Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Reciclar é preciso!

por Moira, em 02.05.08

A reciclagem de embalagens de plástico, vidro e papel é uma coisa que fazemos sem grandes preocupações, há já bastante tempo cá em casa. O único problema é que se tornava inestético tem um caixote gigantesco para separar os lixos numa cozinha minúscula como é a minha. Entratanto na arrecadação encontrei esta caixa de madeira, a que achei muita graça, limpei-a, envernizei-a e é agora a minha caixa de reciclagem.

Aqui ficam as fotos:

 

 

Do tempo em que as garragas de whisky chegavam a Portugal, embaladas em caixas de madeira.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:13

Colheres de Pau (parte da minha colecção)

por Moira, em 01.05.08

Não tenho feito comidinhas que mereçam a atenção deste Blog, por isso e porque hoje passei um dia no sossego da minha casa, resolvi fotografar a minha colecção de colheres de pau para a partilhar convosco.

 

Colher de Pau da Ucrania

 

Esta é uma colher de pau pintada vinda da Ucrania.

 

Da esquerda para a direita, a primeira é Irlandesa e as duas mais pequenas são Africanas

 

Estas são colheres de pau de decoração, a maior das três, veio da Irlanda, e é usualmente apelidada de colher de pau do amor, manda a tradição que os rapazes talhem as suas colheres de pau para oferecer e demonstrar o amor que sentem pela namorada, assim, quanto maior o trabalhado maior o amor. Esta é apenas uma miniatura. As outras são colheres de pau Africanas e nada sei da sua história, a mais pequena tem aplicações em osso.

 

A da Esquerda é da Malásia e a da Direirta é da Guiné

 

Estas são colheres que eu chamo de Exóticas, a mais escura é feita de casca de coco e foi-me trazida da Malásia, a outra também oferta de uma amiga veio da Guiné.

 

Colheres de Pau da Europa

 

Estas foram compradas por mim, ao longo dos anos, por essa Europa fora, a dos trevos veio também da Irlanda.

 

Colheres de Pau Portuguesas

 

Finalmente, as portuguesas, a primeira pintada, é muito antiga, era pertença da minha avó e veio do Minho, a segunda foi comprada a um velhinho de Sendim, é talhada em madeira de Figueira, a última, também muito antiga foi-me oferecida por uma amiga e é Alentejana.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:15


WOOK - www.wook.pt

Pág. 3/3



Fotos no Flickr




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Tradutor



Também estamos aqui

Facebook

Tertúlia de Sabores da Moira

Divulga também a tua página


Instagram

Instagram


Pinterest

Pinterest


Networked Blogs


Eventos na Blogosfera

World Bread Day

World Bread Day 2016 (October 16) World Bread Day 2015 (October 16)


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D