Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Vamos Marmitar?

por Moira, em 29.10.13

Desta vez o desafio veio da Ana do Blog "A Marmita Lisboeta" a ideia era criar uma refeição para transportar na marmita.

Quem anda de transportes públicos como eu já se habituou a ver o pessoal  com lancheiras ou marmitas, um hábito antigo que agora se tornou moda para uns e consequência da crise para outros.

Para mim marmitar é giro, podemos levar o almoço para o jardim, usufruindo assim dos nossos espaços públicos, saudável e económico, são só vantagens. A única desvantagem que me ocorre é o facto de termos que andar sempre com o saquinho atrás, mas hoje em dia há sacos tão giros que a dificuldade é a escolha, claro que quem for prendada na costura pode fazer um saquinho personalizado.

Eu, de há muitos anos a esta parte que levo sempre o meu almoço de casa, não escolho comidas especifícas para isso, porque tenho a possibilidade de poder aquecer o almoço, mas para este desafio entendi fazer algo que não precissasse de aquecer.

A ideia veio do livro "Cook yourself Thin" e foi-me dada pela minha amiga Elsa.  

Li a receita de viés, e confundi açafrão com gengibre (como se isso fosse possível), usei o novo tempero  Segredos da Margão alho e ervas aromáticas e da receita original sobrou apenas a essência.

Provado, aprovado, saudável e pouco calórico, querem melhor que isto?

Peitos de Frango Panados no Forno

Ingredientes:

  • 2 peitos de frango
  • 1 iogurte natural sem açúcar
  • 1 colher de chá de Segredos da Margão alho e ervas aromáticas
  • 1 pedaço de gengibre com cerca de 1 cm (opcional)
  • 1 chávena e meia de cornflakes
  • sal q.b.
  • rodelas de limão para servir

Preparação:

Cortar os peitos de frango em tiras ou em bifinhos conforme preferir.

Descascar o gengibre e cortá-lo em tiras finas.

Temperar o frango com sal e o iogurte natural onde previamente misturou a mistura de ervas aromáticas e deixar marinar por meia hora.

Colocar os cornflakes sobre uma folha de papel vegetal e passar o rolo da massa por cima 3 ou 4 vezes, a ideia é picá-los grosseiramente, não os desfazer completamente.

Ligar o forno a 200º.

Retirar o frango da marinada, escorrer ligeiramente e passá-lo pelos cornflkes para o panar.

Colocar num tabuleiro sobre uma folha de papel vegetal durante cerca de 20 minutos ou um pouco mais conforme o forno.

Servir quente ou frio com uma boa salada ou com um arroz de cenoura.

Este post teve o patrocínio da Margão

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:42

Variações de Maçã

por Moira, em 26.11.12

Parece uma tarte mas tem a textura de um flan e é bem simples, mesmo ao meu gosto.

Esta foi a sobremesa que fiz para o 51º aniversário de casamento dos meus pais.

Flan de Maçã

Ingredientes:

  • 4 ovos
  • 80 g de açúcar
  • 10 g de açúcar baunilhado
  • 200 ml de natas frescas (creme fraîche)
  • 60 g de fécula de batata
  • canela em pó q.b.
  • 2 colheres de chá de açúcar em pó para decorar
  • 550 g de maçã reineta (+/- 3 maçãs)

Preparação:

Bater os ovos com o açúcar até obter uma massa fofa e esbranquiçada, juntar a fécula de batata e as natas misturando apenas para envolver.

Untar uma forma de tarte com manteiga.

Descascar as maçãs e cortá-las em fatias finas.

Deitar uma fina camada de massa de modo a cobrir o fundo da tarteira, colocar por cima fatias de maçã, polvilhar com canela, continuar alternando fatias de maçã e massa até se esgotarem ambos.

Vai ao forno previamente aquecido a 180º durante cerca de 20 minutos ou até espetar um palito no centro e o mesmo sair seco.

Nota: Esta tarte não pode ser feita em tarteira de fundo móvel pois a massa é líquida.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:13

o verão no prato

por Moira, em 29.08.12

Por aqui continuamos a tentar perpétuar o Verão no prato, por isso trago-vos mais uma salada, simples, fresca e deliciosa.

Esta foi inspirada numa salada de truta fumada com laranja do Gordon Ramsay do seu livro Apetite Saudável

Salada de Frango com Laranja e Rúcula

Ingredientes:

  • 1 peito de frango (cozido, frito ou assado)
  • 1 laranja
  • 1 bom punhado de rúcula
  • flor de sal q.b. da Casa do Sal da Figueira da Foz
  • mistura de 3 pimentas (moída no momento) q.b.
  • azeite q.b.

Preparação:

Desfiar o frango e reservar.

Descascar a laranja e cortar os gomos sem a pele branca, aproveitando o sumo.

Numa taça colocar a rúcula e temperar com a flor de sal, dispôr por cima o frango desfiado e a laranja, temperar com a pimenta, o sumo de laranja que escorreu ao cortar a laranja e o azeite. Servir de imediato.

Nota: pode ser confeccionado com sobras de frango assado

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:05

Salada de Verão

por Moira, em 23.08.12

As férias começaram e acabaram mais depressa do que qualquer um desejaria.

Para trás ficaram Km de estrada, paisagens fantásticas, praias, montanhas, festas, romarias e a certeza de dias muito bem passados entre amigos e família.

Acabou-se o dolce fare niente. Estou de volta ao trabalho e também à cozinha.

