Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Vamos Marmitar?

por Moira, em 29.10.13

Desta vez o desafio veio da Ana do Blog "A Marmita Lisboeta" a ideia era criar uma refeição para transportar na marmita.

Quem anda de transportes públicos como eu já se habituou a ver o pessoal  com lancheiras ou marmitas, um hábito antigo que agora se tornou moda para uns e consequência da crise para outros.

Para mim marmitar é giro, podemos levar o almoço para o jardim, usufruindo assim dos nossos espaços públicos, saudável e económico, são só vantagens. A única desvantagem que me ocorre é o facto de termos que andar sempre com o saquinho atrás, mas hoje em dia há sacos tão giros que a dificuldade é a escolha, claro que quem for prendada na costura pode fazer um saquinho personalizado.

Eu, de há muitos anos a esta parte que levo sempre o meu almoço de casa, não escolho comidas especifícas para isso, porque tenho a possibilidade de poder aquecer o almoço, mas para este desafio entendi fazer algo que não precissasse de aquecer.

A ideia veio do livro "Cook yourself Thin" e foi-me dada pela minha amiga Elsa.  

Li a receita de viés, e confundi açafrão com gengibre (como se isso fosse possível), usei o novo tempero  Segredos da Margão alho e ervas aromáticas e da receita original sobrou apenas a essência.

Provado, aprovado, saudável e pouco calórico, querem melhor que isto?

Peitos de Frango Panados no Forno

Ingredientes:

  • 2 peitos de frango
  • 1 iogurte natural sem açúcar
  • 1 colher de chá de Segredos da Margão alho e ervas aromáticas
  • 1 pedaço de gengibre com cerca de 1 cm (opcional)
  • 1 chávena e meia de cornflakes
  • sal q.b.
  • rodelas de limão para servir

Preparação:

Cortar os peitos de frango em tiras ou em bifinhos conforme preferir.

Descascar o gengibre e cortá-lo em tiras finas.

Temperar o frango com sal e o iogurte natural onde previamente misturou a mistura de ervas aromáticas e deixar marinar por meia hora.

Colocar os cornflakes sobre uma folha de papel vegetal e passar o rolo da massa por cima 3 ou 4 vezes, a ideia é picá-los grosseiramente, não os desfazer completamente.

Ligar o forno a 200º.

Retirar o frango da marinada, escorrer ligeiramente e passá-lo pelos cornflkes para o panar.

Colocar num tabuleiro sobre uma folha de papel vegetal durante cerca de 20 minutos ou um pouco mais conforme o forno.

Servir quente ou frio com uma boa salada ou com um arroz de cenoura.

Este post teve o patrocínio da Margão

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:42

Dia Mundial das Massas

por Moira, em 25.10.13

Fonte privilegiada de hidratos de carbono, a massa é essencial na alimentação de pessoas de todas as idades e fundamental na alimentação de desportistas, porque necessitam de doses extra de energia e de crianças porque fornece vitaminas e minerais essenciais para um desenvolvimento saudável.

Pelo seu sabor e versatilidade de confecção, são largamente apreciadas no mundo inteiro, mas têm um lugar de destaque na dieta mediterrânica.

Hoje comemora-se o Dia Mundial das Massas e a Milaneza lançou o desafio de criar um prato com o novo macarronete com azeitona. 

O aroma a azeitona que se sente ao abrir a embalagem fica a pairar no ar adivinhando-se uma enorme riqueza de sabor e tendo-me deixado a cabeça a fervilhar com ideias.

Pensei em experimentar uma meia dúzia de pratos diferentes, mas como nem sempre conseguimos fazer o que queremos, o meu tempo escoou-se à velocidade da luz, entre afazeres domésticos, familiares e outros compromissos inadiáveis pelo que só ontem consegui elaborar uma prato que não sendo nenhum dos que eu tinha planeado acabou por ser o fruto de um dia triste, cinzento e muito chuvoso, daqueles que pedem comfort food, um sofá e uma música suave a acompanhar o livro que estava quase a terminar.

Sem luz natural decente para fotografar, a foto do prato não faz juz ao paladar destas massas de sabor mediterrânico e requintado.

Bacalhau com Grão e Macarronete com Azeitona

Ingredientes:

  • 1 chávena de  macarronete com azeitona da Milaneza 
  • 2 colheres de sopa de azeite + 2 para o refogado
  • sal e pimenta q.b.
  • 1 chávena de grão de bico cozido
  • 1 posta de bacalhau seco demolhado
  • 1 raminho de salsa
  • 2 tomates
  • 1 cebola pequena picada
  • 1 dente de alho

Preparação:

Leve a água ao lume com o sal e 2 colheres de sopa de azeite, quando ferver deitar a massa, mexer e deixar cozinhar por 9 a 10 minutos. Escorrer, passar por água fria e reservar.

