Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Hoje o jantar veio da Grécia

por Moira, em 29.09.09

Na sequência de um comentário no meu post do Doce de Ameixa feito por uma leitora da Grécia, fiquei a saber que os gregos usam uma planta de nome arbaroriza (Rose Geranium Pelargonium) para aromatizar doces de fruta e um prato de carne de porco com marmelos.

A D. do Blog Lemon enviou-me por e-mail várias receitas de Carne de Porco com Marmelos e Arbaroriza que já fiz por duas vezes, a primeira não saiu muito bem pois os marmelos cozeram depressa de mais tendo ficado em puré, mas desta vez o prato ficou mais apresentável.

Quanto à planta usada, depois de uma breve pesquisa na net cheguei ao seguinte resultado:

Arbaroriza - Albaroza, em Francês pélargonium ou geranium odorant; em Inglês nutmeg geranium, é um tempero pertencente à família dos gerânios. Um excelente aromatizante para doces de frutas principalmente para marmelos. Também é utilizado para cozinhar especialmente os que têm aroma de limão.

Acontece, no entanto, que eu sou um pouco medrosa quanto ao uso de plantas que desconheço por isso tirei umas fotos do gerânio da minha varanda e recorri à querida Neide Rigo do Blog Come-se para me ajudar a identificar a planta, que prontamente me respondeu identificando a plantinha como sendo Gerânio de Cheiro e remetendo para um post muito completo sobre gerânios perfumados com receitas e tudo, não deixem de ler, aliás no Blog da Neide aprende-se muito sobre plantas que nunca imaginei serem comestíveis.

 

Ao mesmo tempo coloquei fotos do dito gerânio na minha conta do Flickr pedindo ajuda para identificar a planta, e foi assim que também que a V., natural da Grécia identificou a plantinha, aconselhando apenas que a usasse em pouca quantidade uma vez que a das flores rosa tem um sabor mais intenso que a das flores brancas. 

Do Brasil também me chegou a informação, através da Verachitta, que esta planta também pode dar pelo nome de malva rosa e que é usada para fins terapeuticos.

 

Assim e com tantos nomes que a dita Arbaroriza tem, eu resolvi chamar-lhe apenas, e tal como a Neide, Gerânio de Cheiro.

As suas folhas têm um aroma muito agradável, que faz lembrar uma mistura de flores com noz moscada, que permanece nas mãos quando tocamos da planta.

De todos os benefícios e usos que esta planta parece ter, eu acrescento um da minha experiência pessoal, pode não ser científico, mas desde que tenho esta planta na minha varanda deixei de ter insectos (moscas e mosquitos) dentro de casa, será que a plantinha teve algo a ver com o assunto? Eu acredito que sim.

Carne de Porco com Marmelos e Gerânio de Cheiro

Ingredientes:

  • 500 g da carne de porco cortada às tiras
  • 2 marmelos
  • 2 cebolas
  • 1 copo de vinho tinto doce (a primeira vez usei vinho do Porto, desta vez usei Pedro Ximénez)
  • noz moscada ralada q.b.
  • 3 folhas pequenas de gerânio de cheiro
  • 2 colheres de sopa cheias de azeite
  • sal e pimenta q.b.
  • sumo de limão q.b.

Preparação:

Levar uma frigideira ao lume com o azeite, e alourar a carne, retirá-la para um prato e refogar a cebola cortada em gomos, adicionar o vinho e mexer com uma colher e voltar a pôr a carne no tacho.

Tempere com o sal, a pimenta e a noz moscada, junte as folhas de gerânio e deixar cozinhar em lume médio. Se necessário adicionar um pouco de água (eu adicionei um copo com água).

Entretanto descasque os marmelos, lave-os e corte em gomos, aloure-os num fio de azeite. Quando a carne estiver quase pronta, adicione  os marmelos, deixe cozinhar mais 5 minutos a 10 minutos em lume brando para o marmelo absorver os sabores do molho.

Retire as folhas de gerânio, regue com sumo de limão e sirva com arroz branco.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:54

A Festa das Ameixas

por Moira, em 28.09.09

Esta é a adaptação de uma receita da Nigella Lawson, que a Fer encontrou no Lobstersquad e que eu ao vê-la no Chucrute com Salsicha, não tive dúvidas que tinha que a fazer.

Pensei em usar Vinho do Porto ou Moscatel, mas fiquei tão curiosa em relação ao vinho licoroso Pedro Ximénez que esperei pacientemente uma ida a Espanha para o comprar e não me arrependo. Pedro Ximénez Dos Pasas é um vinho doce diferente de tudo o que provei até hoje, feito a partir de passas de uva tem um sabor único, óptimo para acompanhar sobremesas, em suma, uma verdadeira delícia.

Quanto à receita é muito simples e o resultado final surpreendente, pois pode comer-se simples, com iogurte natural ou com quark e acho que acompanhará na perfeição uma simples panna cotta, ou um manjar de coco.