O recomeço é sempre feito com coisas simples, muitas saladas que o calor aperta e não apetece nada quente.

Por isso quando a Flávia do Simplesmente Delícia sugeriu esta salada na sua página do Facebook, eu não pensei duas vezes e fui aproveitar os últimos morangos. que não tarda desaparecem.

É uma combinação arrojada para muitos, mas se tem dúvidas porque não experimentar apenas com uma pequena porção?

Salada de Tomate Cherry e Morangos

Ingredientes:

  • 10 tomates cherry
  • 10 morangos
  • sal e pimenta moída no momento
  • azeite
  • vinagre balsâmico
  • manjericão (facultativo)

Preparação:

Lave os tomates e os morangos, corte-os ao meio ou em quartos, tempere com o sal, a pimenta, o azeite e a vinagre balsâmico, espere uns 10 a 15 minutos e sirva, simples ou a acompanhar carne grelhada.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:17

um aniversário e um doce para a Maria

por Moira, em 20.11.11

Estamos de parabéns, o Tertúlia completa hoje 4 anos de existência.

É verdade, o tempo passa muito depressa, parece que ainda ontem estava a escrever o meu primeiro post.

O ano que passou não foi muito fácil mas continuamos por aqui de pedra e cal, escrevendo textos, experimentando receitas e partilhando ideias.

Este ano não houve convidados especiais, mas ainda assim, não quisemos deixar de festejar mais um aniversário, este ano com um desafio solidário de encontrar receitas para a Maria. Quem quiser participar ainda pode fazê-lo até ao fim do mês, está tudo explicadinho aqui.

A minha opção foi um pudim, para que a Maria, apesar de estar longe da família e dos amigos, possa ter um Natal mais doce.

Pudim de Abóbora

Ingredientes:

Para o caramelo

  • meia chávena de açúcar
  • 5 colheres de sopa de água quente

Para o pudim

  • Meia chávena de abóbora cozida
  • Meia chávena de ovos (2 ovos)
  • Meia chávena de leite
  • Meia chávena de açúcar

Preparação:

Do caramelo

Levar o tacho ao lume com o açúcar, deixar aquecer lentamente até que o açúcar comece a ganhar cor, sem nunca abanar o tacho ou mexer com colher. Quando o açúcar apresentar uma cor dourada adicionar a água quente com muito cuidado pois o açúcar vai borbulhar furiosamente e pode queimar, o melhor será adicionar aos poucos.

Colocar o caramelo numa forma e rodar a forma para a forrar totalmente com o caramelo, (cuidado para não se queimarem) reservar.

Entretanto colocar a água a aquecer para o banho-maria.

Do pudim

Esmagar a abóbora com um garfo e misturá-la com o açúcar.

Bater os ovos como de se fosse para uma omeleta.

Juntar a abóbora aos ovos, bater de novo com o garfo e por fim adicionar o leite mexendo de novo com o garfo (isto tudo demora no máximo 5 minutos a fazer).

Colocar o preparado na forma e colocar a forma dentro do tacho com água quente, assim que a água começar a querer ferver, baixar o lume e deixar cozinhar em banho maria cerca de 50 minutos, nos últimos 20 minutos colocar uma tampa (a água não pode ferver deve apenas borbulhar ligeiramente). No final desse tempo retirar a tampa com cuidado, para não escorrer a água do vapor para cima do pudim e espetar um palito ou a ponta de uma faca no pudim, se sair seco está cozido. Deixar arrefecer completamente para desenformar (eu deixei de um dia para o outro, se desenformar o pudim quente, ele parte-se).

 

Notas:

A razão de ser das notas abaixo deve-se ao facto de a Maria estar limitada no que diz respeito aos utensílios de cozinha e também, como ela própria diz, não ter muito jeito para a cozinha.

Para a confecção deste doce usei os seguintes utensílios: 1 garfo, um tacho, 1 prato, 1 chávena, 1 lata de feijão vazia e lavada, das grandes porque a Maria não tem formas de pudim.

Para as medidas ficarem correctas, o ideal é começar por medir os ovos, fixar o espaço que ocupam, e medir os restantes ingredientes preenchendo exactamente o mesmo espaço que ocuparam os ovos.

A abóbora para o pudim deve ser cozida com casca de meia laranja e um pau de canela, à falta desta pode-se usar uma colher de café de canela.

Depois de cozida escorre-se e deixa-se arrefecer completamente antes de a esmagar. Para ter a certeza que a abóbora não vai com água para o pudim antes de a esmagar com um garfo espreme-se com a mão, como se estivéssemos a espremer uma esponja.

As medidas acima deram para dois pudins com cerca de 9 cm de diâmetro.

 

Para quem vive por cá, pode usar caramelo de compra, se tiver forma de pudim deve usar a chávena cheia em vez da meia chávena que dá apenas dois pudins pequenos. Usando a forma de pudim que tem tampa o tempo de cozedura deve reduzir quase para metade. Também pode ser cozido no forno em banho maria. Este pudim não necessita de batedeira, basta um garfo ou uma vara de arames.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:48


WOOK - www.wook.pt


Fotos no Flickr




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Tradutor



Também estamos aqui

Facebook

Tertúlia de Sabores da Moira

Divulga também a tua página


Instagram

Instagram


Pinterest

Pinterest


Networked Blogs


Eventos na Blogosfera

World Bread Day

World Bread Day, October 16, 2017 World Bread Day 2016 (October 16) World Bread Day 2015 (October 16)


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D