Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Simplesmente Mexilhões !

por Moira, em 08.02.09

Há uns anos atrás de regresso a casa depois de umas férias em Itália, pernoitamos em St. Maxime, uma localidade bem ao lado de St. Tropez em plena Côte d'Azur. Local lindo por sinal.

As peripécias dessa noite foram infindáveis e davam para muitos posts, hoje vou concentrar-me apenas num prato que o meu marido comeu ao jantar e que eu na altura não quis nem provar. Mexilhões com batata frita onde é que já se viu ?

Passado um tempo voltamos a França e encontramos este prato um pouco por todo o lado, desta vez provei e adorei, é de uma simplicidade extrema mas muito gostoso e foi o meu jantar de ontem.

A receita encontrei-a no Livro das Técnicas de Culinária do Le Cordon Bleu - As receitas e técnicas da mais famosa escola de culinária do mundo, um livro, quanto a mim, indispensável em qualquer cozinha.

O maior trabalho, mas nem por isso muito difícil é lavar os mexilhões, que como podem ver pela foto do canto superior esquerdo vêm cheios de coisas agarradas.

Devem ser lavados, escovados e raspados com uma faca para tirar todas as impurezas.

Há muitas formas de cozinhar mexilhões esta julgo ser das mais simples, Moules à la Marinière, ou em português Mexilhões à Marinheira.

Moules à la Marinière

Ingredientes:

  • 1 Kg de Mexilhões frescos
  • 2 cebolas médias
  • 2 dentes de alho
  • 350 ml de vinho branco (de preferência seco)
  • sal e pimenta moída na altura q.b.
  • 1 colher de sopa de salsa
  • 1 fio de azeite ou uma colher de sopa de margarina

Preparação:

Lavam-se os mexilhões conforme explicação acima e reserva-se.

Num tacho largo e fundo refoga-se a cebola e o alho bem picadinhos num fio de azeite ou em margarina conforme a preferência. Quando a cebola estiver dourada, junta-se o vinho branco, tempera-se com sal e pimenta e deixa-se cozinhar a cebola por uns cinco minutos, adicionam-se os mexilhões tapa-se o tacho e deixa-se cozinhar por cerca de 6 minutos ou até que estejam abertos. Retirar os mexilhões para um prato de servir fundo, polvilhar com a salsa picada, coar o molho para evitar areias que ficam no fundo do tacho e pô-lo por cima dos mexilhões.

Servir de imediato com batatas fritas, e claro, um bom vinho branco.

 

Nota: Nunca comprar mexilhões cujas conchas estejam abertas. Depois de cozinhar os mexilhões rejeitar todos os que estejam fechados.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:43


WOOK - www.wook.pt


26 comentários

De Herculano Porfirio a 06.04.2015 às 20:20

De chocolate não gosto, mas adorou mexilhões, e é o que vou cozinhar hoje para a minha esposa e nossos filhos, e está receita parece me mt bem, com batatas fritas nunca experimentei mas hoje vai ser tal e qual como a moita sugere!

De lena tomaz a 29.03.2015 às 22:40

olá a todos quanto gostam da especialidade "MEXILHÕES PRETOS" pois eu fuí emigrante desde ciança dos tempos dos meus pais e em FRANÇA se descobríu essa famosa receita que muito passamos apreciar...e anos mais tarde tive a sorte de habitar em SAINTE MAXIME no sul de FRANÇA e claro a especialidade
[Error: Irreparable invalid markup ('<moules mariniéres>') in entry. Owner must fix manually. Raw contents below.]

olá a todos quanto gostam da especialidade "MEXILHÕES PRETOS" pois eu fuí emigrante desde ciança dos tempos dos meus pais e em FRANÇA se descobríu essa famosa receita que muito passamos apreciar...e anos mais tarde tive a sorte de habitar em SAINTE MAXIME no sul de FRANÇA e claro a especialidade <moules mariniéres> tal como a <receita explica> é do melhor que existe e com batatas fritas é uma delicía.Coincidendencia que nós em PORTUGAL também os cozinhamos da mesma maneira ,,,só uma coisa que faz a diferença é que enquanto em FRANÇA os mxilhões pretos se vendem já limpinhos <em PORTUGAL são sempre muito cheios de impurezas>o que dá um trabalhinho a limpa-los prepara-los para se ter um prato em condições e até para que não existam impurezas a dar maus sabores.Mas é com certeza uma delicía,e que saudades dos mexilhões de FRANÇA e ao fazer esse petisco voltamos smpre a recordar antigos tempos.

De Luís a 31.10.2010 às 13:05

Quero desde já agradecer esta magnifica receita! ;)

adorei o blog! continuação! ;)

De Moira a 31.10.2010 às 19:54

Eu é que agradeço a visita.