Era para ser para o dia da cor mas não resisto a publicá-la já.

Ameixas Pretas com Chá e Pedro Ximénez

Ingredientes:

  • 250 g de ameixas secas
  • 500 ml de chá (usei earl grey, mas pode ser outro tipo de chá preto)
  • casca de laranja às tirinhas
  • 1 pau de canela
  • 4 cravinhos
  • 1 estrela de anis (não coloquei porque não tinha)
  • 80 g de açúcar mascavado
  • 100 ml de vinho Pedro Ximénez

Preparação:

Colocar tudo num tacho excepto as ameixas e deixar levantar fervura, adicionar as ameixas e deixar cozer durante 20 minutos. Guardar em frascos e consumir como acompanhamento de doces ou iogurte.

Nota: No final da cozedura, retirei as ameixas e deixei ferver mais um pouco para obter um xarope mais espesso.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:35

Parabéns Mana

por Moira, em 26.09.09

Hoje a minha mana faz anos, ela não queria, mas eu disse-lhe que querendo ou não o melhor era continuar a fazer um ano de cada vez e sentir-se feliz com isso.

Ainda "ontem", que é como quem diz, quando era pequena nos deixava assim com os cabelos em pé devido às suas traquinices com alguma teimosia à mistura e já está a atravessar a crise dos quarenta...

A mana estava linda, de sapatinhos e vestido novo, tal como fazíamos antigamente, dia de aniversário era dia de roupa nova, que as finanças lá de casa nem sempre eram das melhores.

E como aniversário sem bolo, não é aniversário, fiz-lhe um bolo de chocolate, que até se parece com um bolo de aniversário, mas sem velas, nem parabéns, que a mana não quer nada dessas coisas e eu respeito.

Bolo de Chocolate

Para o Bolo

Ingredrientes:

  • 200 g de chocolate negro em tablete
  • 200 g de manteiga
  • 200 g de farinha
  • 200 g de açúcar
  • 6 ovos
  • 1 colher de chá de fermento

Preparação:

Derreter o chocolate com a manteiga em banho maria, ou cerca de 1 minuto no micro ondas.

Bater as gemas com o açúcar até duplicar de volume.

Bater as claras em castelo.

Adicionar o chocolate às gemas, e juntar alternadamente a farinha e o fermento com as claras batidas em castelo.

Vai ao forno aquecido a 180º em forma untada durante cerca de 30 a 40 minutos.

Deixar arrefecer antes de pôr a cobertura.

 

Para a cobertura

Ingredientes:

  • 100 ml de natas
  • 200 g de chocolate branco

Preparação:

Ferva as natas e retire do lume. Adicione o chocolate cortado em pedacinhos pequenos e mexa com uma vara de arames até estar completamente dissolvido.

Deixe arrefecer um pouco e coloque sobre o bolo, adicionando decoração a gosto. 

 

Nota: O bolo da foto é só metade da receita. Fiz a receita toda mas dividi por fuas formas, cozi e congelei uma das partes para usar noutro dia, pois hoje eramos só cinco à mesa e não necessitavamos de um bolo tão grande.

A receita do bolo vinha na tablete de chocolate que usei.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:38

World Bread Day 2009 - Yes we bake.

por Moira, em 24.09.09

Este é o convite para participarem na 4ª Edição do World Bread Day 2009 - Yes We Bake.

Abaixo segue a tradução do convite feito pela Zorra, que é extensivo a todo o planeta terra.

Quem quiser participar neste evento pode fazê-lo sem que para isso seja necessário traduzir a receita. Não se esqueçam de ler atentamente as regras e força: Vamos cozer pão.


 

É com muito prazer que vos anúncio a 4ª Edição do World Bread Day, que terá lugar outra vez a 16 de Outubro, tal como nos anos anteriores:

Vamos a cozer pão e falar de pão outra vez  neste dia !
Todos estão convidados a participar.
 

O tema é completamente livre, basta fazer um pão, com ou sem levedura, usando isco (sourdough), experimentando diversa farinhas, adicionando sementes, etc.

É convosco! Como preferirem ou gostarem mais.

 

Nunca fizeram pão antes? Está na altura de tentar! É fácil, e depois de sentir o odor do pão acabado de cozer na vossa cozinha, nunca mais vão conseguir parar. Não sabem que tipo de pão hão-de fazer? Não é necessário reinventar o "papo-seco" de novo. Podem encontrar inspiração nos WBD roundup'06, WBD roundup'07, WBD roundup'08 ou no arquivo do BBD. Mas não se esqueçam de mencionar em que blog se inspiraram.

 

Se não têm tempo para cozer pão, podem comprá-lo numa padaria e escrever um texto sobre esse pão ou essa padaria.

 

Fico à espera de  ver de novo uma cesta cheia de pães vindos de todo o mundo.

Yes we bake.

