Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Eu Não Gosto de Arroz de Coelho

por Moira, em 08.06.10

Toda a gente que me conhece um pouco sabe que eu não gosto de comidas misturadas, jardineiras, massadas e arrozes. Não gosto de arroz de carne, detesto cabidelas e não é pelo sangue é mesmo por estar tudo misturado e também não gosto de arroz de coelho, que a minha avó fazia vezes sem conta para deleite da maioria da família sendo eu a excepção. Na família do meu marido também todos gostam de cabidelas, arrozes e afins, continuando eu a ser a ovelha negra...

Mas hoje fiz arroz de coelho para o jantar, e comi... e não foi porque eu quisesse fazê-lo, proporcionou-se pela falta de tempo que é uma coisa lixada.

De manhã ao sair de casa temperei o coelho para assar no forno, ou pelo menos essa era a minha intenção, acontece que a minha mãe foi hospitalizada para uma pequena cirurgia, que correu bem felizmente, e eu fui vê-la ao hospital depois de sair do trabalho.

Cheguei a casa tarde e o coelho em vez de ir para o forno foi para o tacho, mais precisamente para a panela de pressão para ser mais rápido, tentei pensar num acompanhamento, mas nada me ocorria, entretanto ao abrir a panela para rectificar a cozedura do bicho deparei-me com uma enorme "sopa" de caldo, culpa minha é claro, que, por desatenção ou por pressa, acrescentei demasiada água na panela que sendo de pressão ainda acrescentou mais alguma do vapor.

Naquele momento pensei que não havia nada a fazer e o melhor era fazer um arroz naquele caldo, passando da ideia à acção de imediato que eram 10h da noite e a fome já se fazia sentir.

O meu marido entretanto pergunta-me o que é o jantar e antes de eu responder olhou para dentro da panela e com o ar mais infeliz do mundo e de voz quase sumida diz-me: Tu não sabes que eu não gosto de arroz de coelho?

Ops! ... ... Fez-se silêncio! Não me ocorreu, disse-lhe, mas agora é o que temos e como eu também não gosto de arroz de coelho, comemos e pronto! Se isto fosse no tempo da minha bisavó tenho a certeza que a coisa ficaria feia, se é que me entendem...

Foi assim que os dois nos sentamos à mesa, no mais profundo dos silêncios e com o ar mais infeliz do mundo.

À primeira garfada o semblante mudou, à segunda o ar era de satisfação e no final não sobrou um grão de arroz.

Mas cá entre nós que ninguém nos ouve não contem isto a ninguém, para todos os efeitos e perante toda a família: Nós não gostamos de arroz de coelho.

Esta foi uma excepção que conto repetir num destes dias, e na nossa opinião estava perfeito. (shiuuuuu! É segredo!)

Mas para que fique bem claro e não restem dúvidas eu continuo a não gostar de comida misturada e se alguém disser o contrário, mesmo que apresente provas, eu faço como os políticos e nego tudo.

Arroz de Coelho

Ingredientes:

  • 500 g de coelho
  • 1 cebola
  • 1 colher de chá de alho em pó
  • 1 colher de café de colorau
  • 2 folhas de louro
  • 1 raminho de tomilho
  • 1 pitada de sal
  • 3 colheres de sopa de azeite aromatizado com sal e piri-piri da Casa do Sal da Figueira da Foz
  • 1 copo de vinho
  • 1 mão cheia de cogumelos congelados
  • 1 copo de arroz
  • 3 copos de água

Preparação:

Temperar o coelho com o sal, o louro, o alho, o tomilho, o colorau, o vinho branco e uma colher de sopa de azeite, deixar assim um bom par de horas.

Na panela de pressão colocar 2 colheres de sopa de azeite e alourar o coelho por todos os lados, adicionar a cebola cortada em gomos finos, mexer e juntar o líquido da marinada coado. Nesta altura devo ter junto cerca de um copo de água. Fechar a panela e deixar cozer por cerca de 15 a 20 minutos.

Deixar sair o vapor antes de abrir a panela, nunca é demais lembrar que enquanto se ouvir barulho do vapor a sair da panela não se pode abrir para não correr o risco de uma queimadura grave.

Retirar o coelho para um prato e reservar, acrescentar os cogumelos, o arroz e 2 copos de água ou um pouquinho mais para o arroz cozer e ficar ligeiramente caldoso, rectificar o sal e assim que o arroz estiver cozido servir de imediato para não empapar.

 

Notas: Usei uma mistura de cogumelos congelados marca continente, muito bons por sinal. O arroz é da região de Alcácer do Sal, marca Ceifeira, usei agulha extra longo, experimentem porque é um arroz excepcional, quer o agulha quer o carolino.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:30


WOOK - www.wook.pt


33 comentários

De moranguita a 21.06.2010 às 17:50

hehe deu-em uma vontade de rir ao ler o teu post
eu cabidela tambm nem ve-la agora este arroz nao esta muito bom
que delicia

De Helena a 14.06.2010 às 08:28

Moira
Ainda estou a rebobinar como foi possível fazeres um prato que não aprecias nem o teu marido!Há dias assim....

