Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



A aventura da pasta de açúcar

por Moira, em 14.09.14

Quando recebi a pasta de açúcar da Vahiné a minha primeira reacção foi de pânico.

E agora?... O que é que eu vou fazer com isto?

Junto vinha uma folha com algumas instruções e sugestões engraçadas para decorar bolachas, mas na realidade não me senti motivada, não tenho crianças e fazer bolachas decoradas pareceu-me um trabalho inglório para fotografar e colocar no blog apenas "porque sim".

Os dias foram passando e cada vez que olhava para os pacotinhos da pasta de açúcar, dava voltas ao miolo, sem saber o que fazer com eles.

Faltava-me o motivo e também a vontade de meter mãos a um trabalho que eu adivinhava não ser tão fácil como parece.

Finalmente surgiu a oportunidade, o Afonso, filho de uma amiga de longa data, fez anos, como de costume o bolo estava a meu cargo e nada melhor que o aniversário de uma criança para fazer um bolo decorado com pasta de açúcar.

Pensei para comigo que não deveria ser dificil, afinal pasta de açúcar parece plasticina, mas deparei-me com um mundo (o dos bolos decorados) que não é o meu, com trabalhos fantásticos de pessoas que se têm aperfeiçoado na técnica de moldar pasta de açúcar e recomecei a sentir-me insegura. Percebi que é um trabalho de muita paciência e que para ficar bem feito exige perfeição.

Enchi-me de coragem e com a ajuda da Olga, que me enviou links preciosos e da Vânia que respondeu à maioria das minhas dúvidas, lancei-me ao trabalho de moldar alguns bonecos que vi por aí e que adaptei ao meu gosto.

O resultado foi um bolo que, estando longe da perfeição, ficou mimoso e que, ultrapassados os medos, me deixou com o sentimento de missão cumprida.

Bolo de Iogurte com recheio de creme de pasteleiro e cobertura parcial de Pasta de Açúcar

Para o Bolo

  • 1 chávena de iogurte de baunilha (250 ml) ou outro iogurte a gosto
  • 5 ovos
  • 3 chávenas de açúcar
  • 3 chávenas de farinha de trigo
  • meia chávena de óleo de amendoim (125 ml)
  • 1 colher de sopa mal cheia de fermento em pó

Para o recheio

  • 4 gemas
  • 100 g de açúcar
  • 40 g de amido de milho
  • 500 ml de leite

Para a cobertura

Preparação:

Do Bolo

Bater as claras em castelo, adicionar aos poucos uma chávena de açúcar, bater mais um pouco e reservar.

Bater as gemas com 2 chávenas de açúcar, juntar o iogurte e o óleo intercalando com a farinha misturada com o fermento. Adicionar as claras batidas em castelo e envolver suavemente na massa.

Levar ao forno, aquecido a 180º, em forma untada e enfarinhada durante cerca de 30 minutos, ou até o mesmo estar cozido.

Desenformar para um prato e deixar arrefecer completamente.

Do recheio

Bater as gemas com o açúcar até duplicar de volume e só depois adicionar a maizena.

Levar o leite ao lume para aquecer sem deixar ferver.

Adicionar o leite quente às gemas, mexendo sempre para não encaroçar e levar ao lume para engrossar.

Deitar o preparado numa taça cobrir com película de cozinha, mesmo em cima do creme para não criar nata e deixar arrefecer completamente.

Da Cobertura

Estender a pasta de açúcar com a ajuda de um rolo da massa em cima de uma mesa ligeiramente polvilhada com açúcar em pó, recortar as figuras que pretende e reservar até à montagem do bolo. Para fazer as caras em rosa, usei um corta bolachas redondo, no caso da ovelha depois de cortar em círculo dei-lhe um formato oval. Com porções pequeninas de pasta preta e de pasta branca fiz pequenas bolinhas que depois de achatadas e sobrepostas formaram os olhos dos diversos bonecos. Todos os componentes dos bonecos, orelhas, chucha, gorro, narizes e olhos, a pasta de açúcar foi trabalhada como se estivesse a fazer bonecos de plasticina.

Montagem

Cortar o bolo ao meio e rechear com o creme, cobrir com a outra metade e barrar a superfície do bolo com geleia.

Juntar a pasta de açúcar branca com a azul e amassar até obter uma cor uniforme, estender a pasta de açúcar com o rolo da massa de forma a obter um círculo ligeiramente superior ao diâmetro do bolo. Coloque um pouco de papel vegetal sobre a pasta de açúcar e enrole-a no rolo para ajudar a colocar a pasta de açúcar sobre o bolo. Faça o remate da pasta de açúcar a toda a volta do bolo, como se fosse o remate de uma tarte, fazendo "ondinhas".

Coloque os bonecos de forma harmoniosa sobre a cobertura "et voilá"! Como os bonecos não estavam secos e estava imenso calor, colaram facilmente à massa, mas se estiverem mais secos a opção é usar clara de ovo para colar.

