Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Um fim de semana bem passado

por Moira, em 09.08.09

Foi um fim de semana bem passado no campo em casa de amigos, eles estão de férias, nós aproveitamos o fim de semana, mas seja num caso ou no outro as guloseimas são sempre bem vindas.

Ontem à tarde fizemos um bolo de cenoura à moda antiga, ou seja batido com uma colher de pau e com as claras batidas com um batedor de claras manual.

É um processo engraçado e ao mesmo tempo assustador para quem já se habituou a máquinas para tudo ou quase tudo, mas no final muito compensador. Aprende-se a dar valor à força de braços que as nossas avós tinham para fazer tanta coisa boa sem recurso a qualquer tipo de máquina.

Bolo de Cenoura

Ingredientes:

  • 4 ovos
  • 2 chávenas de açúcar
  • 2 chávenas de farinha
  • 1 chávena de óleo (usei 1/2 chávena de azeite)
  • 3 chávenas de cenoura ralada
  • 1 colher de sopa de canela
  • 2 colheres de chá de fermento em pó
  • 1 pitada de sal

Preparação:

Descasque e rale as cenouras.

Bater as gemas com o açúcar até ficar cremoso e duplicar de volume, adicionar o azeite, a farinha com o fermento intercalando com a cenoura ralada.

Bater as claras em castelo e adicionar cuidadosamente à massa sem bater.

Vai ao forno a 180º em forma bem untada e enfarinhada durante cerca de 30 minutos ou até estar cozido.

Carrot Cake

Ingredients:

  • 4 eggs
  • 2 cups of sugar
  • 2 cups of all purpose flour
  • 1 cup of oil (I used 1/2 cup of olive oil)
  • 3 cups of grated carrot
  • 1 table spon of cinnamon
  • 2 tea spons of baking powder
  • a pinch of salt

Preparation:

Peel and grate the carrots.

In a bowl, mix the egg yolks with the sugar and beat until they become quite white, then add the oil or olive oil.

Add the flour, the baking powder, the cinnamon and alternate with the grated carrot.

Whisk the egg whites with a pinch of salt until stiff and add carefully to the cake mixture.

Grease a mould and sprinkle it with flour, pour the doug into the mould and take it to oven 180ºC during 30 minutes or until is cooked.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:59


WOOK - www.wook.pt


43 comentários

De Miss Pepper a 16.08.2009 às 21:39

Ai que delícia!
Amo bolo de cenoura. Tenho uma receita fabulosa e que não faço há que séculos! A ver se a faço e depois meto no meu blog.

Beijokas!

De Moira a 17.08.2009 às 11:03

Pessoinha,
Tens que fazer esse bolo fabuloso, quem sabe é mais fácil que o meu e pasa a ser adoptado cá em casa.
Beijocas

De Escapadinhas de Fim de Semana a 19.11.2009 às 09:54

Eu vi essa receita na sexta feira passada e fiz o bolo no fim de semana com a minha namorada. (Ela é que fez o bolo comigo... LOL).

Devo dizer que essas fotografias ajudam muito a meter água na boca. Eu não sou muito de cozinhar mas fiquei com a imagem na cabeça!

Muito bom o bolo e o blog!

De Moira a 19.11.2009 às 11:35

Folgo em saber que gostaram do bolo. E já agora é a ajudar que se aprende, quem sabe um dia não te arriscas a ir para a cozinha sem ajuda e descobres que até gostas :))
Resto de boa semana.
Moira

De Sónia Torres a 16.08.2009 às 02:49

Que delícia!
Manualmente parece que tudo tem um sabor mais "original" :)

Parabéns e beijoquinhas
Sónia

De Moira a 17.08.2009 às 11:05

Olá Sónia,
Pelo menos ficamos com essa sensação. É como usar ovos caseiros ou ovos de aviário :) Fica sempre diferente.

De leonor sousa bastos a 13.08.2009 às 19:19

Moira,

Um fim-de-semana bem passado é tudo o que se quer, principalmente quando esse fim-de-semana conta com um bolinho caseiro saboreado ao ar livre.

Lembro-me de ver a minha avó a bater quase todos os bolos à mão, mas só depois de bater um bolo sozinha é que pude perceber a proeza do feito... custa tanto!!
Na escola, no primeiro ano, não podia usar máquinas e tinha que bater tudo à mão...ficava completamente exausta!...é por isso que agradeço a cada dia a companhia da minha querida batedeira!!:)

O bolo de cenoura com a canela devem ter feito as delícias do fim-de-semana!:)

Um beijinho!

