Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



História de um Goulash

por Moira, em 08.08.11

O meu amigo Fernando esteve recentemente na Áustria em trabalho de onde trouxe 3 vinhos tintos austríacos.

Era preciso fazer uma comida para acompanhar com o vinho, mas a única referência que tínhamos era que o vinho era muito seco e necessitaria de uma comida forte.

Fiz uma breve pesquisa sobre a comida austríaca e o mais típico que encontrei foi "winnerschnitzel", que é basicamente um bife de porco panado e que não era exactamente o que estávamos à procura, por isso, e tendo em conta que a Áustria em tempos fez parte do império Austro-Húngaro e dele herdou muito a nível da gastronomia, optei por um prato de influência húngara e o nosso jantar foi um goulash que traduzindo para português é exactamente um guisado de carne.

Esta é, pois, a história de uma comida que foi pensada para acompanhar um vinho e embora isso possa parecer contraditório, pois a maioria das pessoas faz exactamente o contrário, a verdade é que faz todo o sentido, pois a escolha do par errado pode arruinar uma refeição.

Os vinhos que provamos foram: um Pöltl tinto de 2005 de produção particular se a memória não me falha e um Umathum tinto, de 2009 e apesar dos vinhos austriacos não terem fama a nível internacionalmente eu gostei muito de ambos.

Goulash (para 5 a 6 pessoas)

Ingredientes:

  • 1 kg de carne de vaca
  • 500 g de cebolas pequenas cortadas em gomos
  • 2 garrafas de cerveja preta (usei superbock stout)
  • 1 nabo grande cortado aos cubos pequenos
  • 2 cenouras grandes cortadas às rodelas
  • 1 embalagem de cogumelos frescos cortados em quatro (+/- 300 g)
  • 1 colher de sopa de colorau
  • 1 colher de chá de mostarda
  • sal e pimenta q.b.
  • 6 colheres de sopa de azeite
  • 1 ramo de salsa picada (+/- 2 colheres de sopa)

Preparação:

Alourar a cebola em duas colheres de sopa de azeite e reservar.

Alourar a carne em quatro colheres de sopa de azeite, juntar a cebola, as cenouras, o nabo e a cerveja.

Temperar com sal e pimenta, adicionar o colorau, a mostarda e deixar cozinhar por cerca de hora e meia em lume brando.

Entretanto alourar os cogumelos em 2 colheres de sopa de azeite.

Quando a carne estiver tenra, juntar os cogumelos e a salsa picada.

Rectificar os temperos se necessário e deixar ferver em lume forte para apurar o molho.

Servir quente com arroz branco, batata cozida ou puré de batata.

 

Nota: Quando a carne estiver pronta, quer a cebola, quer o nabo estarão desfeitos o que fará um molho grosso, sem necessidade de adicionar farinha ou amido de milho para engrossar.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:58


WOOK - www.wook.pt


27 comentários

De Sofia M. a 12.01.2015 às 13:14

Experimentei e adorei!
Segui passo a passo a sua receita que é fácil de executar e o resultado foi maravilhoso e ficou aprovado por toda a família.
Gostei especialmente do uso do nabo e da cenoura para engrossar o molho que resultou na perfeição, tal como descrito.
Acompanhámos com um Douro 2012 - "Duas Quintas".
Será um prato a repetir, com toda a certeza!

Sofia M.

De Helena Prevost a 19.08.2011 às 23:53

E também têm um "Blauer Portuguieser" (não estará muito bem escrito) que é um tinto de casta portuguesa. Achei muita piada e até trouxe um para o meu pai

De Moira a 29.08.2011 às 19:08

Helena,
Esse ainda não provei, mas pelo que li também deve ser muito bom.

De BValério a 11.08.2011 às 18:49

Nunca comi, mas parece-me muito bom :)

De Moira a 12.08.2011 às 12:06

Quando voltar a arrefecer, experimenta, vais ver que vais gostar.

