Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Compota de Marmelo

por Moira, em 20.10.14

Este foi um dos vinhos que tive a oportunidade de provar num jantar de apresentação dos vinhos franceses que iriam estar à venda no LIDL no início de Outubro.

É um tinto frutado que recebeu muitos elogios da maioria dos presentes. Foi servido a solo entre pratos, durante uma prova com harmonização, mas confesso que na altura não me entusiasmou.

Resolvi dar-lhe nova chance, sou daquelas pessoas que não desistem à primeira, e se os entendidos no assunto diziam que era excelente, eu tinha que o provar de novo, pelo que aproveitei uns marmelos vindos do Fundão, e um queijo fresco de cabra para o experimentar outra vez.

E não é que fez uma harmonização excelente?

Compota de Marmelo com Côtes du Rhône

Ingredientes:

  • 3 ou 4 marmelos (350 g depois de descascados)
  • 350 ml de vinho tinto frutado
  • 100 g de açúcar mascavado
  • 1 pau de canela
  • 1 ou 2 casquinhas de laranja
  • 1 cravinho

Preparação:

Descascar os marmelos e cortá-los aos cubos.

Colocar um tacho ao lume com o vinho, a casca de laranja, o açúcar e o cravinho, juntar os marmelos e deixar levantar fervura. Baixar o lume e deixar cozinhar em lume brando até o marmelo estar cozido e macio.

Retirar o marmelo com uma escumadeira e reservar. Aumentar o lume e deixe ferver até obter uma consistência de xarope. Deitar sobre os marmelos que devem ser servidos com queijo de cabra, queijo azul, brie ou camembert.

Notas: Se preferir pode cortar os marmelos aos gomos.

Se necessário pode juntar um pouco de água caso o marmelo não esteja cozido e o molho se tiver evaporado.

Não tem que ser feito com vinho francês, embora este tenha um preço apetecível, pode usar qualquer outro vinho tinto frutado.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:39

Bolo de Chocolate e Avelãs

por Moira, em 13.10.14

Não tenho amigos de infância, nessa época andava eu a saltitar entre continentes juntamente com os meus pais, por isso os amigos que tenho são todos do final da adolescência quase a terminar a escola. Deixamos a casa dos pais, casámos, uns tiveram filhos, outros não, mas a amizade manteve-se.

Já percorremos o mundo com jantares temáticos. Às vezes passamos muito tempo sem nos vermos apesar de estarmos perto e combinamos jantares com meses de antecedência. Outras vezes marcamos jantares de véspera só porque estamos com saudades.

Desta vez um dos nossos amigos pregou-nos a partida e à hora do almoço marcou um jantar. Como sempre dividimos tarefas e comidas. Desta vez calhou-me a sobremesa. A tarde foi passando sem que eu conseguisse decidir entre um crumble e um clafoutis, de tal forma que acabei a fazer mais um bolo de chocolate e desta vez não sobrou nem a fatia da vergonha.

Pode não ser o melhor bolo de chocolate do mundo mas foi o bolo perfeito para brindar à amizade. 

Haverá melhor pretexto?

Bolo de Chocolate e Avelãs

Ingredientes

  • 60 g de chocolate negro para culinária
  • 150 g de manteiga
  • 3 ovos pequenos
  • 150 g de açúcar fino (ou em pó)
  • 2 colheres de sopa de farinha de trigo
  • 1 colher de chá de fermento em pó
  • 60 g de avelãs
  • 1 colher de sopa de açúcar em pó para polvilhar no final

Preparação:

Partir os chocolate em pedaços, juntar a manteiga partida aos cubos e levar ao micro-ondas durante 1 minuto na potência máxima. Deixar repousar 1 ou 2 minutos e misturar com uma vara de arames.

Bater os ovos com o açúcar até triplicar de volume e obter uma mistura espessa e fofa.

Juntar os ovos ao chocolate envolvendo cuidadosamente para não baixar o volume, adicionar a farinha com o fermento continuando a mexer cuidadosamente.

Forrar uma forma com papel vegetal, untar bem com manteiga ou usar óleo em spray que é muito prático (usei Fula Spray & Go) deitar a massa, cobrir com as avelãs partidas muito grosseiramente e levar ao forno aquecido a 180º durante cerca de 25 a 30 minutos. Deve ser feito numa forma de mola, pois não dá para desenformar.