Colocar outro tacho ao lume, quando a água ferver colocar o bacalhau e deixar cozer por 10 minutos. Escorrer, retirar pele e espinhar e fazer em lascas.

Entretanto fazer um refogado com duas colheres de sopa de azeite, a cebola e o alho bem picadinhos, juntar o tomate picado sem pele e sem sementes, temperar com sal e pimenta, adicionar meio copo com água e deixar cozinhar em lume brando por cerca de 15 a 20 minutos, juntar o macarronete com azeitonas, o grão cozido e o bacalhau, envolver com uma colher e deixar fervilhar durante 2 ou 3 minutos para absorver os sabores. Servir de imediato.

Nota: Este post teve o patrocínio de Massas Milaneza

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:46

Queques 100% deliciosos

por Moira, em 20.10.13

O Lidl é um supermercado de origem alemã que de há 18 anos a esta data foi conquistando o coração dos portugueses. Desde sempre primou pela qualidade dos seus produtos e pelos preços praticados, tendo neste momento a decorrer a campanha frescura, onde dá a conhecer através dos media o seu compromisso com a qualidade, através de produtos frescos oriundos de produtores nacionais das mais diversas regiões do nosso país, nomeadamente ao nível da fruta e dos lacticínios, entre outros. 

Foi na sequência desta campanha que me fez chegar uma cesta com alguns dos seus melhores produtos de origem nacional, que me proporcionou pequenos almoços 100% saborosos. Os seus croissants são 100% irresistíveis e apesar de não ser novidade para mim, as suas framboesas são as mais frescas e saborosas do país.

Para agradecer tão simpática oferta preparei estes queques de citrinos, receita da Dorie, que me foi dada a conhecer pelo simpático grupo "Dorie às Sextas".

Queques de Laranja e Limão

Ingredientes:

  • 1/2 chávena de açúcar
  • raspas de 1 laranja
  • 2 chávenas de farinha de trigo
  • 1 colher de chá de fermento em pó
  • 1/4 de colher de chá de bicarbonato de sódio
  • uma pitada de sal
  • 1 chávena de sumo de laranja
  • 2 colheres de sopa de sumo de limão
  • 8 colheres de sopa de manteiga Milbona, derretida e quase fria
  • 2 ovos grandes
  • 3/4 de chávena de passas
  • sementes de papoila q.b. (opcional)
Preparação:
Pré-aquecer o forno a 180°.
Barrar 12 formas de queques ou forrar com forminhas de papel.
Numa tigela, misturar o açúcar com as raspas de laranja.
Misturar a farinha, o fermento, o bicarbonato e o sal.
Misturar os sumos de laranja e limão, a manteiga derretida e os ovos.
Despejar os ingredientes líquidos sobre os ingredientes secos e, com o batedor ou uma espátula de borracha, mexer para misturar, mas de forma rápida, tendo o cuidado de não mexer demais, (parar de mexer logo que tenha uma massa homogénea. 
Adicionar as passas de uva e verter a massa uniformemente pelas formas, se quiser pode polvilhar com sementes de papoila.
Levar ao forno por aproximadamente 15 a 20 minutos, conforme os fornos ou até que os topos fiquem douradas e inserindo um palito no centro dos bolinhos o mesmo saia limpo.
Deixar arrefecer por 5 a 10 minutos antes de retirar cada bolinho da forma, pois como são muito fofos, podem partir-se.
Nota: Este post teve o patrocínio de Lidl Portugal.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:02

Arrufadas de Coimbra para o World Bread Day 2013

por Moira, em 16.10.13

Desde que conheci o Blog da Zorra em 2008 que me tornei habitué deste evento, que já vai na sua 8ª Edição, e desde essa época que tento, sempre que possível, fazer um pão tradicional português. Uma forma singela de homenagear o meu país dando a conhecer os nossos pães tradicionais num evento que tem vindo a crescer ano após ano e que hoje em dia junta bloguers do mundo inteiro, numa verdadeira festa do pão.

Este ano escolhi um pão doce tradicional de Coimbra, terra natal do meu pai. A receita foi retirada do mais emblemático livro de receitas português, Cozinha Tradicional Portuguesa de Maria de Lourdes Modesto.

Arrufadas de Coimbra

Ingredientes:

  • 1 kg de farinha de trigo T65
  • 1 dl de leite
  • 11 g de fermento de padeiro granulado 
  • 250 g de açúcar
  • 1 colher de chá de canela
  • 5 ovos (a minha levou 6 médios)
  • 125 g de manteiga derretida (usar morna)

Preparação:

Colocar a farinha num alguidar, fazer um buraco no meio e colocar lá o fermento e o leite mexer para misturar um pouco de farinha e deixar levedar até parecer uma esponja. Juntar os ovos, o açúcar, a canela e amassar até formar uma bola, se necessário adicionar um pouco mais de leite, mas muito pouco. Por fim adicionar a manteiga derretida e amassar bem para incorporar na massa. Tapar com um pano e deixar levedar, em local ameno duas a três horas, se usar apenas uma colher de fermento pode deixar levedar durante a noite.

