Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Um Doce e uma Pausa

por Moira, em 10.07.11

Estou oficialmente de férias, o blog vai ficar parado durante algum tempo, à excepção de duas postagens que ficarão agendadas.

Para celebrar as férias escolhi uma receita daquele que foi o primeiro post do blog Sabores de Canela, que é também uma forma de homenagear a minha amiga Helena que partiu à aventura para terras de Vera Cruz, para ela votos das maiores felicidades.

 

 

 

 

 

Tarte de Muesli com Quark e Frutos Silvestres

(para 6 a 8 pessoas)

Ingredientes
para a base:
  • 120 g de muesli + 40 g Special K
  • 80 g de farinha de trigo
  • 80 g de manteiga
  • 50 g de açúcar amarelo
  • 1 ovo
  • 1 colher café de sal
Para a cobertura:
  • 300 g de queijo quark (no original queijo fresco)
  • 250 g de frutos vermelhos
  • 30 g de açúcar aromatizado com raspa de laranja e baunilha (2 colheres de sopa rasas)
Preparação:
Bimby / Thermomix
Deite todos os ingredientes para a base no copo pela ordem que aparecem e programe 12 segundos, velocidade 6.
Forre o fundo de uma forma untada com manteiga com a massa, dando-lhe uma espessura de mais ou menos 0,5 cm.
Coloque no frigorifico por 15 minutos enquanto o forno aquece.
Leve a cozer em forno aquecido a 180º durante 12-15 minutos.
Desenforme e deixe arrefecer em cima duma grelha.
Entretanto, lavar a fruta, secá-la com papel absorvente e reservar.
Numa tigela juntar o queijo quark com o açúcar aromatizado.
Quando a base estiver completamente fria, espalhe por cima o creme de queijo e decore com os frutos silvestres e folhinhas de hortelã.
Leve ao frio até servir.
Notas:
Esta tarte deve ser feita no próprio dia em que vai ser consumida, para que a base permaneça estaladiça.
No original a cobertura é feita com queijo fresco, mas eu optei por usar quark.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:13

Um elogio aos amigos

por Moira, em 18.05.11

A proposta chegou por e-mail há uns dias atrás, o prazo de resposta um pouco curto, mas o prémio é interessante e como diz o povo, quem não arrisca, não petisca, por isso juntei o útil ao agradável e resolvi fazer uma sobremesa cujo conceito já não é novo por aqui mas que é sempre bem recebida por todos pelo seu aspecto apelativo, é com ela que respondo ao desafio lançado pela Vaqueiro.

Apesar de todo o aparato esta receita é bastante simples, apenas exige alguma paciência para a parte decorativa, por isso não se intimidem.

E porque qualquer pretexto é bom para celebrar a amizade, esta sobremesa é dedicada às amigas com quem a partilhei em mais um animadíssimo jantar no sitío do costume numa magnífica sexta-feira 13.

Sobremesa de Queijo Quark com Frutos do Bosque

Ingredientes:

Para a base de bolacha

  • 200 g de bolachas de chocolate tipo shortcake
  • 50 g de margarina Vaqueiro Especial para Bolos

Para o creme de queijo

  • 500 g de queijo quark com apenas 20% de gordura
  • 200 ml de natas
  • 5 folhas de gelatina incolor (9 g)
  • 100 g de açúcar aromatizado com baunilha e raspa de laranja

Para a cobertura de gelatina

  • 1 embalagem de gelatina de morango
  • frutos vermelhos variados (usei morangos, framboesas, cerejas e mirtilos)
  • folhas pequenas de hortelã

Preparação:

Forrar o fundo de uma forma de aro amovível com um círculo de papel vegetal.

Esmagar as bolachas, misturar com a margarina e colocar na base da forma calcando um pouco, reservar no frio.

Colocar as folhas de gelatina de molho em água fria.

Levar as natas ao lume com o açúcar, mexendo para dissolver o açúcar.

Quando levantar fervura, retirar do lume, acrescentar a gelatina bem escorrida e mexer para a dissolver.

Misturar o queijo quark com as natas e vazar na forma por cima da base de bolacha.

Levar ao frio até solidificar completamente. Normalmente faço estes dois primeiros procedimentos de véspera.

No dia seguinte fazer a gelatina de morango conforme instruções da embalagem e reservar até estar morno quase frio.

Lavar, secar e cortar os frutos ao meio, excepto os mirtilos.

Lavar e secar as folhinhas de hortelã.

Colocar por cima do creme de queijo uma cinco ou seis colheradas de gelatina de morango, decorar com os frutos a gosto e levar ao frio antes de pôr mais gelatina. Quando a primeira base estiver sólida deitar mais umas colheradas de gelatina e levar de novo ao frio para solidificar.

Repetir este procedimento até acabar a gelatina de morango.

Nota muito importante:

Este último procedimento deve ser dividido por 3 ou até 4 etapas, caso contrário os frutos sairão do local onde os pôs e ficarão a boiar, alterando assim toda a estética do doce.

Outras notas:

O queijo quark é fácil de encontrar na Alemanha, por cá costuma estar há venda nos supermercados Lidl, caso não encontre pode substituir por requeijão, mas usando um requeijão para dois pacotes de natas, ou um requeijão, um pacote de natas e dois iogurtes naturais.

Os frutos podem ser frescos ou de lata, mas atenção que os frutos muito ácidos não costumam deixar solidificar a gelatina.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:12

Doces Enganos ou uma Compota Exótica

por Moira, em 09.09.10

Tudo começou com um presente que recebi recentemente e a vontade de aproveitar umas frutas tropicais que sobraram da minha festa de aniversário.