Servir morno à sobremesa com um bom Vinho do Porto.

Nota: Este é um bolo pequeno, com cerca de 20 cm de diâmetro. Perfeito para uma sobremesa para 4 a 6 pessoas.

O interior fica macio e faz um contraste perfeito com o crocante das avelãs tostadas.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:18

Salmão Assado em Crosta de Amêndoa

por Moira, em 10.10.14

Esta receita é inspirada numa que aprendi a fazer no Kiss the Cook há bastante tempo atrás num workshop promovido pela Bonsalt. A primeira vez que a tentei reproduzir, não a li, confiei na minha memória e acabei por baralhar tudo, gostei tanto que mantive a minha versão que já fiz vezes sem conta cá em casa, mas que nunca tinha partilhado por aqui.

O sabor dos citrinos disfarça o sabor característico do salmão, que muitos acham enjoativo e faz-se em três tempos, sendo por isso prático para quem anda sempre a correr e não tem tempo para nada.

Salmão no forno com Crosta de Amêndoa

Ingredientes:

2 postas de salmão, ou 2 filetes se preferir

sal e pimenta q.b.

Marinada:

sumo e raspa de meia lima

sumo e raspa de meia laranja

1 colher de sopa de azeite + 1 para untar o tabuleiro

Crosta de Amêndoa:

2 fatias de pão torrado de preferência integral (20 g)

10 amêndoas com pele (10 g)

Preparação:

Comece por preparar a marinada. Numa taça coloque o sumo e raspa de meia lima e de meia laranja, junte o azeite e misture bem. Tempere o salmão com sal e pimenta e adicione a marinada, envolva para que todo o salmão ganhe sabor e reserve por cerca de meia hora.

Num robô de cozinha triture o pão torrado com a amêndoa. (Se não tiver um robô de cozinha pode moer o pão e a amêndoa nas velhinhas máquinas de moer carne ou num almofariz com alguma paciência)

Unte um tabuleiro que possa ir ao forno com o restante azeite, coloque por cima as postas de salmão com a marinada, polvilhe com a mistura de tosta e amêndoa e leve ao forno aquecido a 200º C por cerca de 15 a 20 minutos.

Sirva quente com "couscous" e uma salada de agrião. 

"Couscous"

Ingredientes:

1 chávena de chá de "couscous"

1 chávena de chá mal cheia de água a ferver

1 colher de chá de sal

1 pitada de pimenta

Molho

sumo e raspa de meia laranja

sumo e raspa de meia lima

1 colher de sopa de azeite

uma pitada de pimenta acabada de moer

Preparação:

Numa taça coloque o sumo e raspa de meia lima e de meia laranja, junte o azeite, misture bem e reserve.

Coloque uma chávena de água ao lume com uma colher de chá mal cheia de sal. Quando ferver retire do lume, misture com o molho de citrinos e azeite e deite sobre o "couscous", tape e espere 5 minuos antes de soltar os grãos com um garfo. Sirva de imediato.

Notas:

Se quiserem ver a Receita Original é só clicar no link, e só agora me apercebi que já passou mais de ano e meio... Como o tempo voa...

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:06

Peras Cozidas em Xarope de Groselha

por Moira, em 30.09.14

Chegaram muitas peras cá a casa, umas vindas da horta da minha cunhada, outras da Região do Oeste através de mãos amigas que sabem que eu gosto de Pêra Rocha, umas e outras são deliciosas, e agora que estamos na época delas, há que aproveitar.

Estas ficaram vermelhas mas não estão bêbedas, e assim com esta cor quem lhes vai conseguir resistir ?

Peras Cozidas com Xarope de groselha

Ingredientes:

  • 6 peras
  • 250 ml de água
  • 6 colheres de sopa de xarope de groselha

Preparação:

Descasque as peras, e coloque-as num tacho com a água e o xarope de groselha, deixe cozer até ficarem macias.

Retire as peras para uma taça e deixe ferver o molho mais um pouco até ficar com a consistência de xarope.