Formar bolas com cerca de 100 g de massa cada uma e colocar num tabuleiro forrado com papel vegetal untado e enfarinhado, fazer rolinhos de massa e colocar por cima de cada arrufada como se fosse uma coroa. Voltar a tapar com um pano e deixar levedar de novo até dobrarem de volume. Antes de irem ao forno pincelam-se com gema de ovo diluida num pouco de leite.

Vai ao forno quente a 200º C durante cerca de 15 a 20 minutos conforme o forno. 

 --- --- --- --- --- --- --- --- --- --- --- --- --- --- --- --- --- --- --- --- --- 

English Version

Since I met Zorra's Blog in 2008, I became an habitué of WBD, which is in its 8th Edition, and I try since then, whenever possible, bring a traditional Portuguese bread. A simple way to honor my country in an event that has been growing year after year and that brings together bloggers from all over the world.
This year I chose a traditional sweet bread of Coimbra, Portugal, homeland of my father, and took the recipe from the most emblematic Portuguese cookbook: "Traditional Portuguese Cuisine" of Maria de Lourdes Modesto.

Arrufadas de Coimbra

Ingredients:

  • 1 Kg all porpose flour
  • 1 dl milk
  • 11 g dried yest
  • 250 g sugar
  • 1 tsp cinnamon
  • 5 eggs (mine took 6 medium eggs)
  • 125 g butter

Preparation:

Put the flour in a bowl, make a hole in the middle and put there the yeast and milk, mix with a little of flour and let rise up until it looks like a sponge. Add the eggs, sugar, cinnamon and knead until it forms a ball, if necessary add a little more milk, but very little. Finally add the melted butter and knead well to incorporate into the batter. Cover with a cloth and let rise in warm place for two or three hours. If you use a little less yeast let it rise during all night.
Form balls of dough with about 100 g each and place them on a tray lined with greased parchment paper and floury, do mass rolls and put on top of each arrufada as if it were a crown. Recap with a cloth and let rise again until double in volume. Before going to the oven brush with egg yolk diluted in a little milk.
Go to oven eated to 200º C for about 15 to 20 minutes, depending on the oven.

 

World Bread Day 2013 - 8th edition! Bake loaf of bread on October 16 and blog about it!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:13

Dê alma e sabor aos seus pratos com a nova gama Segredos da Margão

por Moira, em 11.10.13

A inspiração para este prato chegou-me de lembranças muito antigas.

Quando eu era miúda havia um canteiro em casa da minha avó onde estavam sempre plantadas várias ervas aromáticas, entre as quais, segurelha. Eu achava-lhe graça, mais por causa do nome do que propriamente pelo sabor e se a minha avó me mandava apanhar um raminho de salsa, eu perguntava-lhe de imediato se também podia trazer segurelha. A resposta dela era invariavelmente a mesma: Já te disse que segurelha é só para o coelho e para o feijão verde.

Foi assim que esta frase se transformou numa espécie de regra para a vida e que eu nunca quis quebrar, por isso quando vi que a mistura de ervas para grelhados da gama Segredos da Margão continha segurelha, eu não tive dúvidas de que teria que a utilizar  num prato de coelho, mas em vez de o grelhar optei por o assar no forno.

Coelho Assado no Forno

Ingredientes:

1 coelho partido aos pedaços

1 colher de sopa de azeite para a marinada + 3 para cozinhar

2 ou 3 dentes de alho

1 cerveja pequena 20 cl

1 colher de chá de Segredos Grelhados da Margão

1 folha de louro

sal e pimenta acabada de moer

Preparação:

Temperar o coelho com todos os ingredientes acima mencionados e deixá-lo marinar durante 2 a 3 horas.

Ligar o forno nos 200º.

Colocar o restante azeite num tacho e alourar o coelho bem escorrido da marinada.

Quando estiver dourado, deitar o coelho num tabuleiro ou pirex, regar com a marinada e levar ao forno quente até estar assado.

Entre 30 a 40 minutos consoante o tipo de forno.

Acompanhe com batatinha assada e bróculos salteados.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:49


WOOK - www.wook.pt

Pág. 1/2



Fotos no Flickr




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Tradutor



Também estamos aqui

Facebook

Tertúlia de Sabores da Moira

Divulga também a tua página


Instagram

Instagram


Pinterest

Pinterest


Networked Blogs


Eventos na Blogosfera

World Bread Day

World Bread Day, October 16, 2017 World Bread Day 2016 (October 16) World Bread Day 2015 (October 16)


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D