Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Vamos Marmitar?

por Moira, em 29.10.13

Desta vez o desafio veio da Ana do Blog "A Marmita Lisboeta" a ideia era criar uma refeição para transportar na marmita.

Quem anda de transportes públicos como eu já se habituou a ver o pessoal  com lancheiras ou marmitas, um hábito antigo que agora se tornou moda para uns e consequência da crise para outros.

Para mim marmitar é giro, podemos levar o almoço para o jardim, usufruindo assim dos nossos espaços públicos, saudável e económico, são só vantagens. A única desvantagem que me ocorre é o facto de termos que andar sempre com o saquinho atrás, mas hoje em dia há sacos tão giros que a dificuldade é a escolha, claro que quem for prendada na costura pode fazer um saquinho personalizado.

Eu, de há muitos anos a esta parte que levo sempre o meu almoço de casa, não escolho comidas especifícas para isso, porque tenho a possibilidade de poder aquecer o almoço, mas para este desafio entendi fazer algo que não precissasse de aquecer.

A ideia veio do livro "Cook yourself Thin" e foi-me dada pela minha amiga Elsa.  

Li a receita de viés, e confundi açafrão com gengibre (como se isso fosse possível), usei o novo tempero  Segredos da Margão alho e ervas aromáticas e da receita original sobrou apenas a essência.

Provado, aprovado, saudável e pouco calórico, querem melhor que isto?

Peitos de Frango Panados no Forno

Ingredientes:

  • 2 peitos de frango
  • 1 iogurte natural sem açúcar
  • 1 colher de chá de Segredos da Margão alho e ervas aromáticas
  • 1 pedaço de gengibre com cerca de 1 cm (opcional)
  • 1 chávena e meia de cornflakes
  • sal q.b.
  • rodelas de limão para servir

Preparação:

Cortar os peitos de frango em tiras ou em bifinhos conforme preferir.

Descascar o gengibre e cortá-lo em tiras finas.

Temperar o frango com sal e o iogurte natural onde previamente misturou a mistura de ervas aromáticas e deixar marinar por meia hora.

Colocar os cornflakes sobre uma folha de papel vegetal e passar o rolo da massa por cima 3 ou 4 vezes, a ideia é picá-los grosseiramente, não os desfazer completamente.

Ligar o forno a 200º.

Retirar o frango da marinada, escorrer ligeiramente e passá-lo pelos cornflkes para o panar.

Colocar num tabuleiro sobre uma folha de papel vegetal durante cerca de 20 minutos ou um pouco mais conforme o forno.

Servir quente ou frio com uma boa salada ou com um arroz de cenoura.

Este post teve o patrocínio da Margão

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:42

Dia Mundial das Massas

por Moira, em 25.10.13

Fonte privilegiada de hidratos de carbono, a massa é essencial na alimentação de pessoas de todas as idades e fundamental na alimentação de desportistas, porque necessitam de doses extra de energia e de crianças porque fornece vitaminas e minerais essenciais para um desenvolvimento saudável.

Pelo seu sabor e versatilidade de confecção, são largamente apreciadas no mundo inteiro, mas têm um lugar de destaque na dieta mediterrânica.

Hoje comemora-se o Dia Mundial das Massas e a Milaneza lançou o desafio de criar um prato com o novo macarronete com azeitona. 

O aroma a azeitona que se sente ao abrir a embalagem fica a pairar no ar adivinhando-se uma enorme riqueza de sabor e tendo-me deixado a cabeça a fervilhar com ideias.

Pensei em experimentar uma meia dúzia de pratos diferentes, mas como nem sempre conseguimos fazer o que queremos, o meu tempo escoou-se à velocidade da luz, entre afazeres domésticos, familiares e outros compromissos inadiáveis pelo que só ontem consegui elaborar uma prato que não sendo nenhum dos que eu tinha planeado acabou por ser o fruto de um dia triste, cinzento e muito chuvoso, daqueles que pedem comfort food, um sofá e uma música suave a acompanhar o livro que estava quase a terminar.

Sem luz natural decente para fotografar, a foto do prato não faz juz ao paladar destas massas de sabor mediterrânico e requintado.

Bacalhau com Grão e Macarronete com Azeitona

Ingredientes:

  • 1 chávena de  macarronete com azeitona da Milaneza 
  • 2 colheres de sopa de azeite + 2 para o refogado
  • sal e pimenta q.b.
  • 1 chávena de grão de bico cozido
  • 1 posta de bacalhau seco demolhado
  • 1 raminho de salsa
  • 2 tomates
  • 1 cebola pequena picada
  • 1 dente de alho

Preparação:

Leve a água ao lume com o sal e 2 colheres de sopa de azeite, quando ferver deitar a massa, mexer e deixar cozinhar por 9 a 10 minutos. Escorrer, passar por água fria e reservar.