***

Como participar:

Leia com atenção as instruções que vêm a seguir. O envio de e-mail e o link para este post são obrigatórios, se um deles estiver em falta é possível que não apareçam na ronda final. Obrigado pela vossa compreensão.

  • Façam ou comprem um pão, tirem-lhe uma foto (se possível) e publiquem um artigo no dia 16 de Outubro. Apenas uma entrada por blog.
  • A vossa entrada tem que ser um novo post especificamente escrito para este evento e esse post não pode participar em outros eventos culinários.
  • Preencham este formulário e o vosso post será incluído na ronda.
  • Por favor façam uma hiperligação para este anúncio no vosso post e posteriormente para a ronda.
  • O último dia para participar será sábado, dia 17 de Outubro.

 

 

Tentarei publicar a ronda (incluindo as vossas imagens) no final da semana seguinte ao evento (24/25 Outubro).

 

 

Se tiverem alguma dúvida ou sugestão não hesitem em contactar-me kocktopf(at)gmail.com.

 

 

***

Estejam à vontade para promover este evento, colando este logotipo no vosso blog.
 Incluam este código no vosso blog:

<a href="http://kochtopf.twoday.net/stories/announcing-world-bread-day-2009-yes-we-bake/" title="world bread day 2009 - yes we bake. (last day of sumbission october 17)"><img src="http://farm3.static.flickr.com/2427/3925329115_cff2df43c9_o.jpg" width="130" height="200" alt="world bread day 2009 - yes we bake.(last day of sumbission october 17)" /></a>

 

 

 

 

 

 

 

 


 Nota: Não sou nenhuma expert em inglês e muito menos em traduções, por isso se detectarem algum erro grave de tradução, peço que me corrijam.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:32

De Viagem para o Leste

por Moira, em 22.09.09

Não, não vou viajar no verdadeiro sentido da palavra, mas depois da Alemanha, apeteceu-me continuar a viagem gastronómica para leste e fui até à Ucrânia, terra natal deste delicioso prato já de sabores outonais, apesar do calor que ainda se faz sentir.

A primeira vez que ouvi falar de Golubtzi, foi há alguns anos atrás quando fiz uma recolha de receitas para um jantar de sabores do leste, na altura pedi ajuda à M., empregada ucraniana do café perto da minha casa, que me aconselhou uma série de receitas típicas da Ucrânia e que eu já experimentei vezes sem conta e que me continuam a surpreender cada vez que as faço.

Golubtzi, é um prato verdadeiramente agradável e facilmente adaptável a todos os gostos, para os vegetarianos basta substituir a carne por soja granulada e fica exactamente com a mesma textura e com um sabor delicioso. Não sei se esta é a forma tradicional de o fazer, mas esta é a minha versão que entretanto vai sendo reinventada cada vez que a faço, tendo já experimentado com borrego e hortelã que lhe dá uma sabor muito agradável também.

Golubtzi - para 2 pessoas

Ingredientes:

  • 200 g de carne moída (100 g porco/100 g vaca, ou substitua por soja granulada)
  • 1 chávena pequena de arroz
  • 1 cebola
  • 2 ou 3 cenouras
  • 2 tomates maduros
  • 2 colheres de sopa de calda de tomate
  • 8 folhas de repolho
  • sal e pimenta q.b.
  • 1 fio de azeite

Preparação:

Leve um tacho ao lume com água  e um pouco de sal quando levantar fervura adicione o arroz, mexa, deixe levantar fervura de novo, apague o lume e reserve.

Noutro escalde as folhas de couve em água a ferver temperada com sal e reserve.

Numa taça coloque a carne, tempere com sal e pimenta, adicione as cenouras raladas, metade da cebola muito bem picada, o arroz escorrido, umas três ou quatro colheres da água de escaldar a couve e misture tudo muito bem.

Faça um refogado com a outra metade da cebola picada e o azeite, adicione o tomate picado e a calda, e deixe cozinhar em lume brando.

Entretanto divida a mistura da carne em 4 partes iguais e coloque cada uma delas sobre uma folha de couve, embrulhe de forma a fazer um rolinho tendo o cuidado de virar as partes laterais da folha de couve para dentro de forma a não sair o recheio. Coloque cada um dos embrulhos de couve sobre outra folha de couve e proceda de igual forma.

Coloque os embrulhos de couve dentro do tacho com o molho de tomate, com o remate virado para baixo, acrescente um pouco da água de escaldar a couve e deixe cozinhar até a couve estar cozida.

Sirva quente.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:41


WOOK - www.wook.pt

Pág. 1/3



Fotos no Flickr




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Tradutor



Também estamos aqui

Facebook

Tertúlia de Sabores da Moira

Divulga também a tua página


Instagram

Instagram


Pinterest

Pinterest


Networked Blogs


Eventos na Blogosfera

World Bread Day

World Bread Day 2016 (October 16) World Bread Day 2015 (October 16)


Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2009
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2008
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2007
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D