Sirva frio.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:10

Es una Bomba... de Chocolate

por Moira, em 28.09.14

A ideia partiu de uma receita que vi há muito tempo no Masterchef Austrália e que me ficou na memória até hoje. Chama-se Bombe Alaska mas da receita original pouco ou nada resta para além da aparência, por isso chamemos-lhe apenas Bomba de Chocolate ou será que pode ser uma Charlotte de Chocolate.

A mana pediu-me um bolo sem velas por isso aproveitei a deixa e fiz um bolo que também foi sobremesa, retirando assim, algumas calorias ao almoço. Espero que gostem da minha escolha para o aniversário da minha mana e também para a comemoração dos 4 anos do Blog da querida Lúcia "O Barriguinhas"

Ah! Desculpem-me meninas mas este bolo deixo-me a cantarolar uma música de festa de aldeia... Es una bomba, es una bomba que faz bum bum no meu coração.

Bomba de Chocolate

Bolo

  • 4 ovos mais 2 gemas
  • 6 colheres de sopa mal cheias de açúcar
  • 5 colheres de sopa de farinha
  • 1 colher de chá de fermento em pó

Xarope:

  • 30 ml de água
  • 15 g de açúcar
  • 30 ml de Vinho do Porto

Mousse

  • 200 g de chocolate
  • 1 colher de sopa de manteiga
  • 4 folhas de gelatina
  • 6 gemas
  • 6 colheres de sopa de açúcar
  • 6 claras de ovo

Cobertura

  • 2 claras de ovo 
  • 150 g de açúcar em pó
  • 1 colher de chá de sumo de limão

Preparação:

Começar pelo bolo.

Bater as claras em castelo e adicionar uma colher de sopa de açúcar no final.

Bater as gemas com o restante açúcar, juntar a farinha com o fermento e por fim adicionar as claras batidas envolvendo na massa cuidadosamente.

Colocar uma folha de papel vegetal num tabuleiro, untar com spray de cozinha ou com manteiga, deitar por cima a massa e espalhar no tabuleiro. Levar ao forno aquecido a 180º por cerca de 10 minutos, ou até estar cozido. Desenformar e deixar arrefecer.

Levar todos os ingredientes do xarope ao lume e mexer até derreter o açúcar, desligar e deixar arrefecer completamente.

Entretanto preparar a mousse. Colocar as folhas de gelatina numa taça com água fria para amolecerem. Partir o chocolate, deitar numa taça juntamente com a manteiga e levar ao micro-ondas durante um minuto. Mexer para derreter bem o chocolate, juntar as folhas de gelatina bem escorridas, mexer bem para dissolver a gelatina, se necessário leve mais uns segundos ao micro-ondas.

Bater as claras em castelo adicionando no final uma colher de sopa de açúcar. Bater as gemas com o restante açúcar até duplicarem de volume, juntar o chocolate derretido e por fim as claras em castelo, mexendo com cuidado para envolver ambas as misturas sem perder volume.

Forrar uma taça com cerca 20 cm de diâmetro com película aderente, (utilizei uma taça com 17 cm de diâmetro por 9 cm de altura).

Cortar um circulo com o mesmo diâmetro da taça e reservar. Com o restante bolo forrar o fundo e as laterais da taça. Pincelar todo o bolo com o xarope de vinho do porto reservando um pouco para o círculo que irá servir de tampa. Colocar dentro a mousse de chocolate e tapar com o círculo pincelando-o com o restante xarope. Tapar com película e guardar no frio de um dia para o outro.

No dia seguinte, desenformar o bolo num prato de servir. Bater as claras em castelo com o sumo de limão e adicionar o açúcar em pó aos poucos até obter uma mistura espessa e brilhante.

Barrar todo o bolo com as claras e levar de novo ao frio.

Na altura de servir queimar as claras superficialmente com um maçarico de cozinha. Ou na falta dele polvilhar o bolo com canela ou com cacau em pó.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:07

Coelho com Habones Zamoranas

por Moira, em 22.09.14

A vila transmontana onde passo férias alguns dias por ano fica mesmo ao lado da fronteira com Espanha, tenho por isso a sorte de poder experimentar alguns dos produtos regionais dos nuestros hermanos a preços agradáveis, se é que me entendem.

