Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Aletria - Um doce com história

por Moira, em 23.08.09

Do árabe al-irtiâ ou simplesmente itriya, é a palavra usada para designar massa.

No "Libre de sent soví" de autor anónimo e escrito em catalão no século XIV,  há uma referência a "alatria" em duas receitas de origem árabe, numa delas a aletria era cozinhada em leite de amêndoas e mel.

Por isso a aletria portuguesa, tem origem na longínqua história da península ibérica, anteriormente designada por Al-Andalus, faz-se um pouco por tudo o país, com mais ou menos massa, com ou sem gemas, nas Beiras a aletria é de consistência compacta, para se poder cortar à fatia, já no Minho a sua consistência é mais cremosa.

Esta receita foi-me dada por uma senhora que tem um restaurante na Buraca (peço desculpa mas esqueci-me do nome do Restaurante), que conheci quando a minha mãe esteve recentemente internada no Hospital Curry Cabral em Lisboa. As quantidades foram mais ou menos a olho e feitas de memória já que perdi o papelito onde escrevi a receita original, de qualquer das formas os meus agradecimentos sinceros, a receita foi do agrado de todos.

aletria

Aletria

Ingredientes:

  • 350 g de aletria (cabelo de anjo)
  • 300 g de açúcar
  • casca de 1 limão
  • 1 pau de canela
  • 1 colher de sopa de manteiga
  • 1 colher de sopa de banha
  • 1 litro de água
  • 1 litro de leite quente
  • 6 gemas de ovo
  • canela para polvilhar

Preparação:

Levar a água ao lume com a manteiga, a banha, a casca de limão e o pau de canela, quando levantar fervura adicionar a aletria e mexer bem para a massa se soltar. Adicionar o leite quente e deixar cozer por breves minutos. Retirar do lume, bater as gemas e juntá-las à massa mexendo sempre para incorporar, levar de novo ao lume para engrossar sem deixar ferver, um minuto ou dois no máximo.

Colocar em pratos ou travessas, deixar arrefecer e polvilhar com canela em pó.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:32


WOOK - www.wook.pt


Fotos no Flickr




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Tradutor



Também estamos aqui

Facebook

Tertúlia de Sabores da Moira

Divulga também a tua página


Instagram

Instagram


Pinterest

Pinterest


Networked Blogs


Eventos na Blogosfera

World Bread Day

World Bread Day 2016 (October 16) World Bread Day 2015 (October 16)


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D