Há tempos recebi de uma amiga e leitora do Blog uma caixinha vinda da Tunísia, com uma série de especiarias, entre as quais uma mistura que dá pelo nome de "4 spices" que neste caso é uma mistura de pimenta, cravinho, noz moscada e gengibre, habitualmente esta mistura é usada para sopas, guisados, vegetais e salames.

Acontece que também existe uma mistura, que tem exactamente o mesmo nome mas em que a pimenta é substituída por canela e que é usada em doces.

Ora eu li "4 spices" e pensei imediatamente em doces, vai daí pego em meia colher de café da mistura e zás, para dentro do tacho da compota, sinto o cheiro... pânico... isto cheira a pimenta... pego na caixa, leio os ingredientes e fez-se luz, tinha acabado de adicionar uma mistura com pimenta à minha compota.

É o que dá quando se anda com a cabeça no ar!

E quando assim é, normalmente sai asneira.

Errado!

Desta vez, e meramente por acaso como já puderam constatar, saiu da minha cozinha uma compota de frutos tropicais bastante exótica, e embora eu seja suspeita diria que está uma especialidade.

Quem se atreve a experimentar?

Compota de Frutos Tropicais

Ingredientes:

  • 550 g de frutos tropicais (manga, ananás, kiwi, papaia e pêssego que não é tropical mas fazia parte das sobras)
  • 300 g de açúcar
  • casca e sumo de uma lima (limão verde)
  • 1/4 de colher de café de "4 spices" (pimenta, cravinho, noz moscada e gengibre)
  • 1/4 de colher de café de canela moída

Preparação:

Tradicional

Pique as frutas em pedaços miúdinhos coloque num tacho com o açúcar e os restantes ingredientes, mexa com uma colher de pau para dissolver o açúcar e deixe cozinhar em lume brando cerca de 25 a 30 minutos mexendo de vez em quando.

Retire a casca da lima, coloque em frascos previamente escaldados, tape e vire o frasco com a tampa para baixo durante pelo menos meia hora.

 

Bimby / Thermomix

Colocar o açúcar e a fruta no copo e triturar 10 seg/Vel 5, de seguida junte as especiarias, o sumo e a casca da lima e programe 30 minutos, 100º, velocidade 1. No final porque o achei ainda demasiado líquido programei mais 5 minutos, Varoma, velocidade 1.

Retire a casca da lima, coloque em frascos previamente escaldados, tape e vire o frasco com a tampa para baixo durante pelo menos meia hora.

 

Notas: como disse acima fiz esta compota para aproveitar alguma fruta que me tinha sobrado descascada e cortada de véspera, mas como referência e uma vez que não pesei cada uma das frutas individualmente, utilizei mais ou menos, 1 kiwi grande, 1/4 de papaia, 2 fatias de ananás, meia manga média e meio pêssego. Também pode fazer a compota com sobras de salada de frutas.

Provei o doce com queijo fresco de cabra alentejano, tal como previa fez uma combinação agradável.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:49

Hummmm! Figos...

por Moira, em 26.08.10

Foram duas as almas caridosas que ouviram os meus queixumes de ainda não ter comido figos este ano.

Ontem à noite a minha cunhada brindou-me com os primeiros figos da figueira dela que este ano resolveu brindá-la com umas miniaturas tardias de figo nunca antes vistas, e hoje logo pela fresquinha a Laranjinha brindou-me com uma bela cesta de figos que trouxe ontem de Santarém.

Sendo assim, ambas contribuiram para a minha felicidade.

Obrigada pela gentileza de terem atendido às minhas "preces".

E agora adivinhem o que vai ser o meu jantar...

... é isso mesmo, figos ao natural, ou à moda da minha avó, figos com pão, mas não se preocupem, amanhã já vos trago uma sugestão mais elaborada com os figos que sobrarem hoje à minha gula.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:18

Outra Salada

por Moira, em 22.08.10

Mais do mesmo, ou talvez não, é mais uma salada sim senhor, mas não é uma salada qualquer, é uma harmoniosa combinação de sabores que se eu não experimentasse nunca saberia o que estava a perder.

Claro que parece uma mistura arrojada, mas só a combinação da melancia com os coentros já é perfeita, não acreditam?

Experimentem é só o que posso dizer-vos.

Salada de Milho e Melancia

Ingredientes:

  • 1 fatia de melancia
  • 3 colheres de sopa de milho
  • 1 colher de sopa de coentros frescos picados
  • vinagre de arroz q.b.
  • sal e pimenta q.b.

Preparação:

Retiram-se as sementes à melancia e corta-se aos cubos.

Misturam-se os restantes ingredientes e temperam-se com sal e pimenta moída no momento e o vinagre.

Nota: Não coloquei sal e gostei assim. Na receita original o milho é assado, mas hoje usei de lata que era o que tinha.

Usei vinagre de arroz (o mesmo que se usa para o sushi) mas acho que se pode usar qualquer vinagre que não seja forte, como o de cidra.

Apesar desta salada ter sido a minha refeição assim simples, acho que ligará na perfeição com carne grelhada.

Fonte: Paula Deen

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:43


WOOK - www.wook.pt


Fotos no Flickr




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Tradutor



Também estamos aqui

Facebook

Tertúlia de Sabores da Moira

Divulga também a tua página


Instagram

Instagram


Pinterest

Pinterest


Networked Blogs


Eventos na Blogosfera

World Bread Day

World Bread Day 2016 (October 16) World Bread Day 2015 (October 16)


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D