Colocar outro tacho ao lume, quando a água ferver colocar o bacalhau e deixar cozer por 10 minutos. Escorrer, retirar pele e espinhar e fazer em lascas.

Entretanto fazer um refogado com duas colheres de sopa de azeite, a cebola e o alho bem picadinhos, juntar o tomate picado sem pele e sem sementes, temperar com sal e pimenta, adicionar meio copo com água e deixar cozinhar em lume brando por cerca de 15 a 20 minutos, juntar o macarronete com azeitonas, o grão cozido e o bacalhau, envolver com uma colher e deixar fervilhar durante 2 ou 3 minutos para absorver os sabores. Servir de imediato.

Nota: Este post teve o patrocínio de Massas Milaneza

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:46

Queques 100% deliciosos

por Moira, em 20.10.13

O Lidl é um supermercado de origem alemã que de há 18 anos a esta data foi conquistando o coração dos portugueses. Desde sempre primou pela qualidade dos seus produtos e pelos preços praticados, tendo neste momento a decorrer a campanha frescura, onde dá a conhecer através dos media o seu compromisso com a qualidade, através de produtos frescos oriundos de produtores nacionais das mais diversas regiões do nosso país, nomeadamente ao nível da fruta e dos lacticínios, entre outros. 

Foi na sequência desta campanha que me fez chegar uma cesta com alguns dos seus melhores produtos de origem nacional, que me proporcionou pequenos almoços 100% saborosos. Os seus croissants são 100% irresistíveis e apesar de não ser novidade para mim, as suas framboesas são as mais frescas e saborosas do país.

Para agradecer tão simpática oferta preparei estes queques de citrinos, receita da Dorie, que me foi dada a conhecer pelo simpático grupo "Dorie às Sextas".

Queques de Laranja e Limão

Ingredientes:

  • 1/2 chávena de açúcar
  • raspas de 1 laranja
  • 2 chávenas de farinha de trigo
  • 1 colher de chá de fermento em pó
  • 1/4 de colher de chá de bicarbonato de sódio
  • uma pitada de sal
  • 1 chávena de sumo de laranja
  • 2 colheres de sopa de sumo de limão
  • 8 colheres de sopa de manteiga Milbona, derretida e quase fria
  • 2 ovos grandes
  • 3/4 de chávena de passas
  • sementes de papoila q.b. (opcional)
Preparação:
Pré-aquecer o forno a 180°.
Barrar 12 formas de queques ou forrar com forminhas de papel.
Numa tigela, misturar o açúcar com as raspas de laranja.
Misturar a farinha, o fermento, o bicarbonato e o sal.
Misturar os sumos de laranja e limão, a manteiga derretida e os ovos.
Despejar os ingredientes líquidos sobre os ingredientes secos e, com o batedor ou uma espátula de borracha, mexer para misturar, mas de forma rápida, tendo o cuidado de não mexer demais, (parar de mexer logo que tenha uma massa homogénea. 
Adicionar as passas de uva e verter a massa uniformemente pelas formas, se quiser pode polvilhar com sementes de papoila.
Levar ao forno por aproximadamente 15 a 20 minutos, conforme os fornos ou até que os topos fiquem douradas e inserindo um palito no centro dos bolinhos o mesmo saia limpo.
Deixar arrefecer por 5 a 10 minutos antes de retirar cada bolinho da forma, pois como são muito fofos, podem partir-se.
Nota: Este post teve o patrocínio de Lidl Portugal.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:02

Arrufadas de Coimbra para o World Bread Day 2013

por Moira, em 16.10.13

Desde que conheci o Blog da Zorra em 2008 que me tornei habitué deste evento, que já vai na sua 8ª Edição, e desde essa época que tento, sempre que possível, fazer um pão tradicional português. Uma forma singela de homenagear o meu país dando a conhecer os nossos pães tradicionais num evento que tem vindo a crescer ano após ano e que hoje em dia junta bloguers do mundo inteiro, numa verdadeira festa do pão.

Este ano escolhi um pão doce tradicional de Coimbra, terra natal do meu pai. A receita foi retirada do mais emblemático livro de receitas português, Cozinha Tradicional Portuguesa de Maria de Lourdes Modesto.

Arrufadas de Coimbra

Ingredientes:

  • 1 kg de farinha de trigo T65
  • 1 dl de leite
  • 11 g de fermento de padeiro granulado 
  • 250 g de açúcar
  • 1 colher de chá de canela
  • 5 ovos (a minha levou 6 médios)
  • 125 g de manteiga derretida (usar morna)

Preparação:

Colocar a farinha num alguidar, fazer um buraco no meio e colocar lá o fermento e o leite mexer para misturar um pouco de farinha e deixar levedar até parecer uma esponja. Juntar os ovos, o açúcar, a canela e amassar até formar uma bola, se necessário adicionar um pouco mais de leite, mas muito pouco. Por fim adicionar a manteiga derretida e amassar bem para incorporar na massa. Tapar com um pano e deixar levedar, em local ameno duas a três horas, se usar apenas uma colher de fermento pode deixar levedar durante a noite.