De Moira a 17.08.2009 às 11:09

Leonor,
Ainda bem que na escola se ensina a fazer as coisas manualmente, imagino que pode ser uma seca, mas por outro lado é importante aprende-lo mesmo que depois se façam as coisas com recurso a máquinas.
Beijocas

De Mary a 12.08.2009 às 00:28

Moirita, ainda me lembro de quando a minha mãe fazia os bolos/doces sem batedeira e se fartava de dar ao braço!
E os bolinhos ficavam sempre lindos, não cresciam tanto, claro, mas o sabor dos ingredientes era mais concentrado e daí mais saboroso!
Enfim, agora não me imagino a fazer tal coisa, se bem que o teu bolo de cenoura me piscou o olho mal o vi, que belos lanchinhos! hehehe:)

De Moira a 12.08.2009 às 22:42

Mary,
Nem eu me imaginava a fazer bolos à "la pata" mas a verdade é que quando vamos para casa destes nossos amigos na cozinha só tem mesmo o básico e já lá fizemos farófias batidas a garfo e outras coisas mais, não sei se é por ser feito à mão se é pelo espaço envolvente o que é certo é que nos sabe tudo "que nem ginjas".
Este bolo é muito saboroso, já o faço há muitos anos e ando a querer experimentar fazê-lo adicionando um pouco de gengibre.
Beijocas

De Nucha a 11.08.2009 às 23:14

Moira,
Estou de férias sim...eheheh mas por isso mesmo venho aqui...fui fazer os teus Moules à la Marinière...
Fui para S. Torpes, para a praia e à vinda fui comprar uns mimos para o jantar. Comprei mexilhões e apetecia-me fazer de receita, sabes? Tipo pensar pouco...
Ficaram óptimos!
Obrigada pela ajuda!!!!!
Beijos avec Moules à la Marinière!!!!!!
Nucha

De Moira a 11.08.2009 às 23:21

Nucha,
Que belo jantar! A mim andam-me a apetecer uns berbigões, também coisa simples.
Ainda bem que gostaram. Acompanhaste com batata frita? É uma parelha que só provando :)
Continuação de boas férias e aproveita o calor que parece vai ficar até ao fim de semana.
Beijocas

De Nucha a 11.08.2009 às 23:34

Moira,
Foi sem batata frita confesso...com este calor minha amiga a preguiça venceu!
Berbigão!!!!!Adoro mas não posso comer...e havia tantos!!!!
Está um calor de morte, aliás, ás 10.30h o termómetro marcava 30 graussssssssssssssssssss!!!!!!!!!!!!!!!
Agora vou ver a chuva de meteoritos que prometeram na telefonia, a Inês está louca para ver...
Beijos.
Nucha

De Leonor Rodrigues a 11.08.2009 às 23:12

Manuela, precisei voltar aqui para acrescentar um "não" à frase:"Por isso não precisavam penar..." :)

(Leonor)

De Leonor Rodrigues a 11.08.2009 às 23:05

Olá Manuela!

Sou fã dos sabores feitos à moda antiga e o seu bolo ficou, com toda a certeza, uma delícia!
Os bolos batidos a pulso
com colher e pau (aqui na minha Ilha são chamadas de pás), vara de arames ou batedeira de mola com que a minha mãe fazia o Bolo Sabóia. Bolos batidos em taças de cerâmica vidradas, cozidos em forno de lenha... Que braços fortes tinham as nossas Mães e Avós! Por isso precisavam de penar horas no ginásio a fortalecer e tornear os bíceps como nós!
Beijinho
(Leonor)

De Moira a 11.08.2009 às 23:16

Leonor,
Este comentário fez-me lembrar um pão de ló delicioso que a minha tia fazia no foro de lenha depois de cozer a broa com o calor que ainda ficava.
Qua saudades!
É verdade nessa altura não havia necessidade de ginásios tantos eram os afazeres diários :)
Já agora pergunta a minha curiosidade, onde é a sua ilha?
Beijinhos

De Leonor Rodrigues a 12.08.2009 às 14:59

Manuela,

Madeira é a minha Ilha de férias e coração :)

beijinho

(Leonor)

