Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Magret de Pato com Moscatel do Douro e Doce de Arando

por Moira, em 04.03.09

Às vezes apetece-me comer umas coisitas mais sofisticadas, embora habitualmente sejamos só dois à mesa isso não é nenhum impeditivo. O Magret de Pato, nome pomposo para o peito de pato é um alimento que no meu universo culinário está associado a requinte.

No entanto, eu não era grande apreciadora de pato, até ao dia que resolvi ser eu a confeccioná-lo, agora é presença constante na minha mesa e quase sempre acabo fazendo as receitas que vêm no verso das embalagens ou no site da Coren,  digo-vos, são espectaculares.

Desta vez segui a receita do magret de pato com molho de framboesas, embora delas nem o cheiro, em vez do doce de framboesa utilizei o doce de arandos do IKEA que se revelou muito agradável.

Magret de Pato com Moscatel do Douro e Doce de Arando

Ingredientes:

  • 2 peitos de pato com pele
  • 2 colheres de sopa de doce de arando
  • 2 copos de vinho moscatel (usei moscatel do Douro mas pode ser outro)
  • sal e pimenta q.b.

Preparação:

Faça uns cortes em forma de losango na pele do pato e ponha-o numa frigideira previamente aquecida com a pele para baixo.

Entretanto levar o vinho com o doce ao lume mexendo bem para formar um molho uniforme.

Virar o pato, só para alourar ligeiramente, escorrer a gordura que se formou, voltar a virar a pele para baixo, temperar com sal e pimenta e adicionar o molho de vinho, deixar cozinhar por mais uns minutos, ou conforme o gosto, se preferir bem passado, como é o meu caso, deixei cozinhar por mais uns dez a quinze minutos. Servi com puré de maçã e batata frita.

 

Para o Puré de Maçã, levar um tacho ao lume com dois copos de água, duas maçãs reinetas descascadas e cortadas em quartos e uma colherzinha de açúcar. Deixar cozinhar até que se desfaçam, ou caso necessário moer um pouco e adicionar uma colherzinha de manteiga.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:10


WOOK - www.wook.pt


22 comentários

De Lili6313 a 22.03.2011 às 00:13

Magret não é um nome pomposo para peito de pato.

A diferença entre um magret e um peito clássico é que o magret vem de um pato que foi submetido a um método de alimentação forçada francês igual ao que se usa para confeccionar foie-gras que resulta numa parte exterior do pato muito mais gorda e numa carne mais tenra.
Também é essa gordura que permite obter uma pele mais estaladiça ao cozinhar o magret.

Parabéns na mesma porque o seu blog está muito bonito e a ideia parece apetitosa apesar de não ser um magret.

De Moira a 22.03.2011 às 00:36

Olá Lili,
Obrigada pelo esclarecimento, sobre o peito de pato e o magret, estamos sempre a aprender.
No entanto as embalagens que costumo comprar são de magret, e seja pelo preço seja pela grossura da pele, devem ser de magret, mas como é uma marca espanhola fica sempre a dúvida em relação aos originais patos franceses.
Habitualmente a pele no final fica bem crocante e sobra sempre uma gordura que quando arrefece é identica à banha, e a carne é muito macia.

De Marco Pereira a 10.03.2015 às 23:49

Boa noite, onde costuma comprar o magret? consegue me dizer por favor? cumprimentos

De Moira a 11.03.2015 às 10:58

Bom Dia Marco,

Da marca Coren costuma haver no El Corte Inglés. No Pingo Doce costuma haver peito de Pato da Quinta da Marinha, mas não sei se haverá em todos, é uma questão de perguntar.
Eu costumo comprar o pato inteiro no talho do meu bairro, utilizo os peitos para este tipo de receitas e com o restante pato faço arroz de pato ou empadas, ou asso as pernas no forno.
Cumprimentos,

De propagandaearte a 07.03.2009 às 00:16

Ô beleza!
Que maravilha. E não se preocupe por serem somente dois à sua mesa. Aqui também somos só dois e fazemos uma verdadeira farra na cozinha. Vou provar o pato com o purê de maças e deixo uma sugestão pra você: experimente com purê de castanhas e arroz de açafrão. Verá que também é uma delícia.
De sobremesa, um bom sorbet de framboesas.
Grande abraço e ótimo fds.

Marco.

De Moira a 08.03.2009 às 19:13

Com puré de castanhas também fica muito bom, mas nesta época já não há castanhas por aqui. O que também fica muito bem é puré de marmelo, mas a época deles também é muito curta.
Quanto ao sorbet, tenho que tratar de comprar uma sorveteira para começar a fazê-los em casa.
Um abraço,
Moira

De propagandaearte a 09.03.2009 às 13:22

Com purê de marmelo nunca ouvi falar, mas com sua experiência, deve ser mesmo muito bom. Quanto à "Sorbeteria da Moira", pode ter certeza que será lucro e fama certos.
Um abra;co doi Marco.
:o)

De bia a 06.03.2009 às 10:39

Então experimentem pato com laranja.
É de comer e chorar por mais

De Moira a 08.03.2009 às 19:14

Com laranja também é muito bom e eu já postei por aqui a minha versão há uns bons meses atrás.

