Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Simplesmente Pão

por Moira, em 03.02.11

Ultimamente ando muito pãozeira, mas acho que não é à toa, o tempo está frio e parece-me que não há alimento mais reconfortante que uma bela fatia de pão, ele pode ser simples, com manteiga, com doces, enchidos ou uma bela fatia de queijo e o que dizer deste alimento precioso quando acompanha uma bela sopa?

Por isso quando vi este pão fiquei com uma enorme vontade de o fazer, como aliás acontece com a maioria das receitas que a Farida faz.

A Farida vive nos Estados Unidos mas é natural do Azerbeijão. Ela diz no seu blog: "O pão é considerado sagrado, símbolo de abundância e prosperidade, ninguém deita pão para o lixo. Se alguém vê um pedaço de pão na rua, apanha-o e coloca-o de lado, num lugar onde ninguém o pise. Algumas pessoas poderão beijá-lo e tocar com ele na testa. É o sinal de respeito ao pão que nos alimenta."

Por cá o pão já foi mais respeitado do que é hoje em dia, a começar pela qualidade do seu fabrico que hoje em dia está praticamente industrializado e talvez por isso de menor qualidade. Lembro-me de antigamente se comprar um pão grande que durava vários dias, e no final continuava a manter bom sabor e textura. Hoje em dia a maioria dos pães que se compram no dia seguinte já só servem para torradas ou açorda. Lembro-me também de a minha avó não deixar que puséssemos o pão de patas para o ar, já não me lembro exactamente porquê, mas sei que ela ralhava connosco, e quando deixava cair o pão ao chão, apanhava-o, soprava, dava-lhe um beijo e era como se estivesse novo.

Perguntar-me-ão porque é que eu faço pão em casa quando hoje em dia há pão quente a qualquer hora do dia em qualquer pastelaria ou supermercado, e eu respondo, porque o pão feito em casa é muito mais saboroso, e no dia seguinte está exactamente como quando o acabei de fazer.

Depois, fazer pão é um acto de amor, e eu que de pães nada percebo rejubilo a cada nova experiência, deleito-me a cada passo, desde o misturar dos ingredientes, à fermentação, passando pelo milagre que é ver o pão a crescer no forno e o espalhar dos aromas de pão quente pela casa.

Mas voltemos ao pão da Farida, é um pão simples igual a tantos outros, mas que no final é estendido e pincelado com gema de ovo e sementes de papoila e é isso que o torna especial.

Que me desculpem os que por aqui passam à procura de doçuras ou petisquinhos, mas hoje temos de novo o pão.

Para quem continua a fazer pão à mão, vejam o passo a passo da Farida.

TENDIR CHOREYI - Pão Achatado da Farida

Ingredientes:

  • 7 g de fermento seco de padeiro
  • 350 ml de água morna (no original 375 ml)
  • 1 colher de café de sal fino
  • 500 g de farinha (na original 400 g)
  • 1 gema de ovo para pincelar
  • 1 colher de sobremesa de sementes de papoila para polvilhar

Preparação:
Bimby / Thermomix

Colocar a água e o fermento no copo com uma colher de sopa de farinha e programar 2 minutos, 37º, velocidade 2.

Adicionar o sal e a farinha, programar 6 segundos, velocidade 6 e depois 2 a 3 minutos velocidade espiga.

Deixar levedar no copo até a massa chegar ao topo do copo. Retirar a massa e colocá-la sobre uma superfície levemente enfarinhada.

Estender a massa com o rolo da massa e colocar num tabuleiro de ir ao forno sobre uma folha de silicone ou papel vegetal.

Deixar repousar a massa por mais 15 minutos, fazer cortes na superfície da massa e pincelar com a gema de ovo dissolvida numa colher de sopa de água , polvilhar com as sementes de papoila e levar ao forno quente a 180º entre 20 e 25 minutos.

 

Tradicional

Dissolver o fermento na água morna, adicionar a farinha e o sal e amassar por cerca de 10 minutos até obter uma massa elástica.

Deixar levedar por hora e meia ou até ter dobrado o volume.

Estender a massa com o rolo da massa e colocar num tabuleiro de ir ao forno sobre uma folha de silicone ou papel vegetal.

Deixar repousar a massa por mais 15 minutos, fazer cortes na superfície da massa e pincelar com a gema de ovo dissolvida numa colher de sopa de água , polvilhar com as sementes de papoila e levar ao forno quente a 180º entre 20 e 25 minutos.

 

Nota: Alterei a quantidade de água e de farinha da receita original porque ainda não sei trabalhar massas com elevado teor de água.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:27


WOOK - www.wook.pt


34 comentários

De farida a 17.02.2011 às 18:34

Moira, I mentioned your blog in my AZ Cookbook facebook page. Obrigada!

http://www.facebook.com/pages/AZ-Cookbook/275724236529

De Farida a 17.02.2011 às 17:56

I do not speak Portuguese but with my little knowledge of Spanish I was able to understand what you wrote in general:) Thank you for making the bread. It looks delicious! And thank you for translating the paragraph about how important bread is in Azerbaijani culture. Saludos!