De Moira a 12.08.2009 às 23:58

Leonor,
Passei uma noite num barco atracado no Porto do Funchal, mas foi de passagem, era miúda e lembro-me que a ilha parecia uma árvore de Natal, mas na realidade nunca estive na Madeira.
Espero visitá-la num futuro próximo.
Bjs

De Cláudia Marques a 10.08.2009 às 22:41

Engraçado, que ainda este fim-de-semana, em que estive a fazer um bolo em casa da minha mãe, me lembrei da quantidade enorme de bolos que fiz (e ela, claro) batidos à mão, era mesmo até o braço doer! E as claras era com uma vara de arame, mas a minha mãe até preferia bater com um garfo grande que ela tinha próprio para esse efeito. Que trabalheira!
Adoro bolo de cenoura, já fiz várias receitas diferentes, e fica sempre bom.
bjs

De Moira a 11.08.2009 às 23:19

Cláudia,
É verdade Cláudia fazia-se tudo à mão, até as coisas mais complicadas e parece que saia sempre bem.
Eu apesar de não ter muitas máquinas, às vezes parece que já não sei fazer as coisas à moda antiga e isso irrita-me um pouco.
Mas na realidade são outros tempos e nós acabamos por nos adaptar às modernices :)
Beijocas

De Dom Fuas Roupinho a 10.08.2009 às 19:17

Olá,

Vim agradecer a visita ao meu blogue e o seu comentário gentil.

Maura já adicionou o Tertúlias à lista de blogues e de contatos no Flickr. :-)

Saudações afetuosas,

Dom Fuas Roupinho e Maura

De Moira a 10.08.2009 às 20:14

Obrigada Dom Fuas Roupinho e Maura :)

De Rute a 10.08.2009 às 19:09

Lindo bolinho bilingue :-)

Por falar em fazer bolos à moda antiga lembrei-me duma vez que eu e o meu marido fizemos maionese à mão!

Que odisseia! Levámos um tempão a bater a maionese de azeite. Olha agora bato eu, ora agora bates tu, ora agora bate com a direita e depois com a esquerda!!! Ao fim de um longo tempo ficou a melhor maionese que eu comi até hoje!! Mas foi um cansaço!! E ao mesmo tempo um fartote de rir pois as forças falhavam de vez em quando :-)

De Moira a 10.08.2009 às 20:18

Rute,
Que odisseia, não consigo imaginar-me a fazer maionese à mão mas imagino a delícia que ficou :)
Quando faziamos a massa estavamos sempre a interrogar-nos se já estaria bem, como ficaria, no final a única coisa mal é que não tinhamos forma de tamanho adequado e fizemos num tabuleiro demasiado grande, por isso o bolo parece um pouco espalmado ;)
O bolinho saiu bilingue porque tenho que treinar, o meu inglês está a ficar enferrujado, mas dá-me uma trabalheira danada.
Beijocas

De Cristina Henriques a 18.08.2009 às 11:59

Moira, deliciosa esta viagem ao tempo dos bolinhos feitos manualmente pelas avós. Não sei porquê, mas até de aspecto está mais airoso, esse esforço físico dá-lhes muito carácter ;) Eu estou estragadissima com as malditas máquinas, já que bolo de cenoura para mim equivale a despejar os ingredientes para um robot (e não fica nada mau!) :) Os tempos são outros, mas quem teve a sorte a provar bolinhos feitos à mão com todo o carinho saberá dar o devido valor a cada uma das técnicas.

De Moira a 18.08.2009 às 12:14

Cristina,
É verdade que as máquinas nos poupam imenso tempo e esforço. Eu própria só faço bolos à mão quando não tenho nenhuma máquina por perto, mas é exactamente quando temos que fazer tudo à mão que conseguimos dar o devido valor a quem durante anos fez tudo com a força dos braços.
Estou farta de ver bolos feitos no liduidificador e ando com vontade de experimentar, até porque têm óptimo aspecto.
Beijocas

Comentar post


Pág. 1/2



Fotos no Flickr




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Tradutor



Também estamos aqui

Facebook

Tertúlia de Sabores da Moira

Divulga também a tua página


Instagram

Instagram


Pinterest

Pinterest


Networked Blogs


Eventos na Blogosfera

World Bread Day

World Bread Day 2016 (October 16) World Bread Day 2015 (October 16)


Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2009
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2008
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2007
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D