De Canela a 05.03.2009 às 21:58

Moira
Esse prato agrada-me!Conheço esse doce mas nunca comprei,costumo fazer esta receita com doce de framboesas ou de frutos silvestres.
O aspecto é excelente!
Bj

De Moira a 08.03.2009 às 19:15

Olá Canela,
A receita que vi era com doce de framboesas, mas como eu tinha deste nem pensei duas vezes, mas ainda hei-de fazê-lo com framboesas.
Bjs
Moira

De diversosblog a 05.03.2009 às 21:41

hum hum...
ate apetece comer:)
lool

De Moira a 08.03.2009 às 19:16

Eu até mandava um bocadinho... se pudesse. Lol

De Claudia a 05.03.2009 às 20:44

Moira,

Você adentrou o mundo dos patos aos 40 e eu saí!!!! (risos!) Saí, pero no mucho, pois eu gosto de pato. Gosto muito do magret de pato da Carlota, um restaurante que eu amo em São Paulo, gosto do pato confit e do maravilhoso pato pequim que é um confit a chinesa. Mas eu não faço mais patinhos assados aqui em casa, como fazia. Estou deixando os patos para aquelas ocasiões em que eu estiver num restaurante francês maravilhoso ou num restaurante chinês muito especial.

Mas pato tem esta coisa meio chique por culpa dos franceses. Teu magret de pato ficou lindo.

Beijos,

C.

De Moira a 06.03.2009 às 12:02

Oi Cláudia,
Ao preço que o peito de pato está por aqui, culpa dos franceses ou não, só pode ser chique hehehe
O que faço muitas vezes é comprar o pato todo e utilizar cada parte para receitas separadas.
Fizeste-me lembrar de uma belíssima receita de pato com a pele todas caramelizada que comi faz anos num restaurante chinês muito chique no Casino do Estoril. Que pena que eu não sei fazer.
Beijos
Moira

De risonha a 05.03.2009 às 16:33

isso é mesmo uma coisa super requintada.
doce de arandos? nunca ouvi falar...
porque é que eu não tenho umIKEA perto de mim? buááááá

De Moira a 05.03.2009 às 16:49

Oh Risonha não chores que isso não parece teu ;))
Descobri à pouco, quando estava a preparar o post para enviar para o foodgawker, e tive que ir ao dicionário para traduzir a palavra arando, que afinal não é mais nem menos que mirtilho. Por momentos senti-me burrinha... hehehehe
Resumindo, a receita original é com doce de framboesa e isso podes encontrar em qualquer supermercado, podes também usar qualquer outro doce de frutos silvestres que ficará bem de certeza.
Beijocas
Moira

De Mary a 04.03.2009 às 18:33

(agora até tenho medo de comentar, hihihi)...
Moirita, nunca provei magret de patareco, mas as tuas imagens dizem tudo! Que molhinho divinal! Cristo!
Parece fácil de fazer, o doce de arando por acaso descobri há pouco tempo na loja sueca do Ikea...
Maravilha! :)

De Moira a 04.03.2009 às 18:40

Olá Mary,
Não tenhas medo de comentar, nunca ! Até porque, vou-te fazer uma confissão, eu só comecei a comer pato depois de passa os quarenta... por isso ainda vais muito a tempo ;))
Beijocas
Moira

De Nucha a 04.03.2009 às 18:22

Olá Moira,
Magret de pato, apesar de sonante, é visita na minha mesa assiduamente porque gostamos os quatro...coisa rara!!!!
Mas vou deixar uma dica (juro que não tem a ver com a dita!!!) batatinhas noisette feitas no forno. Eu só gosto de carne muito bem passada mas o magret não o viro quando esta a cozinhar...no final ponho uma tampa e acaba por ficar bem passado e não fica seco!
Dica da Nucha!!!eheheh
Bj

De Moira a 04.03.2009 às 18:31

Olá Nucha,
A dica da tampa soa muito bem, vou experimentar da próxima vez e as batatinhas noisette então ficavam perfeitas. Mas só se fossem congeladas que eu não tenho tempo para esses pormenores.
Bjs
Moira

De Nucha a 04.03.2009 às 18:33

Moira!??? Alô!!??? Noisettes congelas COM CERTEZA!!!! ahahahah
Bj

Comentar post



Fotos no Flickr




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Tradutor



Também estamos aqui

Facebook

Tertúlia de Sabores da Moira

Divulga também a tua página


Instagram

Instagram


Pinterest

Pinterest


Networked Blogs


Eventos na Blogosfera

World Bread Day

World Bread Day 2016 (October 16) World Bread Day 2015 (October 16)


Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2009
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2008
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2007
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D