De Moira a 17.02.2011 às 18:19

Hi Farida,
Thank you for your words and for passing by.
I like to know from food around the world in general, that's why I love your blog, and I love all kinds of bread.
You have the google translator on the right column, I know that it iis not perfect, but translates the essencial :)
Regards
Moira

De Farida a 17.02.2011 às 18:28

Obrigada, Moira:) I did understand a lot so it is better if I don't use the google translator:) In this way I may learn Portuguese:) Voce tem un grande blog (excuse my mistakes)!

De moranguita a 11.02.2011 às 10:58

olha eu nao importo nada de so fazeres paozinho.
tamebm me anda a apetecer fazer:-)
esta uma delicia e quentinho nham nham
beijinhos

De Moira a 17.02.2011 às 18:13

Moranguita,
Nada como um bom pãozinho caseiro :)
Beijocas

De Graellsia a 06.02.2011 às 19:55

O pão é mágico, não é?... Delicado e misterioso...
Beijinho com saudades

De Moira a 06.02.2011 às 20:25

Tânia,
Ando a fazer as primeiras experiências com massa azeda (sourdough) vamos ver se consigo. à primeira não saiu bem, mas tenho esperança.
Já sabes as tuas notas? Esperam que tenha corrido tudo bem.
Beijocas e saudades

De Graellsia a 06.02.2011 às 21:55

As experiências que se podem fazer à volta do pão são quase que inesgotáveis, pois estamos na presença de Vida. De organismos vivos, as leveduras. A 'pari passu' e com 'aequo animo' chegarás a um resultado perfeito com a massa azeda... :) Eu também já andei com as mãos aí lançadas, mas há mais de um mês que não as tenho na massa, a não ser durante as aulas.
As notas foram muito boas. Mas, a mais especial foi a Padaria! 17! Motivando ainda mais este caminho imenso.
Beijinho de pão quente

De Gasparzinha a 04.02.2011 às 15:03

A minha avó dizia e fazia o mesmo!
Sabes que eu partilho contigo esta paixão pelo pão caseiro.
Não há igual. :)
Beijinhos

De Moira a 06.02.2011 às 20:23

Amiga,
Os meus vizinhos qualquer dia pensam que eu montei uma padaria cá em casa, quando se chega ao meu andar é um cheirinho a pão pelo menos duas vezes por semana ;)
Beijinhos

De Sandra G a 04.02.2011 às 14:25

Que pão espectacular.Uma fatia com manteiguinha, sabia mesmo bem.

Bjs

De Moira a 06.02.2011 às 20:21

Estou a fazê-lo de novo ;)
Bjs e boa semana

De Ana Maria a 04.02.2011 às 11:16

Um pão bem apetitoso, como são todo os que nos apresentas Moira.
A minha mãe tambem me ensinou que o pão na mesa tem que se por "direito", por respeito, o "pão" é trabalho, custou a ganhar por isso merece respeito.
Jinho

De Moira a 04.02.2011 às 14:01

Obrigada Ana Maria.
É interessante ver como o pão é um dos alimentos mais respeitados de toda a humanidade.

De Nélinha a 03.02.2011 às 23:16

A minha costela alentejana (avó materna e mãe) faz com que eu não consiga passar sem pão. Normalmente faço-o na mfp ou amasso na Bimby. O que me agrada, em qualquer dos casos, é o cheiro que nos invade a cozinha, É uma delicia.
Este pão parece-me bem agradável. tenho de experimentar um dia destes.
Um beijinho.

De Moira a 03.02.2011 às 23:38

Eu nunca tive MFP mas confesso que a bimby tem dado muito jeito para algumas massas. Este é um pão relativamente fácil e a que a gema de ovo com as sementes dão um ar único.

De Belocas a 03.02.2011 às 23:05

Não é que a minha avó dizia o mesmo, ..., nunca deitar pão fora, quando caía ao chão dar um beijinho e já não fazia mal, não virar o pão ao contrário (de patas para o ar), e isto porque o pão era "a face de Deus e como tal tinha que se beijar, e ao virar ao contrário se alguem roga-se uma praga ela seria atendida contra quem tinha virado o pão...".
Adorei este pãozinho vou levar a receita. Normalmente não publico muito pão porque assim que se faz desaparece rapidamente,..., não há tempo para as fotos, ..., são todos tão comilões....
Bjs

De Moira a 03.02.2011 às 23:08

Belocas,
Gostei de saber a explicação do pão virado ao contrário, confesso que já não me lembrava.
Beijocas

De Claudia Lima a 03.02.2011 às 22:59

Para o meu gosto ficou maravilhoso!
Aqui faço pão caseiro toda a semana. Hoje foi um destes dias.
Bjs :)

De Moira a 03.02.2011 às 23:01

Cláudia,
Então és como eu, uma a duas vezes por semana tem pão feito por mim.
Beijo

Comentar post


Pág. 1/2



Fotos no Flickr




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Tradutor



Também estamos aqui

Facebook

Tertúlia de Sabores da Moira

Divulga também a tua página


Instagram

Instagram


Pinterest

Pinterest


Networked Blogs


Eventos na Blogosfera

World Bread Day

World Bread Day, October 16, 2017 World Bread Day 2016 (October 16) World Bread Day 2015 (October 16)


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D