De ambos os lados da fronteira há paisagens e costumes em comum, embora a gastronomia tenha características bem diversas.

Na região de Zamora cultivam-se estas habones muito parecidas com as nossas feijocas mas com um sabor distinto.

Neste fim de semana convidei os meus pais para almoçar e resolvi experimentar uma combinação diferente, que tirando as habones, nada tem a ver com a comida tradicional de Zamora, mas que deu conversa para o almoço.

Conta a minha mãe que lá na terra havia uma moça, de nome Maria, recém casada com um espanhol. Rapariguinha nova e sem experiência, não dominava a arte dos tachos.

Um dia perguntou ao marido o que havia de fazer para o almoço.

Ele respondeu-lhe que fizesse coelho.

Ao que ela ripostou: Coelho com quê?

Ele no gozo respondeu-lhe: Faz coelho com feijões...

A moça que nada entendia do assunto lá fez o coelho com feijões, e apesar de ser uma combinação estranha, o espanhol até gostou.

Certo é que com o tempo, lá na terra, quando se fazia alguma comida diferente, dizia-se que era à moda da Maria Pescoa.

Não sei se a Maria Pescoa ainda é viva, mas se for, tenho a certeza que ficará com um sorriso nos lábios ao saber desta minha experiência culinária que teve a aprovação de todos os comensais.

E sabem que mais? Não sobrou nem um feijão.

Coelho com Habones Zamoranas

Para a marinada:

1 coelho partido aos pedaços pequenos

3 dentes de alho

1 colher de café de cravinho em pó da Margão

1 colher de chá de colorau da Margão

meio copo de vinho

3 colheres de sopa de azeite

2 folhas de louro

1 pitada de piment d'Espelette (alternativa: pimenta ou piri-piri)

sal q.b.

Para o guisado:

500 g de Habones Zamoranas (alternativa: feijocas)

1 cebola média

1 chouriço pequeno

1 pedaço de toucinho fumado

6 colheres de sopa de azeite

Preparação:

De véspera coloque as habones ou as feijocas de molho e tempere coelho com um pouco de sal, alho picado, o cravinho, o colorau, o piment d'espelette, as folhas de louro, o vinho e o azeite, misture bem para que todo o coelho fique envolvido no molho e deixe a marinar de um dia para o outro.

Levar as habones ou as feijocas ao lume com bastante água e uma pitada de sal e deixar ferver durante cerca de 1 hora, juntamente com o chouriço e o toucinho fumado.

Num tacho colocar 6 colheres de sopa de azeite e alourar o coelho de ambos os lados, juntar a cebola picada, deixe alourar e adicionar o toucinho fumado e o chouriço cortado aos pedaços pequenos. Juntar um pouco do caldo de cozer as habones ou as feijocas e deixar cozinhar o coelho até estar tenro.

Por fim adicionar as habones ou as feijocas mexer com uma colher, se necessário adicionar mais um pouco de caldo, reduzir o lume para o mínimo e deixar fervilhar em lume brando, mais uns 15 a 20 minutos para apurar o molho.

Servir polvilhado de salsa picada e arroz branco.

Notas:

Pode substituir as habones zamoranas por feijocas ou por outro tipo de feijão a gosto.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:39


WOOK - www.wook.pt Velocidade Colher - Entre Tachos e Bimby de Susana Gomes	Da Horta para a Mesa de Cláudia S. Villax - www.wook.pt


Tertúlias favoritas



Sobre a autora

tertulianos em linha

Insira o seu endereço de e-mail:

Entregue por FeedBurner


Translation, please



Também estou aqui

Facebook

Tertúlia de Sabores da Moira

Divulga também a tua página


Instagram


Follow Me on Pinterest


Aplicação para Nokia -nokia-n8-2


Parcerias


 








Eventos em foodblogs

World Bread Day

World Bread Day 2013 - 8th edition! Bake loaf of bread on October 16 and blog about it!

World Bread Day

World Bread Day 2012 - After Hours Party


World Bread Day

Participações de anos anteriores

World Bread Day 2012 - Roundup Bake Bread for World Bread Day 2011 World Bread Day 2010 - Roundup World Bread Day 2009 - Yes we baked. - Roundup


Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2010
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2009
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2008
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2007
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D