Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Em busca do equilíbrio

por Moira, em 14.09.10

Depois de três publicações seguidas com doces, está na altura de regressar aos salgados.

Eu sei que vocês gostam mais de doces, mas tem que haver equilíbrio, não se podem comer doces todos os dias, por isso a minha sugestão hoje para além de salgada é diferente pois esta é uma comida que não se vê por aí todos os dias.

Eu não sou muito de comer miudezas, mas gosto de algumas e aprecio muito língua de vitela, por isso trago-vos um prato que me faz regressar à infância, em casa da minha mãe onde habitualmente era confeccionado ao fim de semana devido ao tempo que demora a preparar e a cozinhar e era sempre servido com ervilhas e puré de batata.

Língua de Vitela Estufada com Ervilhas

Ingredientes:

  • 1 língua de vitela
  • 1 cenoura
  • 2 cebolas
  • 2 dentes de alho
  • 2 folhas de louro
  • 1 colher de café de pimenta preta em grão
  • 3 cravinhos
  • 2 chávenas de ervilhas congeladas
  • 3 colheres de sopa de calda de tomate
  • 1 colher de sopa de coentros picados
  • 1 pitada de colorau
  • 1 pitada de sal

Preparação:

Lave a língua e coloque numa panela panela de pressão com água fria, leve ao lume até levantar fervura, sem colocar a tampa.

Assim que ferver, deite fora a água e acrescente água limpa, a cenoura, uma cebola, a pimenta, o cravinho, a folha de louro, um dente de alho e uns talos de coentros ou um pouco de aipo, adicione sal q.b. feche a panela e deixe ferver durante 20 minutos por cada 500g de carne. 

Entretanto faça um refogado com a outra cebola e um dente de alho, acrescente as ervilhas, 1 pitada de colorau e três colheres de sopa de calda de tomate, tempere com sal, acrescente umas colheres do caldo onde está a cozer a língua e deixe cozinhar devagarinho, adicionando os coentros no final.

Quando a língua estiver cozida, retire-a do caldo e passe por água fria, com ajuda de uma faca retire toda a pele à volta da língua e deite fora.

Corte a língua em fatias e misture nas ervilhas deixando apurar um pouco, se necessário acrescente um pouco mais de caldo de carne.

Notas: A cenoura que esteve a cozer com a carne pode ser cortada em rodelas e adicionar à ervilhas.

Também pode acompanhar com uma salada verde e um pouco de puré de batata.

Guarde a 2ª água de cozedura da língua, para quem gosta é óptima para usar numa sopa.

Quando usar a panela de pressão, não esquecer que só se pode abrir a panela quando todo o vapor tenha saído naturalmente, para não correr o risco de queimaduras.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:16


WOOK - www.wook.pt


32 comentários

De Ameixinha a 16.09.2010 às 22:35

Lembra-te que há leitoras que são mais fãs de salgados... como eu :) E miudezas é mesmo comigo, fígados, mioleiras, rins e línguas! Venham eles ;) Confesso que só não gosto da parte de "esfolar" a língua... de resto, é uma carne muito saborosa! Aqui em casa só eu e a minha mãe é que comemos, os gajos são uns fracos!

De Moira a 16.09.2010 às 23:48

Ameixinha,
Já percebi o porquê da tua figura, é das miudezas hehehe
Das coisas que mencionaste a única que consigo comer é mesmo a língua, tudo o resto me arrepia, mas de vez em quando faço figado para o marido que ele adora, mas eu não como.
A parte do esfolar não custa nada, demora é tempo.

De Cacahuete a 16.09.2010 às 22:27

Era uma das refeições muito comum na casa dos meus pais antes de aparecerem os problemas com as vacas loucas, depois disso nunca mais se fez lá em casa. Mas estas fotos deram-me saudades e fizeram-me lembrar o cheirinho deste estufado.

Beijinhos

De Moira a 16.09.2010 às 23:45

Cacahuete,
Também passei muito tempo sem comer, mas de vez em quando dá uma saudade e eu faço. Felizmente parece que passou esse problema das vacas loucas, mas estão sempre a surgir outros.
Beijocas

De helena a 16.09.2010 às 08:36

Acho que esse prato assim tão composto e bonito, me tinha convencido......
Sei que o resultado tem a ver com o preparo também.
Beijinho

De helena a 16.09.2010 às 08:33

Moira
Essa foi a 1ºa refeição que comi em casa da sogra, fiz um grande esforço pois a textura não me agradou, no entanto o sabor era bom.
Nunca mais comi já lá vao 26 anos, tal foi o trauma!
beijos

De Moira a 16.09.2010 às 21:04

Uiiii! Isso assim é que é pior.
No entanto há coisas que se aprendem a gostar e isso tem acontecido comigo, ainda não consigo comer iscas, mas já gosto de foie gras.
Beijocas

De deana@lostpastremembered a 15.09.2010 às 23:21

I have never had tongue in my life... wonderful looking recipe with simple ingredients... maybe I will get brave one day???