De Moira a 14.06.2010 às 11:13

Helena,
É isso mesmo, há dias assim...
Era para ser assado mas troquei as voltas todas e acabou numa arrozada, mas até estava bom senão nunca viria aqui parar ;)

De Paula a 11.06.2010 às 14:35

Eu gosto de arroz de coelho... Comia e repetia! ;)

De Moira a 13.06.2010 às 00:16

Olá Paula,
Nós apesar do desespero inicial de quem vai comer algo que habitualmente não gosta, também acabamos a comer e a repetir ;)

De futurobloguero a 10.06.2010 às 22:00

Cuanto me alegro de la mejoría de tu madre, y que podáis disfrutar de un arroz tan estupendo.

Qué grato me es siempre pasar a leerte Moira, y además me sirve para practicar el portugues leído, que me es más dificil que falado.

Un beso grande.

De Moira a 11.06.2010 às 00:57

Hola,
Tú practicas el português leído y yo el castellano escrito, aún que los verbos és lo más difícil.
Si quieres aprender un podo más de português o otro idioma hay un site que se llama Transparent Language y puedes subscribir gratuitamente para aprender una palabra por dia.
Mira en: http://www.transparent.com/
Para mi es muy bueno y creo que escribo un poquito mejor castellano jejeje
Gracias por mi madre, queya está en casa y bien de salud :)
Besos

De argas a 10.06.2010 às 14:13

Eheheh, e come-se, pronto, é mesmo assim! Pois para mim tá perfeito, ao contrário da tua versão oficial, eu adoro arrozes assim, com tudo misturado...e de coelho então, uma delícia! bjinho

De Moira a 11.06.2010 às 00:58

Aqui en casa é à moda antiga: Come-se e pronto hehehe
Mas estava bom, senão não tinha vindo aqui parar :)
Bjs

De Claudia Lima a 10.06.2010 às 03:53

Eu não me importo com comidas ssim misturadas, se for um prato saboroso e de preferência vegetariano. Este eu comeria de bom grado, mas sem a carne.
Coelho, assim como pato, eu não posso comer, pois são como pets para mim.
Bjs :)

De Moira a 11.06.2010 às 01:00

Cláudia,
Eu compreendo, também tenho a noção que são bichos fofinhos, e só os como porque não cuido deles nem tenho que os matar, porque se tivesse tenho a certeza que passaria o resto da minha vida sendo vegetariana.
O arroz feito só com os cogumelos fica ótimo, tenho a certeza :)
Bjs

De raquel a 09.06.2010 às 19:52

que delicioso arroz, eu adoro essas comidas assim misturadas....
as melhoras para a sua mae....bjs

De Moira a 09.06.2010 às 20:14

Obrigada Raquel!
A minha mãe já está em casa e correu tudo bem.
Bjs

De José María (Monsieur Cocotte) a 09.06.2010 às 18:21

Hola, Moira.

Ante todo, me alegro de que tu madre esté bien.

Y en cuánto al arroz... Mi padre es cazador, como buen español de pueblo y hace un arroz con liebre (que es algo parecido a un conejo, pero más grande y duro) que no me gusta nada! Y soy el único de la familia al que no le gusta. Te entiendo en tu soledad :D

Pero bueno, a cambio hace un conejo al ajillo que está buenísimo... Te dejo, que voy a llamarle para ver cuándo nos invita a cenar!

Un abrazo

De Moira a 09.06.2010 às 19:14

Mi madre ya está en su casa y está bien, gracias.
Arroz de liebre también no me gusta, pero me gusta la liebre hecha con vino tinto.
Ja conejo al ajillo me parece buenísimo, donde és la casa de tu padre ? quizás hay lugar para más dos comensales jejejeje
Un abrazo

De Mary a 09.06.2010 às 18:17

Moirita, eu, ao invés, adoro misturadas! Adoro cabiledas, arrozes e massarócas com tudo e mais alguma coisa, sou tão fácil de contentar! :)
Ía perguntar-te pelos cogumelos em forma de "prego", mas já li onde os compraste...este arroz está de salivar!
Por mim podes continuar a trazer comida de que não gostas! :)

De Moira a 09.06.2010 às 19:08

Mary,
Este arrozinho só com os gogumelos fiocava perfeito :)
Continuo a não gostar de misturadas, enjoei mesmo e não há nada a fazer.
Mudaste o nome do teu blog? Andas-me a baralhar hehehe
Beijocas

De belinhagulosa a 09.06.2010 às 17:32

As melhoras da tua mãe Moirita amiga,o coelho está mesmo com um aspecto daqueles,assim divinais,jinhoss

De Moira a 09.06.2010 às 17:35

Obrigada Belinha!

Comentar post


Pág. 1/2



Fotos no Flickr




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Tradutor



Também estamos aqui

Facebook

Tertúlia de Sabores da Moira

Divulga também a tua página


Instagram

Instagram


Pinterest

Pinterest


Networked Blogs


Eventos na Blogosfera

World Bread Day

World Bread Day 2016 (October 16) World Bread Day 2015 (October 16)


Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2009
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2008
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2007
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D