicional

por Moira, em 18.12.12

O tempo está frio e sabe bem cheiro de forno e comida reconfortante.

A receita de hoje é a pensar no Natal daqueles que gostam de receitas tradicionais e para mim, não há Natal sem cordeiro assado.

Deixo-vos a receita com quantidades para 3 a 4 pessoas como referência.

Cordeiro Assado com Batata Doce e Castanhas

Ingredientes:

  • 1/4 de cordeiro (cachaço, costela e mão)
  • 3 dentes de alho
  • sal aromatizado da casa do sal da Figueira da Foz
  • 1 pitada de colorau (pimentão doce)
  • 2 folhas de louro
  • 2 colheres de sopa de azeite
  • 2 copos de vinho branco
  • sumo de duas laranjas
  • 3 batatas doces
  • 2 dúzias de castanhas assadas

Preparação:

De véspera temperar o cordeiro com o sal, o alhos laminados, o colorau, o louro, o azeite e o vinho branco.

Ligar o forno a 180º, e colocar as castanhas lavadas e com a casca golpeada superficialmente a assar, durante cerca de 20 minutos, ou apenas o tempo suficiente para lhes conseguir retirar as cascas. Reservar as castanhas.

Colocar o cordeiro num tabuleiro e regá-lo com a marinada e o sumo de duas laranjas grandes.

Levar ao forno já quente e deixar assar cerca de 30 minutos. Retirar o tabuleiro do forno, virar a carne, colocar à volta a batata doce descascada e cortada em rodelas com cerca de dois a três dedos de espessura e as castanhas reservadas. Deixar assar mais 30 minutos até a carne e as batatas doces se apresentarem macias. Servir de imediato e de preferência em pratos aquecidos para que ao comer a gordura do molho não coalhe com o frio.

 

Notas: O cordeiro tem uma carne muito macia, pelo que o tempo de forno não pode ser muito grande senão a carne fica toda desfeita.

Para aquecer os pratos com alguma rapidez deve colocar uma a duas colheres de sopa de água em cada prato, empilhá-los e levá-los ao micro-ondas entre 1 a 2 minutos, depois escorrem-se e limpam-se com papel absorvente antes de os colocar na mesa. Tenha atenção que há pratos que não podem ir ao micro-ondas, sendo que esses só poderão ser aquecidos com água quente.

Também acompanha bem com um arroz de miúdos.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:57

Comida de Refeitório também é boa

por Moira, em 11.04.11

Na empresa onde trabalho temos a sorte de ter um refeitório com comida caseira, feita por duas cozinheiras de mão cheia, cuja gestão está a cargo de um grupo de trabalhadores e que serve cerca de 50 almoços por dia.

A escolha das comidas é variada e não há semana nenhuma que não tenhamos pratos magníficos.

Entre alguns dos meus pratos preferidos, destaco este Ensopado de Borrego.

Ensopado de Borrego

Ensopado de Borrego

Ingredientes:

  • 500 g de borrego partido em pedaços
  • 2 ou 3 dentes de alho
  • 1 folha de louro
  • 2 ou 3 folhas de hortelã
  • 1 colher de sobremesa de colorau
  • raspas de noz moscada (uma pitada)
  • sal e pimenta q.b.
  • 250 ml de vinho branco
  • 250 ml de vinho tinto
  • 1 cebola grande
  • 2 colheres de sopa de calda de tomate
  • 3 colheres de sopa de azeite

Preparação:

Temperar o borrego com alho, louro, sal, pimenta, salsa, hortelã, colorau, noz moscada, vinho branco e vinho tinto e deixar a carne nesta marinada de um dia para o outro.

No dia seguinte colocar no tacho um pouco de azeite, cebola picada, calda de tomate e a carne, deixar estufar em fogo lento, adicionar um copo de água se necessário. Quando a carne estiver quase cozida, adicionar a marinada e deixar ferver mais um pouco para apurar.