  

Algumas notas que poderão ser úteis a quem como eu nunca tinha trabalhado com pasta de açúcar:

Consoante o tipo de bonecos que vai usar na decoração do bolo, convém começar a fazê-los com uns dias de antecedência. No caso destes fi-los apenas na véspera e coloquei-os num prato entre duas camadas de film de cozinha para não secarem completamente.

Com o calor a pasta tende a ficar molengona e a querer colar-se a tudo pelo que fui colocando os bonecos num prato sobre film de cozinha, para poder fácilmente descolar sem os danificar.

Dos conselhos que me deram que me parecem importantes:

Nunca se guarda pasta de açúcar no frigorífico, pois seca e fica rija, deixando de se poder trabalhar.

O meu conselho pessoal:

Não entrem na aventura de cobrir um bolo com pasta de açúcar a pensar que se faz com uma perna às costas. Não é difícil, mas também não é assim tão simples pelo que o melhor é começar por bonecos simples e sem grande volume. Por exemplo: borboletas, flores, carros, comboios, ou caras de bonecos ou outros animais que sejam simples de executar.

Para dar textura à massa usei apenas a ponta de uma faca, não é necessário comprar uma parafernália de utensílios para quem não quer fazer disto profissão.

Encontrei um passo a passo aqui e informações sobre quantidades necessárias aqui.

 

E depois desta minha aventura com pasta de açúcar, quero expressar aqui a minha enorme admiração por quem faz disto trabalho, basta fazer uma breve pesquisa na net para perceber que há por aí gente cheia de talento de norte a sul do país com trabalhos muito bons e de uma enorme criatividade.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:13


WOOK - www.wook.pt


14 comentários

De Claudia R.C a 16.06.2016 às 22:53

Boa noite, sei que já estamos em 2016... Mas gostava q me esclarecesse algo: para q servem as claras em castelo q preparámos inicialmente e reservámos? É q não há mais referencia a isso... Obg.

De Moira a 18.06.2016 às 23:51

Obrigada pelo reparo, uma falha imperdoável que vou de imediato corrigir, as claras são para juntar à massa do bolo no final antes de colocar na forma para cozer o bolo.

De Claudia R.C a 06.07.2016 às 17:24

não tem mal. eu fiz isso apesar de não ter a certeza se estava certa ou nao ahha, obrigado.

De Ma. a 20.03.2015 às 12:47

Bom dia!

Obrigada pela partilha!

Marlene

De Bombom a 28.09.2014 às 21:59

Não imaginas como eu gostei deste post e de ver as tuas habilidades. É que eu sinto o mesmo receio que tu, tal e qual, agravado porque nunca tive jeito para modelagens.
Ao ver as tuas dicas concordei contigo: tem de se começar "do princípio" e ir evoluindo a pouco e pouco, o que só se consegue com muita prática.
As tuas figuras ficaram muito engraçadas e adorei o bébé da chucha. Parabéns pelo teu trabalho, coragem e humildade!
Podes ir treinando para quando tiveres netinhos, he,he"Bjs. Bombom

De Moira a 28.09.2014 às 23:30

Oh Fátima, quem me dera, mas netinhos só se forem sobrinhos netos porque não tenho filhos. Quanto ao bolo foi uma experiência muito gratificante.
Bjs

De Susana a 27.09.2014 às 20:05

ADOREI, Manuela!!!!!!!!!!!!
Ficou lindo e o que gosto mais é o boneco com a chupeta!!!
Eu bem digo que as tuas mãos são de ouro!!
Parabéns que está fantástico!!!
Xi grande!
Susana ;)

De Moira a 28.09.2014 às 23:31

Obrigada Susana!

De conceicao a 17.09.2014 às 05:34

Para mim está fantástico, quem me dera conseguir fazer um bolo assim. Realmente a pasta de açúcar dá trabalho.
Bjs

De Moira a 28.09.2014 às 23:31

Obrigada Conceição!

De Bárbara Clara Brito a 15.09.2014 às 21:43

Olá,

O bolo ficou lindíssimo. Para primeiro trabalho ficou um amor perfeito. Parabéns.
Eu vou fazendo alguns trabalhos em pasta de açúcar mas sempre simples e cá para casa, vou-me aventurando aos poucos.

Beijinhos,
Clarinha

http://receitasetruquesdaclarinha.blogspot.pt/

De Moira a 28.09.2014 às 23:38

Obrigada Bárbara!

De marmitalisboeta a 15.09.2014 às 10:55

Acompanhei no Instagram e adorei na altura, adoro agora! E percebo bem o que dizes de não fazer as coisas exclusivamente para o blog. Mas também sabem tão bem estes desafios, para os adaptarmos a quando precisamos. E tu ultrapassaste com distinção, está um mimo!

De Moira a 28.09.2014 às 23:40

Obrigada Ana!

Comentar post



Fotos no Flickr




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Tradutor



Também estamos aqui

Facebook

Tertúlia de Sabores da Moira

Divulga também a tua página


Instagram

Instagram


Pinterest

Pinterest


Networked Blogs


Eventos na Blogosfera

World Bread Day

World Bread Day 2016 (October 16) World Bread Day 2015 (October 16)


Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2009
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2008
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2007
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D