De Ameixinha a 11.08.2011 às 16:13

Vinho austríaco, comida húngara e poesia portuguesa. Foi uma refeição ganha em todos os sentidos ;)

De Moira a 11.08.2011 às 17:12

Foi uma refeição divertida, como são todas as que fazemos com os amigos ;)

De Sandra G a 09.08.2011 às 13:04

Um guisado cheio de história e acompanhado com um vinho deve ter sido uma refeição óptima!

Bjs

De Moira a 11.08.2011 às 17:11

E foi mesmo, estava tão bom :)

De conceicao a 09.08.2011 às 08:23

Que delicia! Podia ser o meu almoço :)
Bjs

De Moira a 11.08.2011 às 17:11

Até podia :) mas tem de ser em dias menos quentes e aqui por Lisboa está tanto calor que só apetece coisas geladas.
Bjs

De stiletto a 09.08.2011 às 04:18

Excelente aspecto, deu-me umas saudades do goulash que comi numa esplanada de Budapeste. O ingrediente essencial do goulash é a paprika que é parecida com o nosso colorau mas com um sabor mais intenso. Trouxe 2 pacotes, supostamente, 1 mais forte e outro mais fraco mas a mim parecem-me iguais, picantes os 2. Queres que te empreste um pouquinho para a próxima?!

De Moira a 11.08.2011 às 17:10

Olá Stiletto,
Eu tenho a mania de lhe chamar colorau, mas na realidade usei pimentão que é o mesmo que paprika, há uns mais picantes que outros, mas a maioria deles não pica nada, e ainda bem para mim que não sou apreciadora de picantes.
Dá uma olhada aqui: http://pt.wikipedia.org/wiki/P%C3%A1prica
De qualquer das formas, obrigada pela oferta/empréstimo ;)

De sofia a 08.08.2011 às 21:24

eu adoro goulash! e ja estou a imaginar fazer a tua receita no forno em tacho de barro! mmmm....
beijinhos
sofia

De Moira a 08.08.2011 às 21:37

Sofia,
Só me falta o tacho de barro, porque essa parece-me uma excelente ideia. Já divago entre aromas de um goulash feito no forno ;)
Beijinhos

De babette a 08.08.2011 às 19:33

Para além dos bons goulashs que já comi na Áustria e na Hungria, recordo com saudade (e fome!...) os goulashs simplesmente divinais que comi na República Checa!... Mas agora vejo que podia não ir tão longe para matar saudades do fantástico e cheio de sabor guisado de carne...
Babette

De Moira a 08.08.2011 às 21:39

Nunca estive na Hungria, nem na República Checa, mas imagino não só a beleza como as iguarias de ambos os países.
Este foi baseado em várias receitas mas seguindo a linha de orientação de uma receita checa e ficou divino.

De Cristina Torrão a 08.08.2011 às 19:01

Olá Manuela, tanto na Áustria, como na Alemanha, há vinhos muito bons, coisa que, em Portugal, é praticamente desconhecido. Foi, por isso, uma boa ideia fazer uma receita para lhes fazer jus. Acho que também tenho de fazer um post sobre esses vinhos.

Uma outra boa ideia é engrossar um molho de goulash com nabo e cebola.

Beijinhos

De Moira a 08.08.2011 às 21:42

Da Alemanha o meu conhecimento de vinhos limita-se a um branco excelente de Franken, e da Austria só conhecia o Eiswein, um branco licoroso que faz uma parceria perfeita com bolo de chocolate.
É uma boa ideia essa do post sobre vinhos, vou estar atenta.
Quanto à cebola, desde há muito que a utilizo para engrosar molhos, já que não gosto de o fazer com farinhas por ser muito calórico.
Beijocas

Comentar post


Pág. 1/2



Fotos no Flickr




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Tradutor



Também estamos aqui

Facebook

Tertúlia de Sabores da Moira

Divulga também a tua página


Instagram

Instagram


Pinterest

Pinterest


Networked Blogs


Eventos na Blogosfera

World Bread Day

World Bread Day 2016 (October 16) World Bread Day 2015 (October 16)


Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2009
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2008
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2007
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D