Servir quente sobre fatias de pão torrado e acompanhar com batata cozida com pele.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:38

Fritos, Não! Bem... Talvez... De vez em Quando...

por Moira, em 23.10.09

Cá é casa o lema costuma ser: - Fritos, Não!

Por muitas razões, porque não é saudável, porque deixa um cheiro péssimo na casa, porque me salpica o fogão e eu odeio lavá-lo, acho que já são razões de sobra.

Mas depois tenho um marido que adora panados, e por isso, de vez em quando eu abro uma excepção para lhe fazer a vontade, e lá saem umas coisitas fritas, tenho que ver se junto uns tostões para comprar uma daquelas "maquinetas" que fritam tudo com uma colher de óleo, sempre fazia menos mal, será que funciona bem para os panados? E para as filhoses do Natal? Se alguém me souber dar estas informações eu agradeço.

E posto isto passemos à receita.

Costeletas de Borrego Panadas com Salsa e Alho

Ingredientes:

  • 6 costeletas de borrego com pé
  • 1 chávena de pão ralado
  • 2 colheres de sopa de salsa picada
  • 2 dentes de alho picados
  • 1 ovo
  • farinha q.b.
  • pão ralado q.b.
  • óleo para fritar

Preparação:

Misturar o pão ralado com o alho e a salsa muito bem picados.

Temperar as costeletas com sal, passá-las por farinha, depois por ovo e por fim pela mistura de pão ralado com o alho e a salsa.

Fritar em óleo quente de ambos os lados até estarem douradinhas.

Servir com arroz de cenoura e uma salada.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:14

Leite de Coco + Caril = Jantar

por Moira, em 21.06.09

Depois de passar o dia de sábado numa sequência de planos frustrados à roda do coco para elaborar qualquer coisa para o dia da cor, fiquei com desejos de um caril feito com leite de coco e pus mãos ao trabalho.

Queria fazer um caril de lulas, mas não as encontrei por isso acabei a fazer um caril de borrego que não ficou nada atrás, bem pelo contrário.

Como sempre não tinha todos os ingredientes necessários e mais uma vez me socorri do precioso caril em pasta que tenho sempre em casa.

Caril de Borrego

Ingredientes:

  • 1 cachaço de borrego partido aos pedaços
  • 1 fio de azeite
  • 1 cebola média picada
  • 2 tomates descascados e cortados aos cubinhos
  • 1 colher de sopa de pasta de caril
  • 1 colher de café de açafrão em pó
  • 100 ml leite de coco
  • 1 colher de sopa de coentros picados
  • sal q.b.

Preparação:

Levar a carne com o azeite ao lume e alourar ligeiramente, adicionar a cebola e o tomate e deixar levantar fervura. Misturar o leite de coco com a pasta de caril e o açafrão e deitar sobre o borrego, depois de levantar fervura baixar o lume para o mínimo e deixar cozinhar lentamente, mexendo o tacho de vez em quando, se começar a ficar seco adicionar um pouco de água, mas não deve ser necessário.

Para acompanhar, fiz um arroz basmati com leite de coco e coentros, da forma mais simples. Lavei um copo de arroz, levei um copo e meio de água ao lume, quando começar a ferver, deita-se o arroz, o sal e mexe-se para o arroz se soltar, adicionar 1 medida de leite de coco, uma colher de sopa de coentros bem picadinhos e deixa-se cozer em lume brando, sem mexer mais até desaparecer todo o líquido. Serve-se de imediato.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:00


WOOK - www.wook.pt


Fotos no Flickr




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Tradutor



Também estamos aqui

Facebook

Tertúlia de Sabores da Moira

Divulga também a tua página


Instagram

Instagram


Pinterest

Pinterest


Networked Blogs


Eventos na Blogosfera

World Bread Day

World Bread Day, October 16, 2017 World Bread Day 2016 (October 16) World Bread Day 2015 (October 16)


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D