De Silvia a 23.01.2010 às 21:38

Boa noite
Acabei de ler a sua receita e concordo plenamente, estive a viver alguns anos no Sul da França e tive oportunidade de os comer várias vezes, visto ser uma das especialidades daquela região. Aproveito para informar que lá também se troca o vinho branco por cerveja. É uma questão de gosto.

De Moira a 31.10.2010 às 19:57

Olá Silvia,
Só hoje, ao responder a um novo comentário aqui neste post, me dei conta que não tinha respondido ao seu, mas mais vale tarde que nunca.
Quando fala que trocam o vinho branco pela cerveja é na confecção dos mexilhões? Tenho que experimentar, também deve ficar muito bom.
Obrigada pela visita e pelo comentário.

De Noslida Semog a 05.12.2009 às 21:14

Obrigada pela sua ajuda adoro cozinhar mas nunca tinha feito mexilhões e a sua receita parece ser prática, simples e saboroso.

Beijinhos

De Moira a 05.12.2009 às 22:16

Olá Noslida,
Obrigada pela visita e pelo comentário. Esta é uma maneira muito simples de cozinhar os mexilhões no entanto muito saborosa.
Espero que tenhas gostado.
Beijinho

De risonha a 10.02.2009 às 12:17

UAU!!!
que espectáculo!

De mallory elise a 09.02.2009 às 20:39

oh my gosh THANK YOU Moira!! i couldn't figure out what was wrong with it, everyone was commenting on it but they appeared in the bloody pink marshmallows!!! but it only had a problem in internet explorer and safari, so i couldnt see it :( but i deleted the whole post and made a new one so it is better, obrigada!!

your moules look so good, im having flashbacks to moule frites in Normandie,......ahhhh saudade.

bisous

De Moira a 09.02.2009 às 23:53

Hi Mallory,
I have "saudades" from France, that's a beautiful country and i love the "chateux".
Beijos

De C.M. a 09.02.2009 às 19:17

Ai ai , este post é uma maldade para mim. Adoro--os , mas não os posso comer. Há uns anos, apanhei uma " barrigada " deles num barco em Espanha, apanhados ali mesmo e só cozidinho sem sal, à borla. O cewrto é que me fizeram mal e fui parar ao hospital e ainda tive de levar uma injecção qaquelas fabulosas...
Portanto: amo-os , mas não os posso ver!!

De Moira a 09.02.2009 às 23:56

Oh que pena!
Mas também há outras coisas boas. Eu felizmente nunca enjoei nada.

De Joanina a 09.02.2009 às 17:19

As batatas fritas... Adoro!! Os mexilhões... Nem por isso! Alias mariscos de concha não são o meu forte. E logo eu, que sou natural de uma ilha a beira mar plantada, onde existem as amêijoas, as lapas, as cracas, e todas essas coisinhas por todos tao apreciadas!! Eu sei, e uma vergonha...
Boa semana!
Bj da Jo

De Moira a 09.02.2009 às 18:11

Jo,
Ainda bem que não gostamos todos da mesma coisa, senão este mundo era um enjoo ;)
De qualquer das formas consigo entender melhor isso do que ser capaz de não gostar de chocolate :))
Bjs e Boa semana para ti também

De Joanina a 09.02.2009 às 20:02

Ah! Chocolate eu adoro!!! E também não percebo como e que se pode não gostar...

De leonor a 09.02.2009 às 11:33

Olá Manuela!!

Esses mexilhões ficaram com um aspecto maravilhoso!!...
Quem adora mexilhões é a minha mãe e não perde uma oportunidade para comê-los!
Ainda me lembro de uma viagem à Bélgica em que a minha mãe não se calava e não se contentava com outra coisa...
Parece-me uma ideia simplesmente deliciosa acompanhar esses mexilhões com esse molhinho de cebola e vinho branco com umas boas batatas fritas!... O bom não tem que complicar-se...:)
Essa deve ter sido uma noite de boa comida e boas recordações...:)

Beijos!

De Moira a 09.02.2009 às 15:17

Olá Leonor,
O melhor de certas comidas é que nos fazem recordar bons momentos, viagens, pormenores que às vezes parecem esquecidos e que reaparecem num simples garfada.
Bjs

Comentar post


Pág. 1/2



Fotos no Flickr




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Tradutor



Também estamos aqui

Facebook

Tertúlia de Sabores da Moira

Divulga também a tua página


Instagram

Instagram


Pinterest

Pinterest


Networked Blogs


Eventos na Blogosfera

World Bread Day

World Bread Day 2016 (October 16) World Bread Day 2015 (October 16)


Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2009
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2008
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2007
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D