De Moira a 16.09.2010 às 21:00

There's always a first time for everything [;)

De pipoka a 15.09.2010 às 23:10

Todos os anos, religiosamente, como língua de vaca preparada por uma amiga açoriana de 70 anos que cozinha maravilhosamente. Imagina que este ano lá lhe pedi para me ensinar a receita. Parecia-me um trabalho de Hércules, mas não há nada como aprender com quem sabe.
Um destes dias também me aventuro! O meu problema é arranjar um talho de confiança onde comprar a língua, de resto não me custa nada mexer nas miudezas. Desde miúda que mexo na carne e no peixe sem problemas, graças aos ensinamentos do meu pai.

beijocas

De Moira a 16.09.2010 às 20:59

Pipoka,
Eu não acho que seja um trabalho complicado, é apenas um bocadito moroso. Estou desejosa de ver a receita da tua amiga açoriana, porque eu só sei fazer assim e nunca encontrei outra receita que me encantasse. No talho onde eu me abasteço quando quero destas coisas diferentes encomendo, se quiseres posso fazê-lo para ti.
Mas quando vou a Trás-os-Montes não dispenso trazer língua de vitela, são mais pequenotas e muito mais tenras.
Beijocas

De Luisa Alexandra a 15.09.2010 às 10:58

Gosto imenso de língua de vaca e faço algumas vezes cá em casa. O meu marido adora acompanhado com puré de batata.

De Moira a 15.09.2010 às 14:09

Luisa,
Eu faço poucas vezes porque em Lisboa, praticamente só se encontra língua de vaca e eu para ser sincera prefiro a de vitela por ser mais pequena.

De Margarida a 15.09.2010 às 10:02

Essa iguaria faz-me lembrar a minha avó. Em tempos fazia uma lingua estufada fantástica, que nunca me fez desconfiar que estava a comer a lingua do animal. : ) Nunca fiz em casa porque o aspecto da lingua crua me faz alguma confusão mas não me resigno a comê-la feita por quem bem sabe. Pronto, fiquei com saudades.. : )
beijocas

De Moira a 15.09.2010 às 14:02

Margarida,
Eu ainda me consigo abstrair do aspecto da coisa e é por isso que vou fazendo de vez em quando.
Beijocas

De Sandra G a 15.09.2010 às 09:21

Moira, para ser sincera, não gosto de língua, as miudezas não é comigo!!Mas para que aprecia é um belo petisco.

Bjs

De Moira a 15.09.2010 às 14:04

Eu, salvo algumas excepções também não gosto de miudezas.
Bjs

De Maria Helena Costa a 15.09.2010 às 08:54

Olá Moira!
Tal como dizes, e todas as cachopas da nossa idade, lingua era um prato que as nossas mães faziam para o fim de semana, era bom, barato e elas tinha todo o tempo para lavar, esfregar, escaldar e todas as outras voltas que a coisa leva! Eu adoro lingua mas a ultima vez que a cozinhei, e estave deliciosa, mas chorei, percebeste bem? chorei!!! para conseguir dar as tais voltas que a minha mãe me ensinou.... e jurei a mim mesma que nunca mais me ia apoquentar tanto por um prato culinário! ou seja, deixei-me vencer pela língua!!!!! mas... agora... lendo a tua receita ficou-me um vontade de voltar a experimentar!!!! vou pensar bem na coisa e por isso te agradeço, obrigada Moira, vou arregaçar as mangas, encher o peito de ar e enfrentar "face to face" essa tarefa gloriosa que é esfolar a lingua!!!!!!! Bjs

De Moira a 15.09.2010 às 14:07

Hoje em dia este género de coisas já vem praticamente limpo do talho, antigamente dava muito mais trabalho.
Esfolar a língua é sempre mais fácil quando ela já está cozida.
Força nessa tarefa :)
Bjs

Comentar post


Pág. 1/2



Fotos no Flickr




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Tradutor



Também estamos aqui

Facebook

Tertúlia de Sabores da Moira

Divulga também a tua página


Instagram

Instagram


Pinterest

Pinterest


Networked Blogs


Eventos na Blogosfera

World Bread Day

World Bread Day 2016 (October 16) World Bread Day 2015 (October 16)


Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2009
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2008
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2007
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D