Formar bolas com cerca de 100 g de massa cada uma e colocar num tabuleiro forrado com papel vegetal untado e enfarinhado, fazer rolinhos de massa e colocar por cima de cada arrufada como se fosse uma coroa. Voltar a tapar com um pano e deixar levedar de novo até dobrarem de volume. Antes de irem ao forno pincelam-se com gema de ovo diluida num pouco de leite.

Vai ao forno quente a 200º C durante cerca de 15 a 20 minutos conforme o forno. 

 --- --- --- --- --- --- --- --- --- --- --- --- --- --- --- --- --- --- --- --- --- 

English Version

Since I met Zorra's Blog in 2008, I became an habitué of WBD, which is in its 8th Edition, and I try since then, whenever possible, bring a traditional Portuguese bread. A simple way to honor my country in an event that has been growing year after year and that brings together bloggers from all over the world.
This year I chose a traditional sweet bread of Coimbra, Portugal, homeland of my father, and took the recipe from the most emblematic Portuguese cookbook: "Traditional Portuguese Cuisine" of Maria de Lourdes Modesto.

Arrufadas de Coimbra

Ingredients:

  • 1 Kg all porpose flour
  • 1 dl milk
  • 11 g dried yest
  • 250 g sugar
  • 1 tsp cinnamon
  • 5 eggs (mine took 6 medium eggs)
  • 125 g butter

Preparation:

Put the flour in a bowl, make a hole in the middle and put there the yeast and milk, mix with a little of flour and let rise up until it looks like a sponge. Add the eggs, sugar, cinnamon and knead until it forms a ball, if necessary add a little more milk, but very little. Finally add the melted butter and knead well to incorporate into the batter. Cover with a cloth and let rise in warm place for two or three hours. If you use a little less yeast let it rise during all night.
Form balls of dough with about 100 g each and place them on a tray lined with greased parchment paper and floury, do mass rolls and put on top of each arrufada as if it were a crown. Recap with a cloth and let rise again until double in volume. Before going to the oven brush with egg yolk diluted in a little milk.
Go to oven eated to 200º C for about 15 to 20 minutes, depending on the oven.

 

World Bread Day 2013 - 8th edition! Bake loaf of bread on October 16 and blog about it!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:13

Dê alma e sabor aos seus pratos com a nova gama Segredos da Margão

por Moira, em 11.10.13

A inspiração para este prato chegou-me de lembranças muito antigas.

Quando eu era miúda havia um canteiro em casa da minha avó onde estavam sempre plantadas várias ervas aromáticas, entre as quais, segurelha. Eu achava-lhe graça, mais por causa do nome do que propriamente pelo sabor e se a minha avó me mandava apanhar um raminho de salsa, eu perguntava-lhe de imediato se também podia trazer segurelha. A resposta dela era invariavelmente a mesma: Já te disse que segurelha é só para o coelho e para o feijão verde.

Foi assim que esta frase se transformou numa espécie de regra para a vida e que eu nunca quis quebrar, por isso quando vi que a mistura de ervas para grelhados da gama Segredos da Margão continha segurelha, eu não tive dúvidas de que teria que a utilizar  num prato de coelho, mas em vez de o grelhar optei por o assar no forno.

Coelho Assado no Forno

Ingredientes:

1 coelho partido aos pedaços

1 colher de sopa de azeite para a marinada + 3 para cozinhar

2 ou 3 dentes de alho

1 cerveja pequena 20 cl

1 colher de chá de Segredos Grelhados da Margão

1 folha de louro

sal e pimenta acabada de moer

Preparação:

Temperar o coelho com todos os ingredientes acima mencionados e deixá-lo marinar durante 2 a 3 horas.

Ligar o forno nos 200º.

Colocar o restante azeite num tacho e alourar o coelho bem escorrido da marinada.

Quando estiver dourado, deitar o coelho num tabuleiro ou pirex, regar com a marinada e levar ao forno quente até estar assado.

Entre 30 a 40 minutos consoante o tipo de forno.

Acompanhe com batatinha assada e bróculos salteados.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:49


WOOK - www.wook.pt

Pág. 1/2



Fotos no Flickr




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Tradutor



Também estamos aqui

Facebook

Tertúlia de Sabores da Moira

Divulga também a tua página


Instagram

Instagram


Pinterest

Pinterest


Networked Blogs


Eventos na Blogosfera

World Bread Day

World Bread Day 2016 (October 16) World Bread Day 2015 (October 16)


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D